Principais dicas e cuidados com cadela no cio

Postado por PETZ, em Atualizado em Apr 20, 2020

Bem-Estar
Principais dicas e cuidados com cadela no cio
Tempo de leitura: 5 minutos

Logo após o pet atingir a maturidade sexual, a cadela no cio costuma ser incômoda para os tutores. Mas, acredite, ela pode ser ainda mais desagradável para sua filha de quatro patas! Isso porque, durante o cio da cadela, ela passa por uma verdadeira montanha-russa hormonal, que tem impacto na saúde e no comportamento dela. 

cachorro deitado

Por esse motivo, é importante saber o que fazer para melhorar o bem-estar do pet quando está no cio. Vamos saber mais sobre como cuidar e garantir o bem-estar do pet?

Com quantos anos a cadela entra no cio?

Sabe-se que o primeiro cio ocorre a partir da maturidade sexual da cadela. Porém, não existe uma idade certa para isso acontecer, variando de cachorro para cachorro. “Em média, o primeiro cio ocorre entre seis e doze meses de idade”, explica o médico-veterinário da Petz, Dr. Rafael Cerqueira.

Segundo o especialista, as variações dependem, principalmente, do tamanho do pet. “Cadelas de pequeno porte costumam ter desenvolvimento mais precoce em relação às de grande porte”, diz o Dr. Rafael.

É por isso que os veterinários recomendam agendar a castração para logo depois do fim do ciclo de vacinas, o que acontece por volta dos seis meses, evitando o primeiro cio. A castração também ajuda na prevenção de algumas doenças, como a piometria.

Como saber se a cadela está no cio: fases do ciclo reprodutivo

Apesar de não ter data certa para acontecer, para saber quanto tempo dura um cio de uma cadela, é importante entender que a duração depende da frequência do ciclo, já que é diferente para cada pet. Mas, de acordo com o Dr. Rafael, “normalmente, o cio se repete a cada seis a doze meses”. 

É interessante destacar que o cio não é um evento isolado. Na verdade, ele é apenas uma das etapas do chamado ciclo estral. A seguir, saiba mais sobre cada uma das fases e quanto tempo dura o cio de acordo com cada etapa.

Proestro 

É a fase inicial da estimulação hormonal do ciclo estral. Nela, a cadela já começa a liberar feromônios capazes de atrair cães machos, mas ainda não está apta para cruzar. 

Durante o período, é possível identificar algumas alterações físicas, como edema/aumento da vulva. Além disso, há a presença de secreção levemente avermelhada. A duração média dessa fase é de 5 a 15 dias;

Estro

É nesta fase que a cadela está no período fértil. A fêmea pode deixar de apresentar secreção e o inchaço vulvar fica estável. Além disso, ela se torna receptiva ao macho. O estro tem duração média de entre 3 a 10 dias;

Diestro

Durante esta fase ocorrem as estimulações hormonais que permitem a manutenção da gestação (em caso de fecundação/fertilização). Ela acontece mesmo nas cadelas que não cruzaram ou nas quais não houve fecundação. 

Tanto é que é nessa fase que muitas cadelas sofrem com a chamada gravidez psicológica. A fase dura, em média, entre 56 e 90 dias.

Anestro

É o intervalo entre as fases principais do ciclo estral. Nela, a atividade hormonal dos ovários é bem menor. Sendo assim, é um período de recuperação pós-gestação ou pós-diestro em cadelas não prenhes. A duração média dessa fase costuma ser de 3 a 10 meses.

dois cachorros se lambendo

Como reconhecer os sintomas de cadela no cio pelo comportamento

De acordo com o que citamos acima, o proestro é a fase do ciclo que apresenta as alterações físicas mais evidentes para entender cadela no cio, principalmente na região da vulva. Entre elas, destacam-se:

  • Aumento de volume da vulva;
  • Vermelhidão discreta ou escurecimento,
  • Liberação de secreção levemente sanguinolenta.

Já o período do cio propriamente dito é marcado pela estabilização desses sinais, sendo mais comum reconhecer o estro a partir de mudanças comportamentais, como:

  • Carência ou maior necessidade de atenção;
  • Agitação ou inquietação;
  • Atração dos machos;
  • Lambedura genital,
  • Agressividade.

Saber reconhecer cio de cadela é importante não só para garantir cuidados adequados, mas também para manter machos não castrados afastados. Lembre-se de que, além do risco de uma gravidez indesejada, o contato com cachorros de rua pode expor sua amiga a diversas doenças.

Cuidados com a cadela durante o cio

“Durante o cio de cachorro, as variações hormonais provocam necessidades fisiológicas e comportamentais que geram estresse às cadelas”, explica o Dr. Rafael. Nessa fase, o especialista diz que é preciso ter alguns cuidados adicionais. Por exemplo:

  • Ofereça uma ração de qualidade e fique de olho para ver se o pet está comendo. Durante o cio, é comum cadelas apresentarem falta de apetite ou apetite seletivo;
  • Por conta do inchaço, a região da vulva fica mais sujeita a sofrer traumas no proestro e no estro. Além disso, lambeduras em excesso também podem causar inflamações na região. Em caso de dúvida, procure um veterinário;
  • Fraldas caninas atuam como um absorvente para cães e são grandes aliadas durante o cio. No entanto, a cadela no cio não deve ficar com elas o tempo todo. O ideal é fazer a troca ao menos duas vezes ao dia, lembrando de dar um tempinho para a cadela no cio fazer suas necessidades sem o acessório.
  • Diferentemente do que muitos pensam, a fralda não impede o cruzamento! Por isso, a única maneira de evitar a prenhez é mantendo os machos não castrados à distância.

Além de seguir essas regras, tenha empatia e dê muito carinho para sua filha de quatro patas, principalmente quando ela estiver mais carente e dengosa. Ah! E não brigue com ela caso ela fique mais arisca e agressiva que o normal.

Em vez disso, procure brincar com a cadela no cio, agradá-la com petiscos, sempre respeitando os limites do pet. Com amor e dedicação, você vai ver como o cio se tornará um período mais tranquilo!

cachorro com a língua de fora

Agora que você sabe o que fazer para melhorar o bem-estar de cadela no cio, confira o blog da Petz para outros conteúdos relacionados a saúde animal!

 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *