Adaptação de gatos: dicas para ajudá-los

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 25, 2020

Bem-Estar
Adaptação de gatos: dicas para ajudá-los
Tempo de leitura: 5 minutos

Ter um bichano é tudo de bom. Nossos amigos bigodudos são fofos, engraçados, carinhosos e independentes. Não é por falta de motivos que a popularidade dos gatos só cresce no mundo todo! Entretanto, os problemas na adaptação de gatos muitas vezes dificulta a vida do tutor.

gato filhote

Por exemplo, mudanças, novos integrantes na família e até mesmo a chegada de um outro pet pode deixar o peludinho temperamental e com problemas de relacionamento. Se está com um pet estressado em casa, continue lendo. Separamos um guia com tudo o que você precisa saber sobre adaptação de gatos! 

Sinais de alerta 

Perceber que seu bichano está desajustado é o primeiro passo para ajudá-lo. Muitas vezes, os tutores não percebem que alguma situação está estressando o animal e que é preciso investir na adaptação para gatos

Apesar do comportamento felino às vezes ser interpretado como um traço de personalidade, alguns sinais indicam que seu amigo está precisando de ajuda. A Dra. Cássia Paulon, médica-veterinária da Petz, listou alguns sintomas de um gato estressado. Entre eles estão: 

Comportamento arredio

Quem não conhece bem os bichanos pode achar que os gatos são frios e pouco carinhosos. Mas quem já teve a sorte de ter um gato em casa sabe que esses pets são extremamente amorosos, mas demonstram isso de diferentes maneiras. 

É normal que o felino fuja daquele carinho forçado em um momento em que ele deseja estar só. Porém, um comportamento arredio pode ser sinal de problemas na adaptação de gatos a novos donos. Se o gato foge, se esconde e evita o contato com todos os membros da casa, ele está precisando de ajuda. 

Urina no local errado

Um dos fatos mais conhecidos nos bichanos é que eles enterram suas necessidades. Nossos amigos bigodudos odeiam sujeira e dificilmente vão errar na hora de ir ao banheiro. Porém, a urina às vezes é mais que um simples xixi. 

Segundo a Dra. Cássia, os gatos a utilizam como forma de marcação de território quando se sentem ameaçados. A urina de marcação de território costuma ser menor, em jatos e com odor muito forte. Se perceber esse comportamento, talvez seja necessário trabalhar a adaptação de gatos com outros gatos.

Agressividade 

Os bichanos muitas vezes são interpretados como pequenas feras pelos tutores. Diferentemente de outros pets, a domesticação dos felinos não retirou grande parte do comportamento selvagem. 

Entretanto, a agressividade não é um traço que normalmente encontramos nos gatos.  Caso o pet esteja brigando com os outros membros da família, inclusive arranhando e mordendo seu tutor, ele está com dificuldade em adequação

Os itens acima são os principais sinais de má adaptação entre gatos. Contudo, a Dra. Cássia lembra que cada pet terá sua personalidade e sua rotina. Cabe ao tutor ficar de olho no amigo e perceber quando algo está errado. 

Se notou uma mudança de comportamento repentina, tente analisar o que ocorreu nos últimos dias. Talvez ele esteja estressado por uma questão externa e precise de ajuda para se acomodar. 

gato laranja

Causas de má adaptação em gatos

Muitas vezes, os tutores imaginam que problemas de adaptação de gatos ocorre apenas quando um novo bichano chega. Entretanto, diversas situações podem gerar problemas comportamentais nos pets. 

A Dra. Cássia explica que tudo que modifica o dia a dia e os hábitos do pet pode causar dificuldades de convivência. Entre os eventos que mais atrapalham a adaptação de gatos, ela ressalta: 

  • Mudança de casa;
  • Chegada de um novo pet;
  • Chegada de um novo membro na família,
  • Afastamento de familiares. 

Os exemplos acima são as causas mais comuns de problemas comportamentais em bichanos. No entanto, a Dra. Cássia explica que outros cenários mais sutis também podem prejudicar sua convivência com a família. 

Quando o tutor fica mais tempo fora de casa por algum motivo, por exemplo, o pet pode estranhar essa ausência. Alguns bichanos encaram isso como uma falta de carinho do seu familiar, e começar a ter maus comportamentos para chamar a atenção. 

Facilitando a adaptação de gatos

Se você tem um pet com comportamento difícil, não se preocupe. Para a Dra. Cássia, na maioria dos casos em que há má adaptação de gato filhote, é possível auxiliar com algumas ações pequenas. 

“A melhor maneira de ajudar é investindo no enriquecimento ambiental”, afirma a especialista. Algumas práticas podem contribuir, por isso, a Dra. relata três dicas de como fazer adaptação de gatos:

 Atividades: espalhe arranhadores, brinquedos e prateleiras pelo lar. Um bichano com muitas atividades fica mais calmo, feliz e livre do estresse. A Dra. lembra também que o uso de brinquedos com catnip é excelente nesses casos.

  • Monitoramento: boa parte dos problemas de comportamento em bichanos deriva da falta de segurança. Os bigodudos são considerados territorialistas e precisam sentir que sua casa é seu império. Desse modo, verifique se as entradas estão fechadas e se há animais ameaçando seu amigo. Manter um espaço seguro é essencial para seu pet se sentir feliz. 
  • Rotina: gatos são pets muito organizados. Assim, para se sentirem seguros, precisam entender que tudo está bem, mesmo com algumas alterações na família. Portanto, é importante manter uma rotina com seu filho de quatro patas. Mantenha sempre horários de refeição, a caixinha de areia limpa e, claro, bons momentos de carinho. 

Por fim, a Dra. Cássia lembra que dois pontos são muito importantes quando falamos de adaptação de gato novo: carinho e conforto. Uma família amorosa mostra para o pet que está tudo bem, independentemente de situações externas. 

O espaço adequado, que entende as necessidades do pet, complementa o pacote infalível para um lar perfeito. Busque sempre entender seu amigo, verificar suas necessidades e tratá-lo com respeito. Em pouco tempo, seu pet entenderá que está em casa. E não há lugar melhor do que nosso lar, não é mesmo? 

gato deitado

Agora que você sabe o que fazer para seu gato se sentir amado e acomodado com a mudança na rotina, acesse o blog da Petz e veja outras dicas de adaptação adequada para seu animalzinho. Confira!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *