Hipotireoidismo em cães: saiba como cuidar do seu pet

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 26, 2019

Bem-Estar
Hipotireoidismo em cães: saiba como cuidar do seu pet
Tempo de leitura: 3 minutos

A tireoide é uma pequena glândula localizada no pescoço dos cachorros, e é essencial para produção de hormônios. Quando ocorre o hipotireoidismo em cães, significa que esta glândula não está cumprindo corretamente seu papel. O que pode comprometer o bem-estar de seu amigo.

Mais comum em cachorros adultos, o hipotireoidismo canino costuma não ser grave. Porém, a condição necessita de acompanhamento em uma clínica veterinária regular.

Para tirar todas suas dúvidas sobre o assunto, elaboramos um guia com as principais informações sobre a doença. Confira!

O que é o hipotireoidismo?

Apesar de despertar muitas dúvidas, o hipotireoidismo em cães é uma doença relativamente comum.

“É uma doença endócrina, ou seja, uma desregulação na quantidade de hormônios.”, explica a médica veterinária da Petz, Dra. Anna Carolina Massenzi.

Os hormônios são substâncias químicas produzidas pelo próprio corpo e têm como função regular o funcionamento do organismo.

“Quando ocorre o hipotireoidismo em cães há uma baixa do hormônio produzido pela tireoide.”, complementa a veterinária.

Estas substâncias regulam a energia do pet. Ou seja, com a ausência destes elementos, seu amigo pode ficar desanimado e cansado.

Mas, além disso, esta doença pode causar ainda outros problemas. Por isso, fique de olho para notar o hipotireoidismo em cães com sintomas como os citados a seguir!

Sintomas da doença

Por ser um problema interno, relacionado ao funcionamento do organismo, o hipotireoidismo animal pode ser difícil de ser notado. Cabe ao tutor ficar de olho para perceber os sinais de que seu amigo está com problemas.

Conforme informa a Dra. Anna Carolina, os principais indícios que um cachorro está com hipotireoidismo são:

  • Ganho de peso;
  • Letargia;
  • Fraqueza;
  • Feridas;
  • Queda de pelo,
  • Depressão.

Apesar da doença possuir alguns sintomas comuns, cada pet pode reagir de uma maneira distinta.

Se você perceber que seu filho de quatro patas está triste e teve uma mudança repentina de comportamento, busque um veterinário imediatamente!

Saiba como diagnosticar e tratar o hipotireoidismo em cães

Ao receber um pet em seu consultório, o veterinário irá realizar o exame clínico, que consiste em analisar os sintomas apresentados pelo paciente. Se desconfiar de hipotireoidismo, serão necessários alguns testes.

Conforme explica a Dra. Anna Carolina, o diagnóstico do hipotireoidismo em cães geralmente se dá por exame de sangue.

Nele, os especialistas realizam uma contagem dos hormônios produzidos pela tireoide e verificam se estão dentro da normalidade.

Caso a doença seja confirmada, o veterinário irá indicar o hipotireoidismo em cães e o tratamento adequado para seu pet. “A terapia envolve reposição desses hormônios por medicação via oral.”, complementa a especialista.

O pet deverá tomar estes remédios de acordo com a orientação de seu médico, mas o tratamento costuma durar durante toda a vida.

Assim, você precisará sempre estar de olho na saúde de seu filho de quatro patas, além de levá-lo regularmente ao veterinário. Quanto aos comprimidos, não se preocupe. Eles são facilmente encontrados nas lojas da Petz.

Principais causas do hipotireoidismo em cães

Quando nos deparamos com uma nova doença, é normal querer descobrir as causas, para saber o que poderíamos fazer para evitá-la.

No caso do hipotiroidismo em cães, você pode ter a certeza que não é o responsável pelo problema em seu filho de quatro patas.

Esta condição está relacionada, na maioria das vezes, a problemas congênitos e, por isso, algumas raças têm predisposição à doença. São elas:

  • Labrador;
  • Golden Retriever;
  • Beagle,
  • Cocker.

Além da questão genética, algumas condições como câncer e doenças autoimunes podem contribuir para o surgimento do hipotireoidismo em cães.

Convivendo com a doença

Se seu filho de quatro patas foi diagnosticado com hipotireoidismo, não se preocupe. Muitos pets convivem com a doença durante muitos anos, e podem ter uma ótima qualidade de vida!

Para isso, basta não se esquecer de realizar consultas regulares com um veterinário, oferecer uma dieta para cães com hipotireoidismo e administrar a medicação de forma correta.

Precisa de levar seu pet para uma consulta? Procure uma unidade da Petz com clínica veterinária! Nossos profissionais ficarão felizes em ajudar você e seu amigo.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *