Gengivite em gatos: doença que merece atenção

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 31, 2020

Bem-Estar
Gengivite em gatos: doença que merece atenção
Tempo de leitura: 4 minutos

Quando falamos do bem-estar dos bichanos, geralmente esquecemos da saúde bucal. Contudo, especialistas reforçam que a gengivite em gatos é um problema preocupante entre os bigodudos. Afinal, estudos indicam que, aproximadamente, 80% dos pets adultos possuem algum problema bucal!

gato de olho fechado

Diferentemente de outras enfermidades, evitar a gengivite em felinos é fácil: alguns hábitos mantêm seu amigo protegido. Continue lendo para aprender como conhecer o problema, seu tratamento e a prevenção! 

O que é a gengivite? 

Algumas doenças são muito conhecidas, mas, mesmo assim, ainda há dúvidas sobre sua natureza. Esse é o caso da gengivite em gatos, um problema popular entre os bichanos. 

Apesar de ser fácil entender que essa doença é uma inflamação, saber sobre ela pode ser um pouco mais complexo. A Dra. Renata Brunetto, médica-veterinária da Petz, explica que a gengivite ocorre quando as placas bacterianas se acumulam nos dentes. 

Tal condição libera toxinas que irritam e prejudicam a gengiva, causando inflamação, dores e sangramento. Por sorte, esse é o primeiro estágio de doenças dentárias mais graves. Assim, o tratamento e a reversão desse cenário não é complicado, bastam apenas algumas ações positivas do tutor e do pet! 

Causas da gengivite

Não é difícil identificar a causa da gengivite em gatos. O problema ocorre, principalmente, por falta de higiene bucal. É impossível para nossos amigos peludos escovarem seus próprios dentes, mesmo quando se trata de bichanos conhecidos por serem pets muito limpinhos e organizados. 

A falta de bons hábitos compromete o bem-estar dos pets, já que o acúmulo de bactérias resulta em problemas como gengivite em gatos. Além disso, a Dra. Renata reforça que oferecer ração de qualidade é muito importante porque garante uma nutrição adequada e diminui riscos de problemas bucais. 

Sintomas de gengivite em gatos

Perceber que seu amigo precisa de ajuda é o primeiro passo para uma boa recuperação. E para gato com gengiva inflamada não é diferente. Porém, notar os sintomas de uma doença bucal exige atenção do tutor. 

Se você tem um bichano em casa, sabe que eles não gostam muito do toque em algumas áreas sensíveis. Abrir a boca de um felino, por exemplo, pode ser um grande desafio!  Entretanto, alguns sinais exteriores podem indicar problemas de saúde. A Dra. Renata explica que os sintomas dessa inflamação na gengiva são: 

Mau hálito

Bichanos são conhecidos por sua higiene. Assim, um gatinho dificilmente terá um cheiro ruim. Veterinários explicam que o pet nunca deve ter mau hálito, pois isso indica alguma doença bucal. Portanto, se perceber um odor estranho quando ele abre a boca, pode ser gengivite.

gato de boca aberta

Apatia

A apatia é um sintoma que muitos não associam à gengivite em gatos. Porém, a veterinária explica que o incômodo causado pela doença deixa os bichanos mais desanimados. Além disso, uma nutrição inadequada também pode mudar o comportamento do pet. 

Sialorreia

O nome pode até ser diferente, mas você provavelmente já encontrou um gato com sialorreia. O termo indica produção excessiva de saliva, uma indicação muito comum para gengiva de gato inflamada

Dificuldade de alimentação

Por fim, um dos sintomas mais graves do gato com gengivite é a dificuldade de alimentação. Como os bichanos ficam com as gengivas sensíveis, mastigar pode ser doloroso, e a falta de nutrientes deixa o pet com menos energia para combater a doença. Portanto, se notar algum dos indícios acima, procure ajuda de um veterinário. 

Pois, apesar de o gato de gengiva inflamada não parecer demandar grandes cuidados, especialistas explicam que doenças bucais têm graves consequências na saúde dos nossos amigos peludos. 

Diagnóstico e tratamento 

Ao notar um bichano com esses sintomas, a primeira medida é procurar um veterinário. O especialista poderá analisar a boca do seu filho de quatro patas e verificar se há algo de errado com ele. 

A Dra. Renata explica que o passo a passo vai depender de cada caso. “O veterinário poderá analisar a saúde do pet e verificar qual o método mais adequado”, comenta. Isso porque há diversos estágios de gengivite: dos mais leves aos mais graves. 

O tratamento pode incluir escovação, higienização, limpeza, remédio para gengivite em gatos e até mesmo extração de dentes. Busque sempre um especialista de sua confiança e garanta o melhor para seu melhor amigo. 

Como prevenir a gengivite em gatos

Por sorte, prevenir  doenças bucais em gatos não é difícil. Especialistas afirmam que o ideal é escovar a dentição do pet, no mínimo, três vezes por semana. Dessa forma, o bichano fica protegido da formação de placas e, consequentemente, de outras doenças na região da boca. 

Para quem tem um felino preguiçoso em casa, há outras opções. Atualmente, existem produtos que podem ser diluídos na água, que auxiliam na prevenção de doenças. “Porém, nada melhor que a escovação”, afirma a Dra. Renata.

fato
Agora que você sabe o que fazer caso seu felino tenha algum sintoma de gengivite em gatos, entre no blog da Petz para conferir outros conteúdos e informações sobre saúde animal!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *