Quantas vezes um cachorro deve comer por dia? Descubra!

Postado por PETZ, em Atualizado em Apr 18, 2019

Alimentação
Quantas vezes um cachorro deve comer por dia? Descubra!
Tempo de leitura: 4 minutos

Fazer cinco refeições ao dia? Comer de três em três horas? Jejum intermitente? Comer quando tem fome e dá vontade? Pois é, quando o assunto é a nutrição de seres humanos, existem diversas teorias. Mas e seu filho de quatro patas, você já se perguntou quantas vezes um cachorro deve comer ao dia?

Para quem ainda fica confuso, a boa notícia é que, para os cães, existe sim uma frequência certa para alimentá-los. No entanto, ela não permanece a mesma ao longo de toda a vida do pet. Vamos saber mais sobre esse tema?

Por que criar uma rotina de alimentação para o pet

Falar em frequência de refeições pode soar estranho para muita gente. Afinal, não é só dosar a quantidade e deixar a ração disponível o dia todo no comedouro? De acordo com a médica-veterinária da Petz, Dra. Cláudia Centinari, a resposta é não.

“O primeiro ponto é que, uma vez que estabelecemos uma rotina para o pet fica mais fácil monitorar e cuidar da saúde dele, por exemplo: se você deixa a porção disponível o dia todo, não saberá se ele se alimentou normalmente ou se naquele dia estava com apetite mais seletivo e comeu menor quantidade”, diz a especialista.

Além disso, segundo a veterinária, rações deixadas no comedouro o tempo todo costumam atrair insetos e até ratos. O resultado é que o pet corre o risco de contrair uma série de doenças.

Sem contar que fica mais propenso a desenvolver obesidade. Por isso, ofereça as refeições sempre nos mesmos horários!

Afinal, quantas vezes o cachorro deve comer por dia?

Segundo a Dra. Cláudia, a frequência da alimentação depende, principalmente, da faixa etária do cachorro, já que cães de idades diferentes não possuem as mesmas necessidades ou gastos energéticos. A seguir, confira as recomendações da veterinária:

  • Filhotes de 2 a 4 meses de idade: 4 vezes ao dia
  • Filhotes de 4 a 8 meses de idade: 3 vezes ao dia
  • Cães saudáveis a partir de 8 meses: 2 vezes ao dia

Quanto à quantidade, a Dra. Cláudia explica que, na maior parte dos casos, é possível seguir as orientações do fabricante, encontradas na embalagem. Vale destacar que essas são somente orientações gerais, considerando cães saudáveis.

Algumas doenças, como as hepáticas, podem alterar as necessidades de quantas gramas de ração um cachorro deve comer por dia. Sendo assim, para uma dieta adequada, leve seu amigo para um check-up e siga as recomendações do veterinário.

Riscos de oferecer refeição uma vez ao dia

Da mesma forma que deixar a ração disponível para o pet o dia todo pode contribuir para o surgimento de doenças, oferecer alimento uma única vez ao dia pode ser ainda mais perigoso.

Principalmente para os filhotes, um dos principais riscos é o pet entrar em um quadro de hipoglicemia. “É uma baixa na taxa de glicose no sangue que, em filhotes, é comum por uma alimentação inadequada, de baixa qualidade, ou, em casos mais sérios, por algumas doenças hepáticas”, diz a veterinária.

Entre os sintomas de hipoglicemia estão: letargia, apatia e, em quadros mais graves, convulsões.

Além disso, é importante esquecer aquela ideia de que cachorro só come a noite, já que esses hábitos podem gerar doenças estomacais. “Alimentar o cão uma só vez faz com que ele fique faminto. Afinal, quando vai comer, faz 24 horas desde sua última refeição. Isso faz com que ele se alimente muito rápido”, diz a veterinária.

Nesse sentido, os quadros mais comuns são de vômitos, gases, congestão, asfixia por engasgo e torção gástrica, uma condição grave que requer atendimento emergencial.

Meu cachorro pulou uma refeição, e agora?

Como visto, o pet comer por dia apenas uma única refeição, pode ser muito prejudicial para a saúde dele. Mas e quando, mesmo com uma rotina, e dando comida duas vezes ao dia, ele pula uma refeição?

De acordo com a Dra. Cláudia, embora a situação mereça atenção do tutor — que deve acompanhar com que frequência ela ocorre e quanto tempo o pet passa sem comer — ela não necessariamente está associada a uma doença.

“Pode acontecer, por exemplo, de ser um dia muito quente e o pet não querer se alimentar. Também existem algumas raças que são mais seletivas, mas não podemos deixar que isso se torne uma rotina na vida do cachorro”, alerta.

Para garantir que o pet fique saudável e se alimente bem, mantenha em dia a carteirinha de vacinação e vermifugação, e leve seu amigo para check-ups regulares no veterinário, ao menos uma vez por ano.

Além disso, é essencial fazer exames que atestem a saúde do seu filho de quatro patas. E, ainda, comprar rações específicas para a idade, porte e estado de saúde do pet.

Agora que você já conhece os benefícios de manter uma alimentação balanceada e saudável na vida do pet, é só conferir o catálogo aqui da Petz e encontrar a melhor ração para seu bichinho. Confira!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *