Cegueira em cachorro: conheça causas, sintomas e tratamento

Postado por PETZ, em Atualizado em Sep 3, 2018

Bem-Estar
Cegueira em cachorro: conheça causas, sintomas e tratamento
Tempo de leitura: 3 minutos

É muito comum ouvir falar que um cachorro idoso está ficando cego. Isso porque, infelizmente, cães e gatos frequentemente estão sujeitos a sofrer com diversos problemas de saúde que também afetam a nós, seres humanos. E no caso da cegueira em cachorro  não é diferente.

A diferença é que os pets com problemas na visão possuem o olfato e a audição mais aguçados. Entretanto, esses fatores não diminuem o tamanho da complicação no seu companheiro, por isso, é importante conhecer as principais causas e sintomas da cegueira, já que, em muitos casos, ela pode ter cura, garantindo maior qualidade de vida aos nossos amigos. Vamos saber um pouco mais sobre isso?

Principais causas da cegueira canina

cegueira em cachorro

 

Da mesma forma que ocorre com seres humanos, a cegueira canina também pode estar associada a diversos problemas de saúde, que vão de complicações como a hemoparasitose (doença do carrapato) à doenças oculares propriamente ditas, como o glaucoma em cães.

Esses problemas não afetam apenas cães em idade avançada, já que não podemos excluir a possibilidade de traumas na região dos olhos que também podem levar à perda de visão. Por isso, somente um veterinário é capaz de identificar a causa da cegueira em cachorro.

De acordo com a veterinária da Petz, Karla Marques, duas das causas mais comuns da cegueira são a catarata canina e a degeneração de retina. Ambas afetam principalmente cães idosos, não importando a raça.

Além disso, é necessário ficar atento também aos cães de olhos esbugalhados, já que são mais propensos a desenvolver doenças de córnea. Algumas raças de porte grande, como Border Collie e Pastor Alemão, também podem ter alterações de córnea de origem hereditária.

Sintomas da cegueira em cachorro

Quando pensamos em um cão cego, logo pode vir à cabeça a imagem de um bichinho com olhos esbranquiçados. No entanto, a veterinária Karla Marques explica que os primeiros sintomas da cegueira em cachorro são vistos principalmente no comportamento do pet.

“Notamos a maior dificuldade em enxergar durante a noite. Os cães possuem uma ótima visão, principalmente no escuro, então, quando ele começa a bater a cabeça nos móveis em casa e não acompanha a bolinha quando ela é jogada, é sinal de que algo não vai bem”, diz.

A veterinária ainda esclarece que o cachorro tende a ficar mais quietinho e mais lento nos seus movimentos habituais quando está ficando cego. Além disso, é possível notar que a íris dos olhos também fica mais opaca.

Como cuidar de um cachorro cego?

cegueira em cachorro

Caso seu cachorro apresente qualquer uma das mudanças de comportamento citadas acima, procure um veterinário o quanto antes. Segundo a Dra. Karla, o ideal é que ele seja oftalmologista, visto que ele possui os equipamentos necessários para a avaliação dos olhos como um todo.

Entre os exames realizados, por exemplo, está a eletrorretinografia, que ajuda a verificar o funcionamento da retina.“Os testes mais básicos, porém, são os de ameaça, em que colocamos obstáculos na frente do pet e verificamos a dificuldade que ele tem de encontrar o dono ao passar por eles”, explica a veterinária. “Fazemos isso no claro e no escuro”, completa.

Quanto ao tratamento, a boa notícia é que, muitas vezes, a cegueira pode ser curada! No caso de catarata, por exemplo, o tratamento é cirúrgico e tem ótimo prognóstico. Já nos casos de cegueira causada por traumas e inflamações, a Dra. Karla explica que a chance de reversão também é boa, desde que diagnóstico e tratamento sejam feitos rapidamente.

Existe prevenção para a cegueira?

cegueira em cachorro

Levando em conta que há bem mais de uma razão para a perda de visão canina, é difícil dar uma resposta única. A cegueira em cachorro decorrente de algumas doenças, como a doença do carrapato, por exemplo, podem ser evitadas com a ajuda de antipulgas e anticarrapatos.

Outros problemas mais comuns, como a catarata, estão associados ao envelhecimento e não há remédio ou atitude preventiva para eles. Vale lembrar que visitas regulares ao veterinário para fazer um check-up têm papel fundamental na identificação de possíveis doenças ainda em estágio inicial.

Seja para fazer um acompanhamento de rotina ou em casos de suspeita de alguma doença, a Petz possui uma equipe de veterinários capacitada para garantir o bem-estar dos pets. Procure a unidade mais próxima de você!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

Manuela Silva - 22/12/2018

Olá, obrigado pela vossa disponibilidade.
Gostei muito do seu post, vou acompanhar o seu blog/site.

Muito obrigado
Manuela Silva

Cleunira - 31/10/2019

Obrigada por todo esse esclarecimento vou providenciar levar minha companhia de 4patas. Foi muito esclarecedor e importante pra mim. Um abraço.