6 dicas de como saber se o gato está com dor

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 24, 2020

Bem-Estar
6 dicas de como saber se o gato está com dor
Tempo de leitura: 4 minutos

Bichanos são adorados por alguns motivos, pois além de serem divertidos e fofos, eles se destacam pela independência. Por um lado, esse é um ponto positivo, já que felinos costumam cuidar da própria higiene, tomando banho e enterrando suas necessidades. Por outro, pode atrapalhar alguns aspectos, como saber se o gato está com dor

gato preto e branco

Os bigodudos gostam de parecer durões e odeiam cuidados excessivos! Por isso, muitos tutores têm dificuldade em perceber que algo está errado. Se você está com dúvida sobre como saber se o felino está com dor, continue lendo! Separamos 6 sinais que podem indicar sintomas de gato com dor.

1. Alterações de comportamento

O primeiro sinal de alerta de que talvez o pet esteja com dor é o comportamento. Ninguém conhece melhor o peludo do que o próprio tutor. Assim, você é a pessoa mais indicada para observar se seu amigo está com hábitos diferentes. 

A Dra. Renata Brunetto, médica-veterinária da Petz, explica que esse sinal geralmente está associado a algum problema de saúde. A especialista conta que isso é mais fácil de observar em bichanos que são muito animados e, de uma hora para outra, ficam mais quietos e com menos energia.

“Alguns ainda podem se esconder e ficar arredios”, comenta. Assim, fique de olho no peludo. Se ele estiver cabisbaixo, desanimado ou fugidio, pode ser um dos sintomas de gato doente

2. Falta de apetite

Se você está se perguntando como saber se o gato está com dor, preste atenção em outro ponto-chave: a alimentação. Os bichanos não são pets com fama de comilões. Entretanto, dificilmente eles vão negar um bom pote de ração. 

Caso seu amigo não esteja dando atenção para o comedouro e você percebeu o gato sem apetite, ele pode estar com um problema de saúde. Outra dica é ficar atento à rotina, pois felinos são muito organizados e adoram se planejar. 

Assim, a maioria dos bichanos pede alimentos em determinados períodos do dia. Se você notou que o comedouro está vazio e o pet não apareceu pedindo ração durante o dia todo, procure um especialista. 

3. Dificuldade para urinar

Não é necessário ser um gateiro apaixonado para saber que os bichanos enterram suas necessidades. Nossos amigos peludos são muito higiênicos, e dificilmente vão fazer xixi fora de sua caixinha de areia. Entretanto, quando o bigodudo está com dor, ele pode ter dificuldades para urinar. 

Esse indício não é tão fácil de observar, e o tutor necessita ficar atento. O gatinho pode ir à caixinha algumas vezes, sem conseguir fazer as necessidades ou fazendo muito pouco a cada visita. 

gato deitado triste

Outro sinal é quando o pet não consegue segurar a vontade e acaba urinando em qualquer lugar. A Dra. Renata explica que muitos fatores podem levar o bichano a errar a pontaria na hora de ir ao banheiro. Entretanto, caso isso ocorra repentinamente, provavelmente ele está com um problema de saúde.

4. Dificuldade de locomoção

Felinos são verdadeiros acrobatas. Sem fazer muito esforço, os bigodudos saltam enormes distâncias, caem de grandes alturas e correm cômodos inteiros, tudo com muito estilo. 

Entretanto, um gato com dor pode ter problemas em executar movimentos, até mesmos os mais simples. A dica é ficar de olho no animal para notar se ele evita fazer um trajeto comum. Por exemplo: um bichano saudável salta do alto de uma estante para o chão com uma elegância de bailarino! 

Porém, um gato doente pode ficar longos minutos olhando para baixo, tentando encontrar a melhor maneira de descer sem se machucar. Se você observar que seu amigo está mancando, não há dúvidas. Procure um veterinário para verificar o que está ocorrendo. 

5. Sensibilidade ao toque

Um sinal de pet com dor é a sensibilidade ao toque. Mas aqui é preciso exercitar seu conhecimento de tutor. Quem diz que bichano não gosta de carinho provavelmente nunca conviveu com um felino. Os peludinhos são muito carinhosos e adoram colo com gostosos cafunés. 

No entanto, isso não significa que qualquer carícia é bem-vinda. Muitas vezes, eles preferem escolher quando e como vão receber o amor de sua família. Um tutor experiente vai saber distinguir quando o bichano não está em um bom momento e quando ele está com um membro sensível. 

Desse modo, observe se seu amiguinho está mais incomodado que o normal quando alguém toca uma parte específica do seu corpo. Se, durante uma carícia, ele ficar agressivo após um toque suave em alguma parte do corpo ou se perceber o gato miando diferente, ele pode estar precisando de ajuda.

6. Falta de higiene

Felinos são conhecidos por sua higiene. Além dos seus banhos  diários, nossos amigos ainda enterram suas necessidades, mostrando que não gostam mesmo de sujeira. Assim, se seu filho de quatro patas estiver com uma aparência descuidada, procure um veterinário. 

A Dra. Renata explica que os banhos fazem parte da rotina diária de um bichano. Quando eles deixam de se limpar, significa que precisam de ajuda. Se ele começar a aparecer com pelos sujos, descuidados e oleosos, busque um veterinário o mais rápido possível. Provavelmente, o pet precisa de ajuda. 

gato com patinha no rosto

Com essas 6 dicas você não terá mais dúvida em como saber se o gato está com dor! Entretanto, devemos lembrar que somente um especialista pode fazer um diagnóstico preciso e descobrir o que está acontecendo com o animalzinho.  

Para mais conteúdos como este, confira o blog da Petz! Assim, você fica por dentro de assuntos sobre bem-estar, saúde e curiosidades felinas!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *