Coceira em cachorro: quando é um problema?

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 27, 2019

Cachorros
Coceira em cachorro: quando é um problema?
Tempo de leitura: 3 minutos

Quem tem pet em casa sabe que, de tempos em tempos, esses peludos gostam de se coçar. A coceira em cachorro é comum e muitas vezes não representa um risco para o pet.

Mas, por mais que seja fofo observar seu filho de quatro patas se esticando todo para coçar atrás da orelha, devemos ficar atento às coceiras.

Quando é exagerado, o hábito pode ser sinal de dermatites, alergias ou parasitas. Vamos descobrir quando a coceira em cães pode ser um problema para você e seu amigo?

Sinais de coceira exagerada

Um cachorro saudável se coça algumas vezes ao dia. Essas coceiras acontecem pelo mesmo motivo que em nós: incômodos rápidos, internos ou externos, que nos dão aquele famosos comichão.

Mas se essa coceira acontece com uma frequência muito alta, seu amigo pode estar com um problema de saúde. Os principais sinais de que a coceira é exagerada são:

  • O cachorro se coça o tempo todo;
  • Queda de pelo;
  • Lesões;
  • Feridas;
  • O cachorro usa a boca para se coçar.

Se notar que o pet está apresentando um desses sintomas, busque um veterinário de confiança. Só ele vai saber identificar a origem do incômodo em seu amigo.

Causas mais comuns da coceira em cães

A coceira exagerada pode ter origens distintas. Por isso, é importante ter o acompanhamento de um veterinário, que saberá realizar o diagnóstico correto e receitar o melhor tratamento.

A Dra. Danusa Santos, médica veterinária da Petz, aponta as seguintes causas como as mais comuns.

Ectoparasitas:

É o primeiro motivo que vem à mente quando pensamos em coceiras. Realmente, pulgas e carrapatos podem causar muito incômodo ao pet.

A coceira vem de uma reação alérgica, causada pela saliva do parasita. Apesar de um problema comum, é necessário tomar muito cuidado!

Além de serem vetores de vírus, protozoários e vermes, a reação alérgica pode ser muito forte dependendo do cachorro, levando à anemia e convulsões. Por sorte, tem uma solução fácil e rápida com os banhos e produtos antiparasitas.

Sarna:

Outro problema que é sempre associado à coceira, a sarna é uma doença muito contagiosa. É transmitida por um ácaro que ataca a pele, causando lesões e coceira.

Pode aparecer em diferentes tipos, e seu sintoma mais comum é a perda de pelos. A sarna não é um problema grave, mas necessita de atenção veterinária. Só um especialista poderá identificar a origem do problema e receitar o melhor tratamento.

Alergias:

As alergias estão entre os principais motivos de visitas ao veterinário. A alergia alimentar é uma das mais comuns. Se, após trocar a ração, seu pet apresentar muita coceira, talvez seja essa a origem.

Outra alergia comum é a dermatite de contato, causada por produtos químicos como shampoos e condicionadores.

Aparece, principalmente, após uma ida ao pet shop. Também se cura facilmente, basta trocar o produto que está causando a alergia.

Infecções:

Infecções também podem causar coceiras em cães. Geralmente, são causadas por bactérias que atacam o cão por uma ferida ou lesão anterior.

Apesar de um pouco mais complexas, seu tratamento não é muito difícil. O veterinário irá recomendar o antibiótico, shampoo ou pomada ideal para o tipo de infecção de seu cachorro.

Tratamento para coceira em cães

A melhor maneira de descobrir como curar coceira em cachorro é buscando um veterinário. Lembre-se: coceira não é uma doença, é um sintoma de um outro problema.

Somente um profissional experiente pode descobrir a origem dos comichões e tratar da maneira correta. Também fique longe de remédio caseiro ou outras receitas milagrosas. Isso pode causar problemas mais graves ao seu pet!

Prevenção

Nenhum tutor gosta de ver seu filho de quatro patas incomodado por coceiras, ainda mais se elas estiverem causando lesões e feridas. Por isso, prevenção é a melhor escolha.

Nesse sentido, compre apenas rações de qualidade para seu amigo, e faça a profilaxia contra parasitas.Na hora do banho, busque sempre profissionais capacitados, e não utilize produtos sem certificação.

Para garantir que o pet fique longe dos comichões, as visitas regulares ao veterinário são essenciais e sempre utilize produtos específicos para animais, principalmente sabonete para coleira em cachorro.

Seguindo estes passos, você fica mais tranquilo em relação à saúde do seu filho de quatro patas e não fica com aquela “pulga atrás da orelha” ao ver que seu companheiro está se coçando.

Na Petz, você encontra rações premium, shampoos certificados, produtos antipulga e muito mais! Venha nos fazer uma visita!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *