Cachorro mimado: carinho demais é prejudicial?

Postado por PETZ, em Atualizado em Feb 15, 2019

Cachorros
Cachorro mimado: carinho demais é prejudicial?
Tempo de leitura: 2 minutos

Não há dúvida: falta de carinho é ruim. Por outro, a ausência de limites pode não ter bom resultado. Saiba aqui como evitar tornar o cachorro mimado!

Segundo a Dra. Karina Mussolino, médica-veterinária e gerente de clínicas da Petz, o carinho é sempre bem-vindo, mas os tutores devem dosar a euforia com que se relacionam com os animais e a tendência que têm a humanizá-los.

Nesse sentido, a Dra. Karina explica que o grande problema de tratar o cachorro como bebê é acabar esquecendo que os dois têm demandas bem distintas. “Cães são descendentes dos lobos”, lembra a Dra. Karina. “Humanizá-los demais pode fazer com que as necessidades deles não sejam respeitadas e atendidas.”

É impensável, por exemplo, deixar um bebê em casa, sem supervisão. Já para um filhote de cachorro a situação é inversa: é preciso acostumá-lo desde cedo a passar um tempo sozinho (sempre com enriquecimento ambiental), a fim de evitar problemas no futuro.

5 atitudes que contribuem para um cão mimado

Você deve estar se perguntando, então, quais são os principais erros que cometemos e que podem culminar com problemas comportamentais do pet. Vamos a eles:

1. Não respeitar e/ou entender as vontades do pet

Cachorros possuem necessidades específicas, fundamentais para o bem-estar deles. Precisam de estímulos físicos, sociais, sensoriais, cognitivos, entre outros. Conhecer essas necessidades, assim como saber interpretar as vontades específicas do seu amigo, é essencial para garantir a saúde física e mental dele.

2. Não promover a sociabilização

Por mais que os pets sejam parte da nossa família, faz muito bem para eles conviver com outros cachorros e outras pessoas. Para isso, é recomendado fazer a sociabilização logo nos primeiros meses de vida. Do contrário, o cão pode desenvolver comportamentos indesejados de disputa e agressividade.

3. Estimular a ansiedade

Fazer longas despedidas antes de sair de casa ou muita festa ao chegar são algumas atitudes que aumentam a ansiedade do pet e fazem o cachorro querer atenção o tempo todo. Em vez disso, prefira minimizar as brincadeiras ao chegar, dando atenção ao animal só depois de alguns minutos. Na saída, não diga nada. Só saia.

4. Falta de consistência

Não há problema em permitir que o cão durma com você ou que suba no sofá. Não é isso que o tornará mais mimado ou dominante. De acordo com a Dra. Karina, é a falta de consistência que deixa os cães confusos, inseguros e que atrapalha o convívio familiar. Tenha em mente que o que for consentido uma vez, deve ser consentido sempre. Já o que não é permitido, não deverá ser permitido nunca.

5. Não oferecer brinquedos e outros estímulos

Esqueça a ideia de que oferecer muitos brinquedos pode deixar o cão mimado! Na verdade, ter diferentes tipos de brinquedo à disposição é essencial para que ele tenha instintos estimulados.

Principalmente quando o pet ficar sozinho em casa, aposte nos brinquedos interativos! E não se engane: carinho e atenção proporcionam muitos benefícios ao seu filho de quatro patas, contribuindo para a diminuição da ansiedade e fortalecendo o vínculo dele com você.

Com um vínculo mais forte, você compreenderá melhor as necessidades do seu animal, “porque cada um expressa vontades de uma maneira singular”, como explica a Dra. Karina.

E então, já tirou um tempo hoje para brincar e dar carinho para o seu amigo?

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *