Abscesso em cães: conheça causas e tratamentos

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 21, 2019

Cachorros
Abscesso em cães: conheça causas e tratamentos
Tempo de leitura: 3 minutos

Uma vez que os cachorros não falam, pode ser difícil para um tutor identificar quando algo não vai bem. No entanto, assim como acontece conosco, o organismo desses pets também é capaz de sinalizar problemas de saúde. É o caso, por exemplo, quando surge um abscesso em cães.

Caracterizado pelo acúmulo de pus, o abscesso indica que existe uma infecção em andamento, e é preciso tratá-la para evitar complicações mais graves. A seguir, conheça as principais causas do abscesso em cães e possíveis tratamentos.

O que é o abscesso em cães?

Nas palavras do médico veterinário da Petz, Dr. Manrique Cardoso de Andres, especialista em dermatologia, “abscesso é uma coleção líquida contendo secreção purulenta infecciosa”.

Na prática, são as famosas inflamações localizadas e com pus, que causam dor e inchaço na região afetada. Essas inflamações são uma reação do organismo a algum processo infeccioso.

Por isso mesmo, o abscesso pode acometer qualquer região do corpo, sendo muito comum nos dentes, devido ao acúmulo de tártaro.

Causas e sinais do abscesso em cachorros

Desde muito cedo, aprendemos que, em caso de feridas, o ideal é higienizá-las o quanto antes, de preferência com o auxílio de um antisséptico.

Isso é importante, porque feridas abertas são um prato cheio para o alojamento de bactérias, que, por sua vez, causam infecções e, consequentemente, o abscesso em cães.

“As principais causas são por ferimentos de brigas e mordedura, além de abscessos dentários, por acúmulo de tártaro e inflamação”, explica o Dr. Manrique.

Embora não sejam considerados graves a princípio, abscessos exigem tratamento para evitar complicações mais sérias.

Fique atento aos sinais de abscesso:

  • Surgimento de nódulo cutâneo ou subcutâneo;
  • Área afetada quente e de coloração avermelhada;
  • Dor e inchaço na região do nódulo;
  • Presença de pus, em caso de abertura do ferimento.

Vale destacar que nem sempre o abscesso se abre, liberando o pus. Nesses casos, não tente fazer a drenagem do conteúdo do abscesso por conta própria.

Em vez disso, leve o cachorro o quanto antes ao veterinário, a fim de obter um diagnóstico e o tratamento ao abscesso preciso.

Diagnóstico e tratamento

Segundo o Dr. Manrique, o diagnóstico começa com uma avaliação clínica para observar fatores, como inchaço, temperatura e dor na região.

Ao confirmar se tratar de um abscesso, o veterinário poderá fazer uma drenagem, analisando a presença de conteúdo purulento ou piosanguinolento (sangue e pus).

Ainda sobre o conteúdo drenado, o especialista explica que um exame de cultura e antibiograma da secreção podem ajudar, identificando a bactéria responsável pela infecção. A partir dessa informação, fica mais fácil escolher o antibiótico adequado.

Como prevenir o abscesso em cães

Agora que você sabe o que é abscesso em cães, é hora de entender como preveni-lo. Como visto, ferimentos por brigas e mordeduras estão entre as principais causas do abscesso em cães.

Sendo assim, sociabilize seu amigo desde cedo e procure andar com ele somente na guia, tomando alguns cuidados na interação dele com outros animais.

Mas e se o cachorro se ferir?

Em caso de feridas, lave-as o quanto antes com bastante água corrente e sabão neutro. Em seguida, leve seu amigo ao veterinário a fim de descartar qualquer problema mais grave e receber orientações.

Por tudo isso, além de levar seu amigo para um check-up ao menos uma vez por ano, é importante fazer a escovação diária dos dentes do pet.

Confira os produtos de higiene bucal disponíveis em nossa loja online ou na Petz mais próxima a você e evite problemas!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *