Ensinando comandos

Postado por PETZ, em 07/03/2016

Bem-Estar
Ensinando comandos

ensinar-comandos-02

Por diversas vezes somos questionados em nosso cotidiano sobre os ensinamentos de comandos básicos para os cães dos nossos clientes. Em sua maioria, a demanda chega até nós por conta de questões comportamentais, como latidos, agressividade ou medo em excesso.

Quando ensinamos comandos básicos, como sentar, deitar ou dar a pata, as pessoas, de modo geral, não veem funcionalidade na ação e questionam a necessidade dessas atividades. Contudo, esses comandos são fundamentais para que se estabeleça a capacidade de entendimento entre o ser humano e o animal, ou seja, a comunicação entre eles. Assim, se fizermos isso, tanto a pessoa consegue transmitir ao animal o que deseja, quanto o animal consegue entender o que a pessoa quer.

No condicionamento de um comando existem três fases: a indutiva, a gestual e a vocal. Na primeira fase, o animal é induzido, por exemplo, a se sentar em troca de algum objeto ou petisco. O dono deverá colocar esse atrativo acima do animal, que possivelmente pulará até se cansar e, finalmente, se sentará. Nesse momento, o dono deverá oferecer ao animal aquilo que ele tentava pegar. Na maioria dos casos, rapidamente o cão vai aprender que se obedecer, ele ganhará o que deseja (reforço positivo).

Aos poucos, você pode fazer apenas o gesto sem o objeto, para que o animal entenda a fase que denominamos de “gestual”. Apenas quando o bichinho entender essa segunda fase, é que introduzimos a fase “vocal”. Esse tipo de treinamento faz com que o pet aprenda e fique atento, sabendo que, se fizer o que o dono quer, será recompensado. Quanto mais comandos básicos fizermos com o animal, para que ele se comporte de maneira correta, mais ele vai entender que existe essa contrapartida a seu favor.

ensinar -comandos-01

No caso dos problemas comportamentais, que tal usarmos essa estratégia para ensinar para os nossos cães que, se ele não latir, ele ganha alguma coisa? Recompense-o por estar tranquilo ao seu lado, por não pular na visita, por não rosnar, por não ficar eufórico, por fazer xixi ou cocô no lugar certo. Ele vai adorar e o aprendizado vai ser delicioso para ambos: dono e cão.

Por Andrei Kimura, adestrador da Cão Cidadão.
Criada por Alexandre Rossi, a Cão Cidadão atua há mais de 15 anos com adestramento e comportamento animal. Oferece adestramento em domicílio, consultas comportamentais, além de uma agenda mensal de cursos e palestras. Tudo isso com muito amor e respeito. Para saber mais sobre a Cão Cidadão, entre em contato com a Central de Atendimento, pelos telefones (11) 3571-8138 (São Paulo) ou 4003-1410 (demais localidades). Acesse o nosso site: www.caocidadao.com.br.

 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *