Com quantos meses pode separar o filhote de cachorro da mãe?

Postado por PETZ, em 04/09/2021

Bem-Estar
Com quantos meses pode separar o filhote de cachorro da mãe?

Seja porque sua cadelinha deu cria e você quer doar os filhotes ou porque você deseja adotar um cachorrinho de uma ONG ou criadouro responsável, uma das muitas dúvidas que podem surgir é: com quantos meses pode separar o filhote de cachorro da mãe sem causar traumas ou prejuízos para a saúde física e emocional de ambos?

cachorro com cenourinha de brinquedo

De fato, separar a mamãe dos recém-nascidos antes do tempo pode trazer consequências não apenas imediatas, mas também a longo prazo. Lembrando que, mesmo ao separar o filhote da mãe cachorro e da ninhada no período certo, é preciso cuidado para fazer isso de maneira adequada, a fim de não prejudicar o bem-estar dos pets.

Afinal, com quantos meses pode separar a mãe e o filhote de cachorro?

De acordo com a Dra. Katia de Martino, médica-veterinária especialista em comportamento canino, o filhote de cachorro só deve ser separado da progenitora e do restante da ninhada depois de pelo menos 60 dias após o parto. 

Antes desse período, ainda que o pet já tenha desmamado, sendo capaz de se alimentar e de evacuar por conta própria, a separação pode impactar a maneira como ele se relaciona com outros cachorros e também no temperamento dele de modo mais abrangente. 

“A separação precoce causa um trauma psicológico pelo medo do desamparo”, explica a especialista. “Esse filhote pode acabar se tornando um cão medroso, ansioso e mais propenso a desenvolver ansiedade por separação”, completa. 

Não à toa, uma das maneiras de saber se um criadouro é responsável é verificar se eles respeitam essa fase tão importante para a vida do filhote recém-nascido, aguardando dois meses antes de fazer a separação e entregar o pet para a nova família. 

Também nos casos em que alguém deseja doar os filhotes de uma cadelinha que deu à luz recentemente, converse com a pessoa sobre a possibilidade de manter o filhote junto à mãe e demais filhotes por 60 dias. 

Nesse sentido, você pode se oferecer para arcar com os custos de manutenção do pet nessa fase. Acredite: isso pode fazer muita diferença para a sua convivência com o cachorro a longo prazo!

Entenda por que é prejudicial separar o pet da mãe antes da hora

Os cuidados parentais da cadela são de extrema importância para o filhote nos primeiros dias de vida dele. Além de alimentá-lo, ela ajuda a manter o corpo dele aquecido — numa fase em que o organismo do filhote ainda não é capaz de fazer isso por conta própria — e tem um papel importante ao estimulá-lo a fazer xixi e defecar. 

Aos 60 dias, contudo, é esperado que os pets já tenham desmamado, consigam andar, se alimentar e fazer as necessidades por conta própria. Então, por que precisamos nos preocupar com quantos meses pode separar o filhote de cachorro da mãe?

Conforme explica a Dra. Katia, os filhotes precisam do contato com a mãe e com a ninhada durante esse período para aprenderem a ser cães. “É o que chamamos de imprinting canino“, diz a especialista. 

filhote de cachorro com os olhos fechados

Na prática, isso significa que é nessa fase que os cães aprendem a se comunicar e a lidar com outros cães. Um exemplo é brincar com os demais filhotes da ninhada, quando os pets costumam aprender a calcular a intensidade da mordida. 

Além disso, segundo a veterinária, a mãe pode impor limites a filhotes muito arteiros e ensiná-los a ter independência, por exemplo, ao não deixar mais o filhote mamar, fazendo com que procure a ração como fonte de alimento.

Cães que são retirados muito cedo da ninhada, quando entram em contato com outros cães, não sabem interagir com esses seres da mesma espécie sem dominar, por exemplo, coisas fundamentais como a saudação canina e formas de aproximação”, diz a Dra. Katia. Assim, podem se tornar mais medrosos, ansiosos e até agressivos. 

Outra consequência da separação precoce da cadela e filhote é que os pequenos têm propensão a apresentar uma fase oral mais intensa do que cães que foram afastados da mãe e da ninhada no tempo correto. 

Ou seja, é maior a tendência para colocar tudo na boca, incluindo brinquedos, objetos da casa, as mãos do tutor e por aí vai.

Como separar a mãe e os filhotes de cachorro do jeito certo

Mas a cadela sofre com a separação dos filhotes? Mesmo aguardando o período de 60 dias, é recomendado adotar algumas medidas para evitar traumas na mãe e nos filhotes. 

Caso exista essa possibilidade, a Dra. Katia diz que uma boa maneira de fazer a transição do convívio com a mãe e com a ninhada de filhotes para o convívio com o tutor é acostumar o pet com um cheiro do lar onde ele irá viver.

Isso pode ser feito com um paninho ou uma camiseta com o cheiro do futuro tutor. Ainda que possa parecer estranho, trata-se de uma medida relativamente comum, adotada por criadores responsáveis. 

“E é fundamental entender que é um processo, uma mudança para ele e para todos na casa. E que da mesma forma que não deixamos um bebê desamparado, o filhote também precisa de amparo”, destaca a especialista. 

Nem tudo está perdido: o que fazer em caso de separação precoce

Agora você já sabe com quantos meses pode separar o filhote de cachorro da mãe, mas, por mais que façamos o que está ao nosso alcance, nem sempre as coisas acontecem da maneira como planejamos. 

Por diferentes motivos, entre os quais o óbito da cadela, a separação pode acabar ocorrendo de maneira precoce ou forçada. Nesses casos, como lidar para que o pet não se torne um indivíduo inseguro e aprenda a se comunicar com outros animais da mesma espécie?

A Dra. Katia explica que, quando isso acontece, é preciso socializar muito bem esse filhote. “Deixar que tenha contato com cães e outros animais que sabemos estarem vacinados, como cães de amigos e de familiares”, orienta. 

Sobre esse contato, a veterinária destaca que a exposição deve ser feita de maneira controlada e prazerosa, de modo a evitar experiências que possam marcar negativamente o pet. 

Vale destacar que tanto a socialização (habituação a diferentes animais) quanto a sociabilização (habituação a diferentes situações) são fundamentais para todos os cães, tenham eles sido separados da mãe precocemente ou no tempo correto. 

filhote dentro do comedouro

Gostou de descobrir com quantos meses pode separar o filhote de cachorro da mãe? Então continue nos acompanhando nas redes sociais e aqui, no blog da Petz, para saber ainda mais informações e curiosidades sobre o mundo canino.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *