Cachorro salivando: causas para o excesso de saliva

Postado por PETZ, em Atualizado em Oct 26, 2020

Cachorros
Cachorro salivando: causas para o excesso de saliva
Tempo de leitura: 4 minutos

Assim como nós, cachorro salivando é normal, pois a saliva é fundamental para facilitar a descida dos alimentos pelo esôfago. Além disso, ela lubrifica a boca, protege os dentes, entre outras funções essenciais.

cachorro com a língua para fora

Mas e quando a saliva de cachorro se torna excessiva, como reconhecer o quadro e o que ele pode significar? Abaixo, confira tudo sobre cachorro salivando, além de dicas para perceber se o pet está doente ou não.

Por que os cães salivam?

Conforme dissemos acima, a saliva desempenha diversas funções no organismo do cachorro. Por isso, antes de se preocupar com cachorro salivando muito, analise bem a situação. Afinal, isso é um comportamento comum dos pets devido a alguns fatores, como: 

  • Lubrificação da cavidade bucal;
  • Auxílio na remoção do excesso de bactérias e de outros micro-organismos,
  • Lubrificação dos alimentos para facilitar a passagem deles pela garganta.

De acordo com o Dr. Rafael Fonseca, médico-veterinário da Petz, os cães também salivam para regular o pH estomacal. Portanto, é normal vermos o cão salivando muito com quadro de intoxicação alimentar. “Não podemos esquecer, também, dos casos relacionados à euforia, estresse e dor”, completa.

É verdade que algumas raças salivam mais do que outras?

Sim! Devido à sua anatomia, algumas raças têm mais propensão a acumular saliva na cavidade bucal. Sendo assim, não é preciso se preocupar quando vir o cão salivando.

Esse é o caso de raças com lábios soltos e caídos, como São Bernardo, Basset Hound, Buldogue, Labrador, Dogue alemão, Bullmastiff e Boxer. No caso deles, é comum vermos o cachorro salivando a ponto da saliva pingar de sua boca ou até voar pelos ares conforme o pet se chacoalha.

Cães salivam quando sentem um cheiro apetitoso?

Assim como a gente, os cães também salivam diante da perspectiva de comer algo delicioso. Para entender melhor como isso funciona, lembra do que dissemos sobre a saliva auxiliar na passagem do alimento pela garganta?

Graças a um organismo “inteligente”, a salivação é acionada sempre que os órgãos sensoriais caninos captam a presença de comidas atrativas. Dessa maneira, após apreender o alimento, o cachorro está pronto para saboreá-lo e começar a digestão no sistema gastrointestinal.

Uma curiosidade a respeito desse tipo de saliva de cachorro é que ele foi extremamente importante para os estudos de condicionamento do fisiologista Pavlov. Para provar que os cães podiam ser condicionados, o cientista passou a tocar uma sineta imediatamente antes de servir comida para eles.

Com o tempo, Pavlov verificou que os cães passaram a salivar antes mesmo de ver os alimentos, só de ouvir o som da sineta, provando a existência de reflexos condicionados.

cachorro muito feliz

Quando o excesso de saliva se torna preocupante?

Como regra geral, qualquer mudança no comportamento ou na aparência do cachorro devem acender o sinal de alerta. Sendo assim, fique atento e procure ajuda médica se:

  • Houver aumento na quantidade de saliva produzida;
  • Houver mudança na coloração ou textura da baba de cachorro,
  • A saliva estiver acompanhada de outros sintomas, como quando o cachorro está tremendo e babando, com febre, vômitos, diarreias, entre outros sintomas anormais.

Em caso de dúvida, procure um médico-veterinário com urgência para cuidados e orientações. É importante prezar pelo bem-estar do seu peludinho sempre. Quanto antes descoberto o problema, melhor será sua recuperação.

O que pode ser quando o cachorro está babando muito?

Somente um veterinário, após uma consulta, poderá dizer com segurança qual é a causa da sialorreia em cães (salivação excessiva). Nesse caso, fique atento a alguns sinais que acompanham o excesso de saliva.

Náuseas

Como visto, a saliva ajuda a regular o pH estomacal. Portanto, em caso de enjoo decorrente de alimentação inadequada, é esperado o aumento da produção salivar. Esse aumento também pode ocorrer nos enjoos durante o transporte em veículo automotivo.

Intoxicação alimentar

Algumas substância também podem levar à sialorreia. Nesse sentido, fique atento à presença de outros sintomas, como tremores e letargia. Em caso de suspeita, procure um médico-veterinário imediatamente.

Golpes de calor

A salivação é um dos mecanismos dos cães para regular a temperatura corporal. Sendo assim, em dias de calor excessivo ou após atividades físicas intensas, é provável que o cão salive mais que o normal.

Nesses casos, leve o pet para um local com temperaturas mais amenas e procure refrescá-lo com urgência, se necessário com a ajuda de gelo ou de uma toalha molhada. Mais comuns em cães braquicefálicos, os golpes de calor podem causar perda de consciência e até morte.

Problemas bucais

Excesso de tártaro, fraturas dentárias e infecções na boca também podem levar ao excesso da produção de saliva. Portanto, atente-se em relação aos cuidados bucais do pet para evitar o cachorro salivando muito.

Dificuldade para deglutir 

A saliva produzida pela glândula salivar é normalmente deglutida pelo pet. Sendo assim, quando há algum problema que dificulte a deglutição, como a presença de tumores ou lesões na garganta, a sialorreia é um dos sintomas esperados.  

cachorro lambendo o nariz

Agora que você sabe o que pode ser quando notar o cachorro salivando, fique atento e, na dúvida, agende quanto antes uma consulta com um veterinário. E para conhecer outros problemas de saúde dos bichinhos ou dicas de cuidados, não deixe de conferir outros conteúdos aqui, no blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *