Levar gato para viajar: cuidados com seu pet durante as férias

Postado por PETZ, em Atualizado em Feb 4, 2020

Bem-Estar
Levar gato para viajar: cuidados com seu pet durante as férias
Tempo de leitura: 5 minutos

Todo tutor adoraria ficar com seu filho de quatro patas o máximo possível! Por isso, na hora de planejar as férias, muitos pensam em levar gato para viajar. Porém, bichanos são conhecidos por seu temperamento forte! Assim, é normal que algumas dúvidas surjam na hora de fazer as malas. 

Afinal, posso levar meu gato para viajar? Os bichanos podem pegar estrada? Quais cuidados tomar? Se você está se preparando para levar gato para viajar, não se preocupe. Preparamos um guia com essas e outras perguntas! 

gato-miando-gaiola

Gato gosta de viajar? 

Gatos são divertidos, fofos, engraçados e cheios de personalidade. Isso é parte do que faz os bichanos tão especiais. Entretanto, parte das características dos felinos é que eles são muito territorialistas. Adoram comodidade e não se sentem bem quando estão fora de um espaço conhecido. 

Por isso, viajar com gato pode ser um verdadeiro pesadelo para nossos amigos peludos. Sendo assim, veterinários não têm dúvidas: bichanos, de maneira geral, não gostam de viajar.  “A grande maioria dos felinos fica muito estressado.”, afirma a Dra. Juliana Brondino, médica veterinária da Petz. 

A especialista ainda reforça que cabe ao tutor ficar de olho à comodidade de seu filho de quatro patas. “Em alguns casos, a saúde do pet pode ficar comprometida pelo estresse.”, afirma. Por isso, fique de olho em algumas dicas para levar gato para viajar

Levando gato para viajar

Apesar de não ser recomendado levar seu bichano em suas férias, em algumas situações ele precisa pegar a estrada. Caso isso  seja inevitável, a Dra. Juliana dá algumas dicas de como deixar o trajeto mais agradável e transportar o gato. Assim como lembra a veterinária, esses cuidados ajudam o gato a se acalmar e ter dias mais tranquilos. 

  • Leve alguns itens essenciais: Para evitar que o gato se estresse, o tutor deve levar o máximo de itens familiares o possível. Os brinquedos preferidos de seu filho de quatro patas também são bem-vindos. Isso vai fazer com que o pet não sinta tanto a mudança de clima;
  • Não esqueça a ração: quem tem um bichano em casa sabe que eles, algumas vezes, podem ser bem exigentes com sua alimentação. Por isso, não esqueça de separar a ração de seu amigo para a viagem;
  • Visite um veterinário: antes de viajar com seu pet, é sempre necessário visitar um veterinário. Avise qual a cidade de destino e pergunte se há algum cuidado. Conforme lembra a Dra. Juliana, algumas regiões possuem maior incidência de certas doenças. O especialista poderá checar a carteirinha de vacinação e oferecer algum vermífugo, se necessário;
  • Lembre-se dos remédios: se seu filho de quatro patas estiver passando por qualquer tratamento, não se esqueça de colocar os remédios na mala. Interromper qualquer medicação sem a recomendação de um veterinário pode ser prejudicial ao seu bichano;
  • Tome cuidado com as fugas: se o gato estiver desconfortável, há grandes chances de ele tentar escapar. Por isso, é importante tomar todo o cuidado com as fugas. Verifique saídas, janelas e portas,
  • Prepare uma identificação: mesmo com todo o cuidado possível, incidentes podem acontecer. Sendo assim, para evitar dores de cabeça, uma identificação é essencial. Hoje é fácil encontrar coleiras que podem informar nome e telefone do pet. Para os bichanos mais fujões, o microchip é uma ótima opção! 

 

Um pequeno chip, menor que um grão de arroz, é colocado na pele do gato. Nele, há todas as informações sobre o bichano. Assim, será muito mais fácil identificar seu amigo em casos de fuga! gato-gaiola

A Dra. Juliana lembra que os procedimentos acima ajudam, mas não irão deixar o gato completamente relaxado durante a viagem. Alguns bichanos mais estressados podem ficar desconfortáveis mesmo tomando todos os cuidados possíveis. Nesses casos, talvez seja uma boa ideia considerar outras opções. 

Outras opções para as férias

Se seu filho de quatro patas é do tipo teimoso, talvez a melhor ideia seja deixá-lo fora das viagens. Afinal, férias devem ser relaxantes, e um bichano nervoso pode estressar todo mundo! Assim, a Dra. Juliana lembra que há opções para quem escolhe não levar o gato para viajar. 

  • Hotel de pet: o serviço é mais comum para cachorros, mas há opções para gatos! Eles costumam ter um ambiente pensado para os bichanos, com muita segurança e conforto. 
  • Pet sitter: essa pode ser uma novidade para muitos tutores, mas é um serviço cada vez mais popular! O pet sitter é uma “babá de pets”, que visita sua casa e cuida de tudo que seu amigo peludo precisa: desde limpar a caixinha de areia a fazer carinho no bichano.

Independentemente da sua escolha, é importante não deixar seu pet sozinho durante a viagem. Os bichanos precisam de cuidados básicos como comida, água, higiene e, claro, atenção. Por isso, viajar e esquecer seu amigo pode trazer prejuízos à saúde dele. 

Viajar com gato: apenas com segurança

A Dra. Juliana lembra ainda que todos os cuidados de segurança devem ser tomados na hora de levar seu amigo para viajar. Os procedimentos não só vão garantir melhor bem-estar para seu amigo, como vão evitar problemas com a fiscalização, como ao usar casinha de gato para viagem. Por isso, lembre-se:

  • Viajar de carro: sempre com a caixinha para transportar gatos. Ela deverá ser grande o suficiente para o pet ficar em pé e se movimentar lá dentro sem problemas. A caixa deve ficar bem presa, com cinto de segurança. Leve também água, ração, e planeje pausas para seu amigo descansar. 
  • Viajar de avião: também é necessário ter caixa de transporte de gato em avião, na qual o bichano fique confortável. A caixa também deve atender às exigências da companhia aérea. 

Lembrando que é necessário comunicar à companhia com antecedência, e uma taxa é cobrada. Você também deverá ter uma documentação com vacinas e outros comprovantes, variando de acordo com o destino para poder levar o gato no avião

Pensar na segurança de seu pet irá deixar todos mais tranquilos durante a viagem. Planeje bem cada etapa para não encontrar nenhum incômodo durante suas férias! Lembre-se: viagens devem ser relaxantes para todos, principalmente para seu melhor amigo! 

gato-banco-carro

Para finalizar, outra dica importante é conferir se na cidade de destino há uma unidade da Petz. É sempre bom estar certificado de que se algo acontecer, você poderá levar o bichano a um lugar de confiança! 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *