Como saber se a cachorra está grávida – Fêmea prenhe

Postado por PETZ, em Nov 28, 2017

Bem-Estar
Como saber se a cachorra está grávida – Fêmea prenhe
Tempo de leitura: 4 minutos

Sua cachorrinha, que antes era alegre e saltitante, anda meio desanimada e parece estar sempre cansada. A fome de leão deu lugar a falta de apetite, mas ao invés de perder peso ela parece mais redonda. Se ela não tiver sido castrada, pode marcar uma consulta com o veterinário, pois só assim terá como saber se a cachorra está grávida (prenhe) com total certeza.

A gestação canina dura entre 58 e 68 dias (em média de 60 a 63 dias), e os primeiros sinais começam a se manifestar por volta do 20º dia. É importantíssimo, tanto para a saúde da mamãe quanto dos filhotes, que a confirmação seja feita logo para que os cuidados específicos nesse período sejam adotados.

Como saber se a cachorra está grávida

Sintomas de prenhez em cadelas: quais são

O primeiro sinal de gravidez nas mulheres, além do atraso da menstruação, é o enjoo constante. Não tem como saber se a cachorra está grávida (prenhe) seguindo essa mesma linha, já que os sintomas são diferentes e incluem:

  • Falta ou redução considerável de apetite
  • Aumento dos mamilos, que também ficam mais escuros e com pele mais fina e sensível
  • Aumento da barriga
  • Cansaço e mal-estar físico
  • Procura de lugares e objetos quentes e confortáveis onde possa aninhar os filhotes, como cobertores, caminhas e quartos sem corrente de ar

A partir do 25º dia já é possível confirmar a gestação através de uma ultrassonografia, que mostra, inclusive, os filhotinhos na barriga da mãe.

Gravidez cachorra: como cuidar

Nada de forçar muito a futura mamãe! Depois de descobrir como saber se a cachorra está grávida (prenhe) será necessário diminuir os esforços dela – isso significa que as brincadeiras que exigem alto grau de atividade, como correr atrás da bolinha e praticar cooper com o tutor devem ser deixadas para depois. Caminhadas leves são recomendadas, pois fortalecem a cadela para o parto.

O acompanhamento de um veterinário é imprescindível para uma gestação saudável, e ao menor sinal de que algo não vai bem, corra para uma consulta.

Cadela grávida: quais os cuidados

A falta de apetite não é desculpa para não alimentar a cachorra, que nesse período precisa de um reforço nas refeições, com uma ração de alta qualidade pelo menos duas vezes ao dia. No início, ofereça ração úmida para estimulá-la a comer, e depois do 30º dia de gestação ofereça ração com mais proteína e calorias.

Uma cadela grávida não pode estar em ambiente estressante, pois isso pode prejudicar os filhotes e provocar um parto prematuro. Evite situações que possam aborrecê-la e converse com as outras pessoas da casa para que todos colaborem.

O intervalo de nascimento entre um filhote e outro é de 15 minutos e o primeiro bebê chega por volta de quatro horas depois das primeiras contrações. O parto da cadela deve ocorrer de forma tranquila e sem grandes dificuldades, se isso não acontecer contate o veterinário; monte um espaço confortável para que ela possa dar à luz com segurança, com lençóis, material macio e papelão. No final da gestação a cadela normalmente começa a montar o seu ninho e ela acaba escolhendo o local onde irá fazer o parto.

Cadela prenhe deitada em lençóis brancos

Cadela prenha: gravidez psicológica

A maior dúvida de todo tutor que se depara com uma possível gestação é como saber se a cachorra está grávida de verdade ou é só gravidez psicológica, também chamada de pseudociese. O problema ocorre por conta de uma série de mudanças hormonais naturais que provocam o instinto, e pode acontecer com outros animais.

Se a cadela for castrada e ainda assim apresentar os sintomas de prenhez, não há dúvidas de que a gravidez não é real – mas muitas vezes é necessário auxílio de um veterinário para saber se é uma gestação real ou só uma pseudociese. Na gravidez psicológica as cadelas chegam a apresentar aumento das mamas e produzir leite – problema que pode evoluir para tumores e endometriose.

Os sintomas incluem também criação de ninhos e adoção de objetos, brinquedos e até outros animais como se fossem seus filhotes; a cachorra também fica agressiva quando alguém se aproxima dos seus “bebês” e pode apresentar depressão, carência excessiva e falta de apetite.

O problema pode aparecer de dois e quatro meses após o cio e costuma ir embora depois de duas semanas de gravidez psicológica, mas sempre é necessário ajuda de um veterinário para realizar o tratamento adequado.

Em busca dos melhores produtos para o seu pet? Acesse a loja virtual Petz!

 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!