Tempo de vida da cobra: quantos anos vive e como melhorar a qualidade de vida?

Postado por PETZ, em Atualizado em Aug 17, 2021

Animais Silvestres
Tempo de vida da cobra: quantos anos vive e como melhorar a qualidade de vida?
Tempo de leitura: 4 minutos

Com personalidade forte e muita beleza, os répteis têm conquistado seu espaço no mundo pet! Mas, apesar da popularidade crescente, ainda há muitas dúvidas, como qual o tempo de vida da cobra. Amadas por alguns, temidas por outros, as escamosas são repletas de curiosidades e fatos interessantes! 

cobra

Se você se interessa sobre o assunto, continue lendo. Conversamos com um especialista que explicou qual o tempo de vida da cobra e como melhorar a qualidade de vida de nossas amigas! 

Pode ter cobra em casa?

Antes de responder quanto tempo vive uma cobra, é importante conhecer melhor esse pet. Para isso, conversamos com o Dr. Rafael César de Melo, médico-veterinário da Petz especialista em animais silvestres. Ele explica que répteis, de uma maneira geral, são um tópico delicado. Isso porque o tráfico de animais ainda é um grande problema. 

“A maioria das cobras em cativeiro no Brasil é ilegal”, afirma. Vale destacar que essa ilegalidade traz inúmeros prejuízos, tanto para o animal como para o país como um todo. Por isso, o IBAMA realiza esse controle, autorizando algumas instituições a criar cobras em cativeiro. 

“No Brasil, há poucos criadores que possuem cobras legalizadas, e não são todas as espécies que são autorizadas. Por exemplo, a mais popular é a Corn Snake, uma espécie que não é autorizada para comercialização”, comenta o Dr. Rafael. 

Devemos lembrar, ainda, que toda cobra de estimação precisa estar registrada, com documentos que comprovam sua origem. Por isso, se você está pensando em ter uma amiga de sangue frio, procure conhecer a instituição e verifique se a documentação está em dia! 

Qual o tempo de vida da cobra? 

Saber as expectativas de vida de nossos pets é um passo fundamental em uma tutoria sustentável. Assim, é possível se planejar e adequar planos a longo prazo! Por isso, agora vamos saber qual o tempo de vida de uma cobra! Logo de início, o Dr. Rafael explica que a resposta para essa pergunta não é tão simples: 

“Depende muito da espécie”, afirma. Entretanto, de maneira geral, é possível dizer que o tempo de vida da cobra é de 15 a 30 anos. O especialista lembra que esse é o tempo em cativeiro, quando os tutores respeitam as necessidades das escamosas. 

“Na natureza, o animal acaba vivendo menos devido aos riscos, como predação e acidentes. Uma cobra em cativeiro não corre os mesmos riscos”, afirma. Ou seja, a forma como você cuida da sua amiga de sangue frio influencia — e muito — sua expectativa de vida! 

Como melhorar a qualidade de vida das cobras

Como vimos, o tempo de vida das cobras pode variar entre 15 e 30 anos. Porém, para que sua escamosa possa aproveitar o máximo de sua longa vida, é necessário tomar alguns cuidados. Conforme explica o Dr. Rafael, as cobras são pets delicados. Abaixo, separamos cinco dicas importantes para oferecer qualidade de vida para as cobras. Confira:

1. Tamanho do terrário

O terrário é o lar dos répteis. Assim como nós, os pets também gostam de uma casa espaçosa! Por isso, é importante que o terrário tenha um tamanho compatível com a escamosa. As regras também vão variar de acordo com a espécie, mas, de forma geral, podemos dizer que um aquário de 200 litros é um espaço adequado para sua cobra. 

cobra

2. Temperatura do terrário

Este é outro tópico delicado quando o assunto é como aumentar o tempo de vida da cobra. Os répteis são animais de sangue frio, e isso significa que dependem da temperatura externa para ficarem confortáveis. 

Os valores também podem variar de acordo com a espécie mas, de maneira geral, uma temperatura de 25 °C a 35 °C costuma ser adequada para a maioria das cobras. Para atingir esse cenário, equipe o terrário com um termostato, encontrado em lojas especializadas, como a Petz. 

3. Diferentes ambientes dentro do terrário

Na natureza, os répteis habitam diversos ambientes com diferentes características, e para aumentar o tempo de vida da cobra, devemos simular esses cenários em seu terrário. “Sempre deve ter uma área seca e quente e uma área úmida no terrário”, afirma o Dr. Rafael. Ficar atento a esses detalhes garante mais qualidade de vida para seu pet. 

4. Alimentação

No quesito alimentação, o mais importante é a idade da cobra. Diferentemente de outros pets, os répteis precisam se alimentar com intervalos maiores, sendo que, muitas vezes, passam até 20 dias sem precisar de um petisco. Não há regras gerais, visto que vai depender muito da espécie e do tamanho da cobra. O recomendado é consultar um veterinário especialista e seguir suas recomendações. 

5. Visitas regulares ao veterinário

Por fim, um dos tópicos fundamentais quando o assunto é pet: visitas ao veterinário! O Dr. Rafael reforça que essa é uma maneira de monitorar a saúde de sua amiga. O profissional também poderá acompanhar o desenvolvimento e dar dicas sobre alimentação e atividades! Por isso, busque uma clínica de sua confiança e mantenha a agenda de visitas sempre em dia. 

Com as dicas acima, é possível melhorar o tempo e a qualidade de vida da cobra, oferecendo mais qualidade de vida para sua escamosa! Se precisar de acessórios para répteis, lembre-se: na Petz você encontra terrários, brinquedos e muito mais! 

cobra na mão de pessoa
Além disso, nossas clínicas possuem profissionais de diversas áreas, inclusive especialistas em pets silvestres! Procure a unidade mais próxima e venha nos fazer uma visita! Confira outros conteúdos incríveis como este no blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *