Cachorro vomitando – O que há de errado com meu pet?

Postado por PETZ, em Nov 6, 2017

Bem-Estar
Cachorro vomitando – O que há de errado com meu pet?
Tempo de leitura: 3 minutos

É inevitável não ficar desesperado ao ver o seu cachorro vomitando. Mas, nesta hora, o dono deve manter a calma, por mais difícil que seja, pois o animal sente tudo aquilo que nós estamos direcionando a ele emocionalmente.

Primeiro de tudo, é necessário investigar o porquê do cachorro vomitando. Engoliu algo que não devia? Está muito calor e ele precisa de hidratação? É intolerante a algum ingrediente da ração? Comeu demais e o seu organismo reagiu desta forma? Estas são algumas questões que você precisa averiguar antes de achar que algo pior esteja acontecendo.

Cachorro vomitando

Na maior parte dos casos, a intolerância a alguns itens da ração faz com que este seja um efeito colateral, juntamente a outros. E, com isso, você terá quase certeza de que necessita trocar a ração.

Consultar um veterinário é uma recomendação mais do que apropriada, pois ninguém melhor do que um especialista para avaliar a causa e o tratamento específicos.

Cachorro vomitando e os sintomas que mostram intolerância alimentar

Diarreia ou fezes várias vezes ao dia (fora do habitual do pet) além de o cachorro vomitar são indícios de que algum elemento (ou alguns deles) na composição da comida não faz bem ao peludo.

Alguns tipos de comidas manufaturadas para cães são compostas de cereais e diversas opções de carnes e, talvez, seja um deles que esteja causando o desconforto estomacal e a agressão intestinal ao pet.

É importante salientar que a intolerância é diferente da alergia. Se o cachorro está vomitando é porque algo não “caiu bem” em seu estômago, não necessariamente que ele seja alérgico, já que este malefício causa outros sintomas no pet. Entre eles estão coceira, vermelhidão, queda dos pelos, irritabilidade, perda de apetite e até mesmo sonolência.

O que fazer quanto à comida perante o fato de ter o cachorro vomitando?

Mais uma vez vale lembrar que o veterinário será a pessoa mais indicada em avaliar a medicação para amenizar as dores que o cão está sentindo. O remédio para o estômago faz com que a situação seja tranquilizada, mas é o tutor quem deverá auxiliar na descoberta dos motivos (os ingredientes intolerantes) que fazem o cachorro vomitar.

Evite utilizar receitas caseiras, como o chá de boldo ou o soro caseiro (água, sal e açúcar), pois estas “dicas da vovó” podem até ajudar momentaneamente, porém não irão tratar as causas e nem recuperar os estragos (como inflamações ou fissuras) nos órgãos afetados pela intransigência ocorrida. Ou, em último caso, farão o pet vomitar mais, o que será extremamente ruim para a sua recuperação.

Cão relaxando deitado com tutora

A relação do cachorro vomitando com a troca da comida

Há alguns passos a serem seguidos na hora de substituir a ração antiga pela nova ração para cachorros, para que você analise dia a dia as reações do animal:

  • Misture durante 7 dias a ração nova com a antiga, começando com mais da usual e menos da que você está inserindo na dieta do pet, aumentando a quantidade da mescla diariamente. Ao final deste período, coloque somente a nova ração, para avaliar se o cachorro se adaptou ao novo cardápio;
  • Na nova alimentação evite os ingredientes que geralmente são os motivos da intolerância e causam vômitos em cachorros, como ovos, frango, trigo, laticínios e carne;
  • Evite guloseimas e comidas humanas por pelo menos 6 semanas enquanto você estiver pesquisando as causas da intolerância, para não comprometer o progresso de todo este trabalho. Se o pet for intolerante ao trigo ou ovo e você der um biscoito de água e sal para ele, por exemplo, todo o seu trabalho até então irá por água abaixo;
  • Tenha em mente que os animais não se adaptam a novos tipos de ração imediatamente, mesmo porque os seus órgãos já estão com alguma sequela e seu organismo acostumado com o que vinha recebendo. Disponibilize pelo menos 3 meses para se dedicar ao seu animal e a esta nova dieta que ele está recebendo;
  • Caso você retire da alimentação dele todos os tipos de ingredientes que usualmente causam vômito em cachorros e ele ainda continuar com este sintoma, não hesite em buscar ajuda profissional. Um diagnóstico mais preciso pode ser fundamental para o bem-estar e a saúde do seu cachorro.

Preocupado com seu pet? Encontre a unidade Petz mais próxima a você e nos faça uma visita!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentários

Marlene Dias da - 13/01/2019

A explicação tranquiliza Obrigada