O que é cinomose? Conheça essa doença grave que atinge os cães

Postado por PETZ, em Atualizado em Nov 22, 2021

Cachorros
O que é cinomose? Conheça essa doença grave que atinge os cães
Tempo de leitura: 4 minutos

Na hora de cuidar dos pets, os tutores devem estar atentos a diversos sinais de surgimento de doenças e principalmente à vacinação dos bichinhos. Portanto, você sabe o que é cinomose? A doença pode ser bastante grave para a saúde do animal.

cachorro com olhar distante

Pensando nisso, preparamos este artigo para você entender melhor o que é cinomose em cão, quais são os principais sintomas que podem surgir, os tipos de tratamento existentes e como proteger seu cãozinho da doença.

O que é cinomose canina?

A cinomose é uma doença causada pelo vírus conhecido como CDV, ou Canine Distemper Virus, traduzido para o português como “vírus da esgana canina”. A doença é conhecida por afetar principalmente filhotes ou canídeos que possuem o sistema imunológico debilitado.

A doença pode se apresentar no organismo dos cachorros de diferentes formas e, assim, pode comprometer a respiração, causando vômitos, diarreias, convulsões ou até mesmo a imunossupressão, ou seja, o enfraquecimento do sistema imunológico.

A cinomose canina é perigosa para os cães e frequentemente pode causar a morte, principalmente naqueles que possuem a saúde já comprometida, por isso, é necessário identificar rapidamente os sinais.

Transmissão da doença

A transmissão da cinomose pode acontecer de diferentes formas, principalmente pelo ar. Há outras formas de transmissão da doença, como o contato direto com o cão infectado, com as secreções nasais desses animais e superfícies ou objetos, como brinquedos, acessórios, bebedouros e comedouros.

O vírus permanece vivo em superfície fora do organismo dos cães apenas durante algumas horas, mas isso não é motivo para abrir mão dos cuidados. É importante manter limpos todos os objetos e superfícies às quais os cães têm contato durante o dia para evitar a proliferação do vírus.

A doença é bastante contagiosa e pode afetar cães que não estão devidamente vacinados. É importante lembrar que os cuidados devem ser redobrados com cachorros que frequentam lugares onde há presença de outros pets, como parques e outros estabelecimentos de aglomeração de cachorros.

Sintomas da cinomose 

Além de conhecer o que é cinomose, é importante saber que a doença pode se manifestar de diversas formas no organismo do cachorro. Conforme o grau de imunidade, alguns cães podem ter mais facilidade para expulsar o vírus, outros, um pouco menos. A cinomose canina tem sintomas diferentes que podem ser apresentados.

cachorro idoso doente

Forma cutânea

Na forma cutânea da cinomose nos cães podem surgir algumas bolinhas com pus em alguns locais, principalmente como o abdômen, nas patas e também no focinho. Nessa forma, também pode ocorrer o surgimento de erupções na pele e conjuntivites.

Forma digestiva

Na fase digestiva, a cinomose em cachorro pode apresentar alguns sintomas, como diarreia, em alguns casos sendo possível identificar sangue nas fezes dos cães, como também o surgimento de febre. Nessa forma, os cachorros podem demonstrar fraqueza.

Forma respiratória

Na forma respiratória da cinomose é onde pode causar algumas complicações respiratórias nos cachorros, como secreções nasais, tosses com catarro e o desenvolvimento da pneumonia.

Forma neurológica

Normalmente é na fase neurológica que os tutores começam a notar os sinais da doença nos cães. Nessa fase, eles podem apresentar tremores, falta de coordenação motora e convulsões.

A cinomose pode ocorrer de forma progressiva no organismo dos cachorros, porém, é possível que nem todos os cães que contraírem o vírus desenvolvam todas as fases da doença. Por isso, é necessário sempre estar atento ao surgimento dos sinais e levar o pet com urgência ao veterinário.

A cinomose tem cura?

Os tutores devem se perguntar se a cinomose tem cura para cachorro. Portanto, essa é uma doença que não possui qualquer tipo de cura, porém, podem ser realizados tratamentos para fortalecer o organismo dos cães e ajudá-los a combater a infecção e sobreviver à doença.

Ao identificar a presença do vírus nos cães, os veterinários podem solicitar alguns exames para avaliar os problemas e os tratamentos adequados para fortalecer o sistema imunológico dos cachorros, impedindo o desenvolvimento da doença.

Como proteger o cachorro contra a cinomose?

Além de saber o que é cinomose, é importante manter os cachorros protegidos contra o vírus. E para a felicidade dos tutores, já existe vacina contra o vírus. Como se trata de uma doença que pode afetar principalmente cães filhotes, é necessário estar atento ao calendário de aplicação da vacina, que normalmente ocorre após os 45 dias de vida.

Conhecidas como V8, V10 e V11, as vacinas que oferecem proteção contra cinomose devem ser administradas em três doses, com intervalo de 20 a 30 dias. Durante esse período é imprescindível evitar sair com o cachorro, especialmente em locais onde há presença de outros cães. Como mencionado, é necessário limpar os objetos e acessórios.

Uma vez completado o calendário vacinal, está liberado realizar os passeios. No entanto, os cachorros precisam receber uma dose da vacina anualmente para reforçar o sistema imunológico. É importante realizar a consulta com um veterinário para saber em detalhes o que é cinomose e qual é o melhor esquema vacinal para o cãozinho, seja adulto ou filhote.

cachorro abatido e doente

Manter a saúde dos cãezinhos é essencial para garantir a diversão deles no cotidiano. E agora que você já sabe a melhor maneira de protegê-los, que tal conferir os outros conteúdos da Petz? Aproveite!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *