Hepatite infecciosa canina: conheça os riscos da doença

Postado por PETZ, em Atualizado em Jul 16, 2021

Cachorros
Hepatite infecciosa canina: conheça os riscos da doença
Tempo de leitura: 3 minutos

A hepatite infecciosa canina é uma doença viral que pode ter consequências graves. Bastante contagiosa, ela ataca o fígado dos cachorros, sendo comum em filhotes e pets mais novos. Saber identificar essa doença canina é o primeiro passo para combatê-la e garantir uma recuperação tranquila.

Conversamos com a médica-veterinária da Petz, Dra. Franciane Lidia César, que explicou os principais sintomas, como acontece o contágio e qual o tratamento indicado em casos de hepatite infecciosa.

O que é a hepatite infecciosa canina?

Conhecida como doença de Rubarth, a hepatite infecciosa canina é uma enfermidade causada pelo adenovírus canino tipo 1. O vírus ataca as células hepáticas, causando uma inflamação no fígado que pode levar a graves consequências.

A doença pode se manifestar em diferentes formas, de acordo com a intensidade dos sintomas, sendo elas:

  • Subclínica: é a forma mais branda. As defesas do organismo do cachorro agem rapidamente, neutralizando o vírus. Geralmente, o pet não apresenta sintomas ou tem apenas manifestações muito leves;
  • Aguda: nesse caso, os sintomas são bem aparentes. Duram de 5 a 7 dias e exigem acompanhamento veterinário intenso. Os sintomas podem ser variáveis e, dependendo da gravidade das lesões provocadas pelo vírus, o pet pode até mesmo vir a óbito. 
  • Hiperaguda: é a forma mais agressiva da doença. Nela, a evolução é muito rápida e, infelizmente, a taxa de óbito é muito alta (antes mesmo de ser possível fechar o diagnóstico). É mais comum em filhotes.

Hepatite infecciosa canina sintomas

A doença de Rubarth ataca o fígado dos cães, um órgão essencial para o bom funcionamento do organismo. Os sintomas costumam aparecer somente na fase aguda da doença. Entre os sinais da hepatite infecciosa canina, podemos citar:

  • Aumento da temperatura;
  • Apatia;
  • Sede intensa;
  • Diarreia;
  • Vômitos;
  • Tosse;
  • Sangramentos em diferentes locais,
  • Aumento de volume nos linfonodos (ínguas).

Em casos mais graves, doença pode levar a alterações no sistema nervoso do cachorro, causando tremores, desorientação e convulsões. Como os sintomas não são muito específicos, somente um veterinário saberá identificar a doença e receitar o tratamento correto.

Contágio

A hepatite infecciosa canina é muito contagiosa e especialmente perigosa para filhotes e cachorros jovens. Durante a fase aguda da doença, o cachorro transmite o vírus através de secreções, como saliva e muco nasal. Mesmo após a recuperação, é possível identificar o vírus na urina do pet por pelo menos seis meses.

Por isso, é necessário muito cuidado em casas com mais de um cachorro. O vírus, no entanto, ataca apenas cachorros, não apresentando riscos para humanos, gatos ou outros pets.

Hepatite infecciosa canina: tratamento e diagnóstico

Doenças virais podem ser perigosas, por isso, não espere muito. Qualquer alteração na saúde de seu pet, procure um veterinário de confiança e faça o diagnóstico da hepatite canina o quanto antes. Ele saberá, a partir dos sintomas e de exames específicos, identificar a doença.

A boa notícia é que a hepatite infecciosa canina pode ter cura e, se o tratamento for aplicado corretamente, há uma boa chance de recuperação. Para isso, é necessário fortalecer o fígado, através da aplicação de soro e suplementação de nutrientes. Com isso, o organismo do pet não deverá ter problemas em combater o vírus e se recuperar rapidamente.

Recuperação e prevenção

Para ajudar o fígado a se recuperar mais rápido, o veterinário pode indicar alguns tratamentos específicos além de uma alimentação para cachorro com hepatite com uma dieta pré-determinada. Descanso e muita hidratação também são essenciais nessa fase.

A boa notícia é que não é difícil prevenir a doença: basta manter a carteirinha de vacinação de seu pet em dia. A vacina é aplicada a partir dos 45 dias de vida do filhote e com intervalo de 30 dias. Caso o veterinário considere conveniente, ele pode pedir um reforço anual. Isso deve manter a hepatite infecciosa canina bem longe de seu amigo!

Está precisando vacinar o seu pet? A Petz possui veterinários experientes e cuidadosos, além de boa infraestrutura e ótimos equipamentos. Procure a unidade mais próxima! Ficaremos felizes em recebê-lo e ajudar a garantir a saúde do seu filho de quatro patas!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *