Gato com fome: 5 razões que fazem gato comer em excesso

Postado por PETZ, em Atualizado em Apr 8, 2020

Bem-Estar
Gato com fome: 5 razões que fazem gato comer em excesso
Tempo de leitura: 3 minutos

Bichanos são animais que adoram comer. Apesar de não serem afobados em relação à comida, eles não recusam um bom petisco. Porém, gato com fome em excesso pode ser um problema maior do que parece, pois pode indicar outros fatores não relacionados, como transtornos e doenças. 

gato peludo comendo ração

Por esse motivo, tiramos as principais dúvidas em relação a gato com fome o tempo todo e as razões por trás desse hábito, além de dicas para controlá-lo na hora de comer. 

5 razões que fazem o gato ficar com fome o tempo todo

Existem muitos fatores para um gato de estimação comer de maneira excessiva, que vão desde alimentação inadequada à falta de nutrientes essenciais. Por isso, fique atento a pistas que seu amigo de quatro patas dá, já que são elas quem vão dizer o problema real por trás dessa obsessão.

1. Alimentação sem nutrientes

Apesar de nos preocuparmos o tempo todo com nosso amigo, geralmente não nos atentamos sobre a ração que escolhemos para dar ao pet. Desse modo, quando escolher a ração para gato, se atente à quantidade de nutrientes e vitaminas. 

Isso porque alguns desses alimentos não oferecem todas as fontes de energia essenciais que o felino precisa para se manter saudável. Além disso, não sacia o apetite bichano, e isso acaba deixando-o com fome o tempo todo. 

Portanto, dê preferência para alimentos premium. Eles são formulados de maneira balanceada, e pensado nos nutrientes necessários que o pet precisa para se sentir saciado.

2. Ração à disposição 

Agora que você sabe que a ração não é a causa para a fome, pois a alimentação do gato contém as vitaminas necessárias, verifique se você não está dando comida a hora que ele quer. 

Assim como nós, humanos, animais precisam seguir horários para a alimentação. Em vista disso, não deixe comida à disposição do felino comida o tempo todo. O ideal é alimentar gato com fome duas vezes ao dia, de preferência uma vez na manhã e uma à noite.

Se ele tem comida à disposição, acaba comendo demais, e isso pode gerar desde obesidade à compulsão. Por esse motivo, é importante que ainda filhote o bichinho tenha uma rotina alimentar adequada e coma duas vezes ao dia, nos mesmos horários. 

gato deitado em móvel

3. Tigela de comida compartilhada

Gato é um animal introvertido e prefere não compartilhar seus objetos com outros pets. Portanto, se seu filho de quatro patas está comendo demais em uma tigela que ele divide com outro animal, pode ser que ele esteja tentando competir e mostrar liderança. 

Do mesmo jeito que cães marcam território fazendo xixi em lugares que sentem a presença de outro cachorro. Felinos possuem comportamentos parecidos quando querem demarcar território. 

Além disso, se você tem cachorro e gato, é importante observar a possibilidade de o cão estar comendo a ração do bichano. Cachorros adoram roubar ração para gato, e isso pode deixar o gato com fome e miando atrás de comida.

4. Indício de doenças 

Compulsão alimentar indica várias doenças não imaginadas, entre elas problemas psicológicos e físicos. Portanto, fique de olho se o gato faminto não está ansioso, depressivo ou entediado.

Pets entediados, por exemplo, tendem a comer mais. Por eles não terem o que fazer e quererem que o tempo passe, esses animais comem mais. Caso o peludo fique muito tempo sozinho, ou os brinquedos não são interativos, ou ainda, não tem muita atenção, talvez esse seja um indício de gato com fome excessiva

Além do mais, o tédio pode se transformar em um transtorno psicológico, como ansiedade e depressão. Por isso, o importante nesses momentos é levá-lo ao médico-veterinário se notar que algum dos exemplos citados acontece com o pet.

5. Petiscos também têm hora certa

Quando queremos chamar a atenção do peludo, é muito comum oferecermos petiscos. Mas até esses alimentos têm hora certa. Como dito acima, bichanos precisam de rotina para que não tenha transtornos ou doenças.

E se o tutor dá petisco quando bem sente vontade de dar, pode gerar reações inesperadas em peludos, inclusive compulsão alimentar. Por esse motivo, é interessante dar petisco somente uma vez ao dia, e sempre em horários regulares.

gato com a língua de fora

Agora que você viu as cinco razões para gato com fome em excesso adquirir essa prática, confira no blog da Petz outras dicas sobre bem-estar felino. Assim, você fica por dentro e conhece ainda mais seu amigo de quatro patas!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *