Peixe doente: como saber se ele precisa de ajuda

Postado por PETZ, em 24/03/2020

Aquário
Peixe doente: como saber se ele precisa de ajuda

Entre os animais que podemos ter em casa, o peixe é o mais diferente dos humanos. Pois, além de habitar em um ecossistema fechado, também exige atenção do aquarista para que este perceba o que está acontecendo. Junte isso à inexperiência de quem monta um aquário pela primeira vez e à dificuldade em perceber um peixe doente.

peixe amarelo

Em geral, respeitando-se a compatibilidade de espécies, os parâmetros da água, as regrinhas para a introdução de objetos e de novos habitantes no aquário e a alimentação adequada, é muito difícil que um peixe fique doente. Mas pode acontecer. 

A seguir, confira como reconhecer quando os companheiros de barbatanas precisam de ajuda!

Como saber pela aparência se o peixe está doente 

Bom seria se os peixes pudessem nos avisar verbalmente que há algo de errado com eles. Mas a verdade é que, em muitos casos, a própria aparência deles é indicativo de doenças. 

Aliás, observar o aspecto da alteração ajuda, inclusive, a identificar algumas doenças de peixe. Isso porque a mudança é diferente de acordo com a causa da doença: seja fungos, bactérias ou parasitas. Entre as alterações de aparência mais comuns decorrentes de infecções bacterianas estão:

  • Perda de cor;
  • Desgaste das barbatanas;
  • Feridas pelo corpo;
  • Inchaço;
  • Olhos saltados,
  • Ventre retraído.

Já entre as doenças de origem fúngica, como a Doença do Algodão em peixes, podemos citar:

  • Peixe com mancha branca no corpo,
  • Esbranquiçamento da área ao redor dos olhos e da boca.

Muito frequentes nos aquários, as doenças causadas por parasitas também têm sintomas característicos, portanto, fique atento a esses sinais de peixe doente:

  • Presença de substâncias mucosas pelo corpo;
  • Presença de vermes pelo corpo;
  • Olhos embaçados,
  • Olhos saltados.

É importante destacar que os sintomas presentes variam de doença para doença. Ao verificar qualquer alteração na aparência dos seus peixes, consulte um veterinário especialista ou procure um de nossos especialistas na loja Petz mais próxima.

peixe palhaço

Como saber pelo comportamento se o peixe está doente

Mudanças nos hábitos dos peixes também são fortes indicativos de que estão doentes ou de que há algo de errado no aquário. Assim como quando falamos da aparência, certos sintomas são próprios de doenças fúngicas, bacterianas ou parasitárias. 

Mas há também uma série de sintomas inespecíficos, isto é, comum a boa parte das doenças de peixes ornamentais, entre eles:

  • Perda de apetite;
  • Pouca disposição;
  • Alterações da respiração,
  • Alterações do nado.

A respeito desse último sintoma (o nado), a característica da mudança ajuda a observar o problema de saúde. Um peixe nadando de lado pode indicar a doença da bexiga natatória.

Já um peixe nadando de um lado para outro com velocidade acelerada dá indício de doença fúngica. Outras mudanças de comportamento que apontam para a presença de doenças são:

  • Isolamento e prostração;
  • Peixe se “coçando” nos objetos ou no fundo do aquário,
  • Peixe letárgico no fundo aquário.

Importante: esses comportamentos só são indicativos de peixe doente quando surgem de uma hora para outra e não são naturais da espécie. Por isso, ao montar um aquário, procure se informar sobre as características e as necessidades das espécies que você deseja colocar nele.

peixe marrom

Agora que aprendeu a identificar um peixe doente, acesse outros conteúdos no blog da Petz para saber tudo sobre saúde e bem-estar animal!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *