Natação para cachorro: benefícios e cuidados

Postado por PETZ, em Atualizado em Oct 25, 2021

Cães
Natação para cachorro: benefícios e cuidados
Tempo de leitura: 4 minutos

Ninguém duvida dos benefícios dos exercícios físicos para humanos e pets. Porém, você sabia que a natação para cachorro é uma das melhores atividades para nossos amigos peludos? Além de ser muito divertido, esse treinamento estimula o organismo do animal em diversos aspectos, sendo extremamente benéfico!

No entanto, antes de levar seu filho de quatro patas para a piscina, é importante prestar atenção em alguns detalhes. Conheça os benefícios e os cuidados da natação para cachorro neste artigo!

Benefícios da natação para cachorro

Como costuma ser verdade para a maior parte dos exercícios físicos, a natação para cães é muito boa. A atividade regular pode contribuir para a melhora de diversos índices de saúde, além de ajudar no relaxamento. Entre as vantagens que a terapia com água traz para o cachorro, estão:

  • melhora no condicionamento físico;
  • melhora na imunidade;
  • melhora na circulação;
  • redução de stress.

Para os cachorros cheios de energia e que, muitas vezes, ficam entediados, a natação é um ótimo remédio para deixá-los mais tranquilos! Viu como não faltam razões para apresentar a atividade física ao seu melhor amigo?

Em quais situações ela pode ser recomendada

Além de ser excelente pelos motivos citados acima, a natação para cachorro é bem aceita por diferentes raças. O impacto do movimento é reduzido na água, por isso, cachorros idosos ou com problemas de locomoção também estão liberados para nadar. 

Porém, em alguns casos, a natação pode ser receitada por um médico-veterinário, como auxílio em um tratamento. A atividade pode auxiliar nos seguintes casos:

  • obesidade;
  • fortalecimento de músculos;
  • recuperação de traumas;
  • doenças articulares;
  • doenças motoras;
  • doenças cardiovasculares.

No entanto, lembre-se que atividades com o intuito terapêutico devem ser recomendadas e acompanhadas por um veterinário. Apesar dos animais adorarem a água, nem sempre a aula de natação para cachorro funcionará no primeiro momento.

Atenção aos salsichas e aos braquicefálicos!

Provavelmente, você já encontrou um pet que, mesmo sem nunca ter nadado, se jogou na água e se divertiu sem medo, correto? Pois saiba que nem todos os cachorros sabem nadar assim que nascem.

Algumas raças são, de fato, exímias nadadoras, como é o caso do Golden Retriever e do Cão D’água Português. Por outro lado, outras não se dão tão bem com as braçadas e merecem atenção. Entre essas, estão:

  • Dachshund;
  • Pug;
  • Buldogue Francês;
  • Buldogue Inglês;
  • Basset Hound,
  • Pequinês.

Alguns possuem as patas curtas, o que dificulta a hora de brincar na água. Outros ainda possuem o focinho curto e um sistema respiratório delicado, o que também merece atenção para evitar problemas futuros. No entanto, isso não significa que eles não poderão nadar, apenas que precisam de cuidados especiais. 

Cuidados com os pets

Abaixo, reunimos alguns cuidados que você deve tomar ao levar seu filho de quatro patas para atividades aquáticas.

Não o coloque para nadar em locais desconhecidos

Correntezas, buracos e animais silvestres podem afetar o seu companheiro. Por isso, por mais que seu amigo saiba nadar muito bem, evite lagos, rios e praias que não estejam sinalizadas e seguras.

Não deixe o cachorro sozinho

Nem todo cachorro sabe nadar. Por isso, nos estágios iniciais, é extremamente importante manter-se próximo dele. Aliás, mesmo depois que ele já aprendeu a nadar e esteja em locais seguros, nunca deixe seu peludo sozinho. Afinal, acidentes podem acontecer e causar problemas durante o exercício.

Utilize coletes salva-vidas

Em pet shops, é possível encontrar coletes desenhados para cães. O utensílio é excelente para cachorro com medo de água, garantindo que seu amigo possa brincar em segurança, principalmente os braquicefálicos e/ou de patas curtas.

Atenção à temperatura

Temperaturas baixas prejudicam a imunidade do cachorro, que pode ser contaminado por vírus que causam gripes e outras doenças. Então, sempre fique de olho no clima ao levar seu pet para nadar.

Se a piscina ficar em ambiente aberto, esteja atento às altas temperaturas e à exposição ao sol. Utilize um protetor solar específico na barriga, nas orelhas e no alto do focinho do pet. 

Dê um banho e faça a secagem após a natação

O corpo molhado também prejudica a imunidade e facilita as infecções. Além disso, resíduos de sujeira presentes na água e uma secagem mal-feita podem gerar alergias e irritações de pele.

O cloro presente na água da piscina também pode causar alergias. Se for ingerido, ele provoca enjoos, diarreias e dores abdominais. Por isso, enquanto o seu amigo de quatro patas estiver nadando, não o deixe consumir esse líquido. 

Sempre conte com locais profissionais para realizar a natação

Se for buscar a natação como atividade regular para seu amigo, conte apenas com ambientes profissionais, como clínicas veterinárias e centros de fisioterapia. Além da supervisão de um especialista, esses locais possuem a água tratada da maneira ideal para seu amigo. 

Geralmente, em centros especializados nessa atividade para os peludos, há mais de um profissional olhando o cachorro nadando e garantindo que ele esteja seguro e confortável nas aulas.

Então, se estiver pensando em levar seu filho de quatro patas para realizar uma atividade diferente, como a natação para cachorro, visite uma das clínicas veterinárias da Petz e consulte nossos especialistas! Eles saberão indicar as condições de seu amigo e a melhor atividade aquática para ele.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *