Faz mal dar antibiótico humano para cachorro?

Postado por PETZ, em Atualizado em Jul 13, 2021

Cachorros
Faz mal dar antibiótico humano para cachorro?
Tempo de leitura: 4 minutos

Verdadeira revolução da medicina, os antibióticos surgiram para combater micro-organismos capazes de fazer grandes estragos: as temidas bactérias. Também na medicina-veterinária, esse tipo de medicamento é imprescindível no tratamento de doenças. No entanto, será que faz mal dar antibiótico humano para cachorro?

comprimidos

Apesar de haver medicamentos próprios para diferentes espécies, muitas vezes, há necessidade de complementar com algum outro remédio. Mas será que pode dar antibiótico de humano para cachorro? Quais são os riscos? Continue lendo e saiba tudo sobre o assunto!

Antibiótico para humanos X antibiótico para cães

Antes de responder à pergunta “posso dar antibiótico de humano para cachorro?”, é preciso entender a função dos antibióticos. Apesar de serem conhecidos pela maior parte das pessoas, eles servem para inibir ou eliminar diferentes tipos de bactérias, sendo indicados no tratamento de infecções bacterianas, tenham elas afetado pessoas, cães ou outros animais, como os peixes. 

Existem dois tipos de antibiótico: seletivos e de amplo espectro. Enquanto os primeiros atuam inibindo a ação de um tipo específico de bactéria, os segundos servem para inibir ou eliminar diferentes gêneros de bactérias.

Mas será que o tutor pode dar amoxicilina de humano para cachorro? De acordo com a Dra. Juliana Sanz, médica-veterinária da Petz, em alguns casos é possível dar antibiótico humano para cachorro. Afinal, o princípio ativo do medicamento é o mesmo, independentemente da espécie em tratamento.

Segundo Juliana, a justificativa para a prescrição de antibióticos de uso exclusivo em cachorros está principalmente no ajuste da dosagem: “Por vezes, ela é tão inferior que não é possível recorrer a um fármaco encontrado em farmácias tradicionais”, diz.

Alguns medicamentos, como os utilizados no tratamento de otite, podem somar outras funções, como ação antifúngica, o que também justifica a indicação de medicamentos próprios para cães em alguns casos. Antes de dar amoxicilina de humano para cachorro ou qualquer outro remédio, consulte um veterinário!

Quando é recomendado dar antibiótico humano para cachorro?

Assim como outros medicamentos, os antibióticos devem ser utilizados apenas com prescrição veterinária. Além do risco de intoxicações, o uso inadequado desse tipo de fármaco pode acabar dificultando o tratamento de doenças, uma vez que pode não eliminar bactérias resistentes. 

Isso ocorre pois, com o uso incorreto do antibiótico humano para cachorro, ele tende a acabar primeiro com as linhagens menos resistentes da bactéria. Com isso, as bactérias mais fortes que não são eliminadas continuam se proliferando, complicando o quadro.

Após uma avaliação do estado de saúde de seu amigo de quatro patas, o veterinário poderá recomendar a administração de antibiótico para cachorro a fim de tratar diversas infecções de origem bacteriana. A seguir, listamos algumas delas.

cachorro deitado descansando

Dermatite canina

Esse tipo de alergia na pele do cachorro pode ter diferentes causas, entre elas a infecção bacteriana. Entre os principais sinais clínicos de dermatite canina estão: coceira e descamação da pele, vermelhidão, perda de pelos e surgimento de feridas (às vezes com pus). 

Afeta principalmente cães com imunidade prejudicada, o que favorece a proliferação de bactérias naturalmente presentes na pele dos cachorros. Se confirmada a dermatite por ação bacteriana por meio do exame de cultura microbiológica, o tratamento pode envolver medicamentos antibióticos de uso tópico, como pomadas.

Leptospirose canina

A leptospirose é uma infecção bacteriana grave que afeta também outros mamíferos, como os seres humanos. Sua transmissão ocorre através do contato com fluidos de animais contaminados, com destaque para a urina. 

Uma vez que há mais de um tipo de leptospirose, os sintomas podem variar muito de um caso para outro. Fique atento se o pet apresentar: febre, perda de apetite, perda de peso, fraqueza, vômitos, diarreia, urina escura e coloração amarela nas mucosas (icterícia).

O diagnóstico da doença é feito por meio de avaliação clínica, seguida de exames específicos, como o PCR, para identificar os anticorpos que tentam combater a leptospirose. 

Além do uso de antibióticos para eliminar as bactérias, o tratamento costuma envolver medidas a fim de tratar problemas decorrentes da infecção, como reidratação por fluidoterapia.

Otite canina

Muito comum nas estações mais frias, a otite corresponde à inflamação do conduto auditivo. Pode ter diferentes causas, com destaque para a ação de fungos e de bactérias.

Alguns dos principais sintomas da doença são: balançar de cabeça, cachorro tentando coçar as orelhas com as patas, dor e vermelhidão na região das orelhas e presença de secreção. 

Em geral, o tratamento é feito por meio do uso de medicamentos otológicos, isto é, aplicados diretamente no ouvido do cachorro. A escolha do fármaco mais adequado vai depender da causa do problema, sendo que muitos dos remédios para otite de uso veterinário têm ação tripla contra ácaros, fungos e bactérias. 

Lembre-se que mesmo sabendo que pode dar antibiótico humano para cachorro, o uso indiscriminado de qualquer medicamento pode colocar em risco a saúde de seu amigo de quatro patas. Ao perceber que há algo diferente na saúde ou no comportamento do cãozinho, procure um veterinário!

golden retriever com língua para fora

Pode dar antibiótico humano para cachorro quando indicado por um especialista, mas e outros medicamentos? No blog da Petz, você confere remédios que prejudicam ou auxiliam na saúde do pet. Confira nossas centenas de artigos e ajude no bem-estar do seu cãozinho!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *