Porque o pelo do cachorro cai? Descubra as principais causas

Postado por PETZ, em Atualizado em May 28, 2019

Cachorros
Porque o pelo do cachorro cai? Descubra as principais causas
Tempo de leitura: 4 minutos

Se você é tutor de cachorro, certamente, já teve que lidar com a pelagem do seu filho de quatro patas nos móveis, em roupas e no sofá. Mas, você já se perguntou porque o pelo do cachorro cai? Será que isso sempre é um processo natural?

Saiba por que isso acontece, quais são os sinais que merecem atenção e como evitar a queda excessiva de pelos do seu amigo!

Porque o pelo do cachorro cai?

Essa resposta é bem simples: pelo mesmo motivo que nossos cabelos e pelos também caem. “Todo cachorro tem a queda de pelo fisiológica, causada pelo envelhecimento do próprio pelo”, explica a médica-veterinária da Petz, Dra. Heidy Lima.

O pelo nasce, cresce, envelhece e cai naturalmente, sendo substituído por outro, de modo que é normal entender porque o pelo do cachorro cai. Em outras palavras: não se preocupe se o seu amigo deixar sua roupa toda felpuda após um abraço! Isso significa que o pelo dele está apenas se renovando!

Fatores que influenciam na queda de pelos

É natural que os pelos dos cachorros caiam, desde que essa queda não seja excessiva. No entanto, alguns fatores, como época do ano, idade do pet e até a raça ou o tipo de pelagem podem contribuir para uma queda de pelos acima da média, sem que isso represente um problema. Veja alguns exemplos:

  • Durante o verão, a queda costuma ser maior porque, nesse período, acontece a renovação do pelo, para que o cachorro tenha uma pelagem nova durante o inverno;
  • Pelos mais curtos atingem a maturidade mais cedo e se renovam mais rapidamente. Como consequência, eles tendem a cair mais;
  • Pets idosos costumam perder mais pelos,
  • Fêmeas também estão sujeitas a uma queda de pelos maior durante o cio ou gestação.

Todos esses animais podem estar em perfeitas condições de saúde. Mas, algumas doenças, parasitas e outros fatores podem acelerar ainda mais a queda de pelos, como veremos adiante.

Raças com maior queda

Cachorros peludos são muito fofos, mas devem soltar mais pelos, certo? Errado! Características da pelagem de algumas raças podem torná-las mais propensas à queda, mas isso não tem relação com o tamanho do pelo do cachorro.

Entre as raças que mais deixam rastros podemos citar:

  • Pug;
  • Chihuahua;
  • Yorkshire Terrier;
  • Buldogue Francês;
  • Buldogue Inglês;
  • Beagle;
  • Pastor de Shetland;
  • Labrador;
  • Golden Retriever;
  • Chow Chow,
  • Pastor Alemão.

Como você deve ter notado, não existe uma regra para saber porque o pelo do cachorro cai. Ela pode ser acentuada por pequenas falhas no pelo do cachorro, tenha ele a pelagem grande e curta, como o labrador.

Por isso, a dica é sempre buscar informações sobre a sua raça preferida antes de levá-la para casa.

Como perceber uma queda de pelos anormal

Apesar da queda de pelos fazer parte de um processo natural, ela pode, em alguns casos, significar que há algo de errado com o pet. Por isso, sempre que você suspeitar que a queda está maior do que o habitual, fique atento a outros sinais.

Segundo a Dra. Heydi Lima, a queda é acompanhada de uma pelagem sem brilho e fraca. Outro sinal são as quedas localizadas, que criam manchas e falhas e exigem um tratamento para queda de pelo.

Causas para a queda excessiva de pelos

Muitas são as causas de uma queda excessiva de pelo entre os cães. Abaixo, a Dra. Heydi destaca as mais comuns, com os sintomas aos quais elas costumam estar associadas:

  • Alergias alimentares: coceira intensa, descamação, lesões, inflamações nas orelhas e nos olhos;
  • Deficiência nutricional: pelos sem brilho, fracos e com aspecto áspero que caem de forma generalizada;
  • Ectoparasitas (como pulgas e ácaros): coceira intensa, mais acentuada no pescoço e no dorso;
  • Estresse: normalmente, a queda é localizada nas patas (por causa da lambedura excessiva), seguida de lesões;
  • Fungos: podem provocar coceira (alguns não coçam), queda de pelo em formato circular e mau cheiro;
  • Problemas endócrinos: queda generalizada, que podem ser acompanhadas de lesões com crosta e com pus (no começo, não coçam, mas, depois de infeccionadas, essa situação pode mudar).

6 dicas para amenizar a queda natural de pelos

Mesmo que os pelos caiam naturalmente, alguns cuidados com pelos de cachorro podem ser tomados para deixar seu amigo mais forte e saudável. Confira:

  • Ofereça rações de qualidade: de preferência do tipo premium ou super premium. Elas fornece ao pet todos os nutrientes necessários, contribuindo para a beleza e saúde da pelagem;
  • Escove regularmente o pelo do cachorro: além de evitar a formação de nós — no caso dos cães de pelo longo — promover a escovação ajuda a remover os pelos mortos, evitando que caiam pela casa;
  • Dê banhos regulares, com bons produtos e em locais de confiança: e tenha certeza de que o animal ficou bem seco, para evitar a proliferação de fungos na pelagem;
  • Passeie diariamente com o pet: isso evita que ele fique entediado e estressado;
  • Faça o controle de ectoparasitas de forma preventiva: alguns produtos prometem a proteção do cachorro por até vários meses. Veja as opções em nosso site!
  • Leve o pet para check-ups regulares no veterinário: garantir a ele uma saúde de ferro é fundamental para evitar a queda de pelos e outros problemas.

Se, mesmo seguindo todas essas orientações, você notar que seu pet apresenta uma queda anormal de pelos, procure um especialista, que poderá identificar a causa do problema e indicar o melhor remédio para queda de pelo de cachorro.

Aproveite as condições especiais do Pet Shop on-line da Petz e garanta acessórios, rações e muito mais produtos que vão deixar o seu amigão de bem com a vida!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *