Doença de Lyme: sintomas, as causas e o tratamento

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 11, 2021

Bem-Estar
Doença de Lyme: sintomas, as causas e o tratamento
Tempo de leitura: 2 minutos

Uma das doenças transmitidas por carrapatos em cães, a doença de Lyme, curiosamente, apresenta sintomas inespecíficos — apenas uma parcela dos pacientes contaminados apresentam sintomatologia.

A doença de Lyme é causada pela bactéria Borrelia burgdorferi e, transmitida por carrapatos. Alguns dos sinais são perda de apetite, prostração e, em alguns casos, a claudicação (o paciente manca), o que acontece devido à inflamação de suas juntas.

doenca-de-lyme

A transmissão da doença ocorre pela picada do carrapato contaminado, inoculando o agente no momento em que se alimenta.

Doença de Lyme: sintomas

  • Alguns pacientes que desenvolvem Lyme podem claudicação intermitente ou não, sendo um dos diagnósticos diferenciais para poliartrite, em que uma ou mais juntas podem apresentar inchaço e dor, causando grandes desconfortos ao pet.
  • Caminhar enrijecido com as costas arqueadas (dor articular);
  • Febre;
  • Prostração;
  • Inchaço dos linfonodos;
  • Alguns pacientes podem desenvolver lesões renais devido a deposição de imunocomplexos em glomérulos (unidades responsáveis pela filtração dentro dos rins).  Tal alteração pode culminar em sintomatologia advinda do sistema renal, como hiporexia (baixo apetite), vômitos, emagrecimento, desidratação, sede e urina em excesso (dependendo da fase da doença que estiver).
  • Alterações em sistema nervoso (raras).

Quem pode se contaminar?

A doença pode ser transmitida para pessoas, cachorros, gatos e outros animais. Cães são mais comumente infectados do que gatos, por exemplo, já que eles são mais propensos a saírem e explorarem terrenos que podem estar infestados por carrapatos.

Close em corpo de cão com a doença de lyme

Gatos, em contrapartida, vivem a maior parte do tempo dentro de casa, sendo menos suscetíveis ao contato com os parasitas que transmitem a doença. Gatos que saem à rua são, dessa maneira, mais propensos à infecção.

Os sintomas clínicos da doença de Lyme, por serem inespecíficos, podem ser confundidos com outras hemoparasitose e dificultar o diagnóstico. Atualmente, existem testes séricos, rápidos, que podem ser realizados a fim de iniciar uma investigação/triagem para a afecção.

A doença de Lyme deve ser diagnosticada e tratada adequadamente (tratamento suporte para as alterações apresentadas e antibióticos contra o agente causal). Quando os cuidados não são feitos a tempo, o paciente pode sofrer consequências sérias e até mesmo vir a óbito.

A prevenção de uma infestação de carrapatos pode ocorrer de diversas formas, com medicamentos orais, de uso tópico e através do controle dos ambientes onde o seu pet circula.

Além da doença de Lyme, os carrapatos podem transmitir a babesiose, erlichiose, anaplasmose, hepatozoon e outras doenças, conhecidas como hemoparasitose e popularmente como doença do carrapato. Se não forem tratadas, também podem ser fatais, por isso fique sempre atento ao corpo do seu cachorro e o previna de uma infestação!

Vai viajar com seu pet e quer preveni-lo da doença de Lyme? Encontre o Centro Veterinário Petz mais próximo a você e nos faça uma visita!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *