Osso para cachorro faz mal? Conheça os riscos

Postado por PETZ, em 15/02/2019

Cachorros
Osso para cachorro faz mal? Conheça os riscos

Peça para qualquer criança desenhar um cachorro e ela, possivelmente, incluirá na cena a figura de um osso! Mas você saberia responder se o osso para cachorro faz mal?

De fato, um cão e seu ossinho são coisas que já fazem parte do nosso imaginário. E, da mesma forma que muitos desconhecem os malefícios do leite para os gatos (outro clássico dos desenhos), muitos tutores nunca se perguntaram se os ossos são mesmo tão benéficos para os cães. Vamos descobrir?

5 benefícios dos ossos para os cachorros

A associação entre os ossinhos e os cachorros não surgiu por acaso. Quem tem esse pet em casa sabe o quanto os cães adoram roer e se distraem com um brinquedo de material resistente, um ossinho artificial ou até um osso natural.

De acordo com o Dr. Eduardo Braghirolli, médico-veterinário especialista em nutrição e metabologia animal, a atividade, desde que realizada com segurança, proporciona benefícios físicos e mentais para o cachorro:

  • Auxilia na remoção de sujeira dos dentes, contribuindo para a prevenção do tártaro;
  • Fortalece a musculatura craniana e do pescoço;
  • Estimula instintos do cachorro;
  • Alivia o estresse,
  • Distrai o pet, mantendo-o tranquilo e ocupado.

Por todas essas razões, garantir que o cachorro tenha um objeto seguro para roer é ótimo para promover o bem-estar do animal. Mas isso não quer dizer que a melhor opção seja oferecer a ele um osso natural, como veremos a seguir.

Riscos dos ossos naturais para cães

Comer uma carne com osso em uma casa que tem cães é uma verdadeira tentação. Quem nunca pensou em como eles adorariam sentir aquele gostinho e, depois, roer aquele osso?

Pois saiba que comer osso faz mal e pode ser extremamente perigoso! O Dr. Eduardo enfatiza que, principalmente no caso dos ossos de frango, eles nunca devem ser oferecidos aos cães depois de cozidos ou assados. “O aquecimento muda a estrutura dos ossos, provocando o surgimento de lascas que causam acidentes”, explica.

Os mais perigosos são os ossos das asas, dos pés, das coxas e das sobrecoxas. “E são justamente esses os mais oferecidos aos cães”, diz o especialista.

Então, por um lado, não importa qual seja o osso natural, ele sempre deveria ser servido cru ao animal. Por outro, carnes e ossos crus são uma perigosa fonte de contaminação para pets e tutores, sem mencionar o risco de o cachorro quebrar os dentes.

Por tudo isso, o Dr. Eduardo desaconselha a oferta de ossos naturais para os cachorros. “Os ossos de couro ou de nozinho são uma boa alternativa”, diz ele.

Como escolher o ossinho do seu cachorro

Deixar riscos de lado e garantir a distração do animal é a regra na hora de escolher um osso para o seu cão. Pensando nisso, nós reunimos algumas dicas:

  • Evite ossos naturais. Prefira os de couro ou o osso de nó para cachorro, ficando atento à procedência;
  • Outra opção são ossinhos de plástico mastigável, que são seguros e muito resistentes;
  • Ossos feitos com ingredientes 100% naturais, como carne ou vegetais, também são recomendados e possuem textura semelhante a ossos de verdade. Nesse caso, fique atento às quantidades, já que eles representam calorias adicionais, que podem contribuir para a obesidade;
  • Fuja de ossos com materiais rígidos que possam causar perfurações,
  • Independentemente do tipo de osso escolhido, ele sempre deve ser maior que a boca do cachorro, para que não haja o risco de ele ser engolido de uma vez só.

Agora que você já sabe se osso para cachorro faz mal ou não, vá até a loja da Petz mais próxima ou acesse nosso Pet Shop on-line e garanta a diversão do seu filho de quatro patas!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentários

Estevan Martins - 23/11/2019

Muito bom, adorei! Não imaginava que era isso, ganhou um leitor. Obrigado! 😉