Cachorro espumando: 6 causas possíveis do sintoma

Postado por PETZ, em Atualizado em Oct 26, 2020

Cachorros
Cachorro espumando: 6 causas possíveis do sintoma
Tempo de leitura: 4 minutos

Deparar-se com vômito de cachorro é uma experiência bem desagradável. Porém, se tem uma situação capaz de arrepiar até o último fio de cabelo dos tutores é a visão de um cachorro espumando. Classicamente associado à raiva canina, o sintoma logo faz pensar na zoonose irreversível e fatal. 

cachorros deitados

Mas não se desespere. Ainda que um cão espumando de fato possa estar associado à hidrofobia, ela não é a única causa possível do sintoma. A seguir, confira o que pode ser quando o cachorro espuma.

1. Intoxicação alimentar ou envenenamento

As reações decorrentes da intoxicação alimentar variam de acordo com a substância tóxica ingerida. Algumas podem provocar queimaduras e lesões na boca,  e outras estão associadas a problemas gastrointestinais ou são consideradas ainda mais graves, podendo provocar até mesmo a falência de alguns órgãos, como os rins.

Independentemente dos efeitos da substância, contudo, é comum que a espumação esteja entre os sintomas da intoxicação. O cachorro vomitando espuma está tentando explorar a toxina, justamente porque a salivação excessiva contribui para a formação dessa espuma branca.

Ao suspeitar de intoxicação alimentar, não tente induzir o pet ainda mais ao vômito. Em caso de substâncias corrosivas, isso pode agravar o quadro. Em vez disso, tente identificar a causa da intoxicação, procure com urgência um veterinário e informe sobre o cachorro espumando pela boca.

2. Náuseas

Muita gente não sabe, mas de acordo com o Dr. Rafael Fonseca, médico-veterinário da Petz Piracicaba, uma das funções da saliva é ajudar a regular o pH estomacal canino. Por isso mesmo, em caso de desequilíbrios por qualquer motivo, é esperado que o cão salive mais. Isso o ajuda a tentar se restabelecer, acabando com o mal-estar.

Entre as causas mais comuns para a náusea em cães está a indigestão. Porém, é bastante comum que alguns cães, especialmente os de pequeno porte, apresentem enjoo ao serem transportados em veículos automotivos. 

Nesses casos, o cachorro com a boca espumando pode estar assim ser devido à sialorreia. Para reverter o quadro, converse com um veterinário sobre a melhor maneira de fazer o transporte de seu amigo, diminuindo o desconforto dele.

3. Problemas bucais/dentários

Outra importante função desempenhada pela saliva no organismo dos cachorros é promover a lubrificação da cavidade bucal e ajudar no controle de bactérias e de outros micro-organismos. 

Nesse sentido, é válido destacar que a saliva não consegue combater sozinha as colônias que formam a placa bacteriana. É preciso dar uma mãozinha com escovação dental diária, alimentação adequada e visitas regulares ao veterinário. 

Quando isso não acontece, o excesso de tártaro e a gengivite podem acarretar o aumento da produção de saliva como resposta, levando o pet a espumar. 

cachorro doente

4. Dificuldade para deglutir

Quando o cachorro espuma a boca também pode ter a ver com uma dificuldade para deglutir. Isso porque, assim como a gente, os cães também passam o dia deglutindo a própria saliva produzida de maneira espontânea sem nem se dar conta de que estão fazendo isso. 

Alguns problemas de saúde, no entanto, podem causar dificuldade na deglutição. Isso, por sua vez, leva ao acúmulo de saliva na cavidade bucal, que pode acabar sendo confundido com um cachorro espumando.

Entre os problemas que podem provocar dificuldade na deglutição estão: tumores ou a presença de corpos estranhos na garganta, doenças neurológicas, como a epilepsia, entre outras. Em caso de suspeita, procure um veterinário para uma consulta.

5. Estados emocionais

Quando ficam muito animados por algum motivo, é normal que os cães apresentem aumento da frequência respiratória com consequente aumento da salivação. Isso vale também para quando o pet é muito ansioso ou sofre com o estresse crônico — quadro em que o organismo do cachorro está sempre em estado de alerta.

Especialmente em se tratando de cães com boca caída, como Basset Hound, São Bernardo e Buldogue, o excesso de saliva pode se acumular na cavidade bucal, dando a impressão de que o cachorro está babando espuma branca.

Caso seja essa a situação do seu amigo, lembre-se de que, além da baba, a ansiedade e o estresse prejudicam o bem-estar físico e psicológico dos cães. Sendo assim, não deixe que ele continue a sofrer com o problema. Procure um veterinário!

6. Raiva canina

Quando o cachorro está vomitando espuma branca, a causa pode ser a hidrofobia. Isso ocorre pois, à medida que a doença afeta o sistema nervoso central, o indivíduo vai perdendo a capacidade de deglutir e a coordenação motora. Logo, começa a babar mais e a espumar.

Transmissível para os seres humanos, a raiva é transmitida para os cães especialmente através da mordida de morcegos. Além da baba excessiva, são sintomas da hidrofobia: agressividade, perda de coordenação motora, dificuldade para deglutir e espasmos.

Não existe cura para a raiva canina. Em caso de suspeita por parte do veterinário ou das autoridades sanitárias, o pet deverá ser sacrificado. A confirmação do diagnóstico é feita somente após a morte, com exames laboratoriais a partir de amostras cerebrais.

A boa notícia é que prevenir o seu amigo contra essa doença letal é fácil: basta conversar com um veterinário a fim de administrar as primeiras doses da vacina. O reforço deve ser feito anualmente, de acordo com as orientações do veterinário. 

cachorro olhando para cima

Agora que você já sabe mais sobre as causas que podem levar o cão a espumar, continue acompanhando o blog da Petz e se mantenha informado sobre assuntos como esse e garanta a segurança do seu bichinho!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *