Meu cão não gosta de passear: e agora?

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 19, 2021

Bem-Estar
Meu cão não gosta de passear: e agora?
Tempo de leitura: 2 minutos

Normalmente, os cãezinhos simplesmente adoram um passeio, não é verdade? Só de verem a coleira já se animam e ficam super felizes. Mas, vocês sabiam que o contrário também pode acontecer? Vou listar abaixo alguns motivos e dar algumas dicas para melhorarmos esse comportamento. Vamos lá?

nao-gosta-passear

Fora do peso

Será que o seu cãozinho está no peso ideal? Muitas vezes, eles não têm vontade de passear, pois estão fora do peso. Para verificar, veja como está a cintura de seu pet. Se estiver dando para sentir sua costela, ou faz aquela curvinha, ótimo, ele está no peso ideal. Caso contrário, sugiro que diminua a alimentação, conversando com o veterinário de confiança.

Medo

Se o seu cãozinho é medroso com barulhos, movimentos e não foi acostumado a sair de casa desde pequeno, provavelmente ele não gostará de passear na rua por conta dos carros, pessoas e  cães que passarão por ele. Se esse for o caso, tenha sempre um petisco que ele gosta muito ou um brinquedo para motivá-lo no passeio.  Assim, aos poucos, ele trocará a insegurança por sentimentos mais positivos.  Uma dica é usar esses petiscos ou brinquedos apenas na hora do passeio, para que ele associe positivamente com esse momento, ok?

Agora, se ele tiver receio de sair de casa ou da guia, o treino terá de ser um pouquinho diferente. Sugiro que o exercício comece em casa. Mostre para ele a coleira e recompense, faça uma festa, com petisco, brincadeiras e brinquedos. Esse treino terá que ser gradual, para que ele se reacostume com a guia e com a ideia do passeio. Assim que ele aceitar colocar a guia, dê um passo para a porta e continue sempre recompensando. Brinque com ele dentro de casa, segure a guia, mas cuidado para não puxar ou fazer força, para que ele não se assuste.

nao-gosta-passear02

Caso ele sinta medo em qualquer dessas etapas, retroceda o treino e não se esqueça de sempre dar uma recompensa por qualquer avanço que ele tiver, por menor que seja.  Devagar e com muita tranquilidade, vá aumentando a dificuldade. Passe pela porta algumas vezes, sempre o estimulando, brincando e, quando ele já estiver bem seguro, abra a porta, dê um passo, volte e recompense.

É muito importante que você continue esse treino sempre com ele seguro, portanto, não  avance demais as etapas, para que ele não volte a sentir medo. Gradativamente, vá aumentando os passos em relação à rua. Com o tempo, ele se acostumará e se divertirá com o passeio.

Com um pouquinho de paciência e muito carinho, o treino estreitará a relação de vocês e ele aprenderá a se divertir no passeio.

Por Mariana Taioli, adestradora da equipe Cão Cidadão.
Criada por Alexandre Rossi, a Cão Cidadão atua há 15 anos com adestramento e comportamento animal. Oferece adestramento em domicílio, consultas comportamentais, além de uma agenda mensal de cursos e palestras. Tudo isso com muito amor e respeito. Para saber mais sobre a Cão Cidadão, entre em contato com a Central de Atendimento, pelo telefone (11) 3571-8138, ou acesse www.caocidadao.com.br.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *