Levar gato para passear: como se divertir com seu amigo?

Postado por PETZ, em 19/03/2020

Bem-Estar
Levar gato para passear: como se divertir com seu amigo?

Passeios são uma ótima forma de melhorar a relação entre tutor e pet. Mas e quando você tem um bichano em casa? Há uma maneira segura de levar gato para passear? Será que essa atividade é recomendada para ele?

gato branco na janela  

Se você tem essas dúvidas, está no local certo! Consultamos uma especialista para responder a todas essas questões. Continue lendo para aprender como levar o seu gato de estimação para passear!

Gato gosta de passear?

Muitos pets adoram um bom passeio ao lado do seu tutor. Dar uma volta com seu amigo não só é uma atividade agradável, mas também é muito incentivada por especialistas. 

Além de ser um excelente exercício físico, passear com gato é desestressante. Isso deixa seu filho de quatro patas mais calmo, relaxado e tranquilo. Porém, quem tem um bichano em casa logo vai perceber que levar gato para passear não é uma tarefa fácil. Será que os felinos também gostam desse exercício? 

A Dra. Cássia Paulon, médica-veterinária da Petz, explica o porquê de os felinos serem diferentes de outras espécies. “Gatos são extremamente sensíveis ao toque (…); assim, tudo que limita seu movimento será um incômodo”. 

Além do comportamento mais arredio dos nossos amigos bigodudos, a veterinária ainda afirma que passear não é, de fato, “a praia” dos felinos. 

Por suas características predadoras, eles costumam dormir durante o dia e praticar suas atividades à noite. Contudo, isso não quer dizer que seu pet não pode se exercitar! Há outras maneiras de estimular as atividades.

E os exercícios?

Certo, os bichanos podem não ser muito fãs de caminhadas, mas eles ainda precisam fazer exercícios, certo? Como estimular seu amigo a ter uma rotina mais saudável sem levar o gato para passear

A Dra. Paulon explica que os felinos precisam sim de atividades físicas, mas elas podem ser praticadas de diferentes formas. Jogos e brincadeiras são ótimas maneiras de estimular seu filho de quatro patas. 

Para quem não pode dedicar muito tempo para passear com o gato, os veterinários recomendam investir no enriquecimento ambiental. Por meio da inclusão de brinquedos e acessórios simples, é possível tornar sua casa um local mais estimulante para os bichanos. 

Dessa forma, eles podem se divertir sozinhos, se exercitando e desestressando! Em lojas especializadas bem-equipadas, como a Petz, é fácil encontrar diversas opções de itens para enriquecimento ambiental. 

Como levar gato para passear

Mesmo que os bichanos não gostem tanto de caminhadas, alguns tutores ainda gostam da ideia de levá-los para dar uma volta; pois, além do exercício, esta é uma boa forma de se conectar com seu amigo. 

gato dando a patinha para tutor

Se você está pensando em colocar seu amigo na coleira para gato, não se preocupe. Tomando alguns cuidados, é sim possível levar gato para passear. Basta seguir algumas recomendações. A Dra. Paulon destaca os seguintes passos para se preparar para o passeio:

  • Adquirir uma coleira adequada: conforme a veterinária explica, gatos são muito sensíveis ao toque. A área do pescoço é um local especialmente delicado, e isso pode dificultar a tarefa de colocar o gato na coleira. 

Para não incomodar seu amigo, é necessário buscar uma coleira adequada. Os modelos mais indicados são aqueles que abraçam todo o peito, de forma segura e confortável. 

  • Familiarizar o pet à coleira: bichanos podem ser um tanto desconfiados. E, se você deseja levar gato para passear na coleira, primeiramente, ele deve se acostumar com esse acessório. 

Deixe seu filho de quatro patas cheirar, encostar e até mesmo deitar sobre a coleira. Esta é a melhor forma de deixá-lo confortável para as caminhadas. 

  • Passeios dentro de casa: o passo final é realizar alguns passeios dentro de casa. Coloque o bichano na coleira de gato e tente dar uma volta por alguns cômodos. Assim, ele ficará acostumado com a sensação da coleira, e não ficará tão incomodado durante o passeio.

Com essas práticas, certamente será mais fácil levar gato para passear. Entretanto, vale ressaltar que nem todo bichano será um fã de dar uma volta pelo bairro. Caso isso aconteça, não insista. A Dra. Paulon lembra que felinos odeiam ser contrariados: “isso pode causar um trauma, estressando o pet”, comenta. 

Cuidados ao passear com gato

Se você for passear com o gatinho, alguns cuidados são necessários. Como os bichanos não estão acostumados a essa prática, eles precisam de uma atenção especial. Para passeios mais tranquilos, a Dra. Paulon ressalta alguns cuidados prévios.

  • Consulte um veterinário: este é o primeiro passo a se tomar. O especialista vai verificar a vacinação e a vermifugação do pet, além de dar indicações gerais sobre a atividade. 
  • Mantenha seu pet sempre próximo: passeios podem trazer muitos benefícios para os bichanos, mas a rua é cheia de perigos; lixo, plantas tóxicas e brigas com outros pets são apenas alguns dos riscos de um passeio. 

Para evitar problemas, mantenha seu amigo sempre próximo a você, de maneira que seja possível pegá-lo no colo quando necessário. 

  • Não estresse seu amigo: gatos possuem personalidade forte, e, quando são contrariados, podem ficar muito estressados. Assim que perceber que o bichano está com vontade de voltar para casa, faça sua vontade. Insistir em um passeio traz consequências piores que deixar seu filho de quatro patas em casa. 

gato na rua parado

Lembre-se de que levar gato para passear não é obrigatório para tutores de bichanos. Há uma série de outras atividades que podem ser feitas em casa, exercitando seu amigo com segurança! 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *