Anatomia do gato: descubra 16 curiosidades sobre os bichanos!

Postado por PETZ, em Atualizado em Dec 11, 2020

Curiosidades
Anatomia do gato: descubra 16 curiosidades sobre os bichanos!
Tempo de leitura: 5 minutos

Se você é um gateiro apaixonado, provavelmente adora conhecer detalhes e informações sobre os felinos. Nesse caso, ficará feliz em conhecer mais sobre a anatomia do gato

gato malhado observando

Quando olhamos para o corpo dos bichanos, percebemos porque eles são pets tão incríveis. Seu organismo guarda diversos segredos que o fazem conquistar nossos corações! Quer saber mais sobre a anatomia dos gatos? Continue lendo para aprender 16 curiosidades sobre o assunto! 

1. Orelhas

Iniciando pelo começo, ou melhor, pelo topo: as orelhinhas do gato. Essa incrível parte da anatomia de um gato demonstra logo de cara porque os bichanos são tão surpreendentes. 

Enquanto nós, humanos, possuímos seis músculos para a audição, os gatos possuem 32. Isso faz de sua orelha uma máquina perfeita, pronta para captar qualquer ruído. Além de uma capacidade muito superior à nossa, a orelha do gato consegue perceber exatamente a origem do barulho.

2. Olhos

Se na audição dos gatos eles saem na frente, não podemos dizer o mesmo sobre a visão. Estudos demonstram que os bichanos enxergam menos cores e com menor nitidez quando comparados aos humanos. 

De acordo com um cientista, seu foco vai até apenas seis metros. Em compensação, seu ângulo de visão é ligeiramente maior. Enquanto nós observamos 180°, os felinos podem captar imagens até 200°. 

3. Nariz

O olfato é outra parte surpreendente da anatomia felina. Com um número muito maior de células olfativas do que os humanos, os bichanos podem perceber a aproximação de uma presa (ou um predador) a uma distância considerável. 

4. Bigode

Outra parte da anatomia do gato que possui um charme todo especial: o bigode! Porém, mais que um acessório fofo, o bigode possui funções importantes para os felinos. 

Altamente sensível, ele auxilia o pet a se locomover, indicando em quais espaços ele pode passar sem grandes problemas. Além disso, estudos indicam que os bigodes podem perceber alterações no ambiente, como terremotos ou grandes rajadas de vento, mesmo que muito distantes. 

5. Boca

Já em relação ao paladar, os bichanos novamente ficam para trás. De acordo com estudos, eles possuem cerca de 400 papilas gustativas contra quase 9 mil dos humanos. 

Porém, devemos lembrar que os gatos são carnívoros e que se alimentam majoritariamente de proteína animal. Por isso, não sentem alguns sabores, como, por exemplo, o doce. 

6. Dentes

Os dentes dos bichanos reforçam seu comportamento predador. Com presas fortes e afiadas, são perfeitos para dilacerar e rasgar o alimento. Por isso, é necessário estar atento ao escolher os petiscos do seu pet, já que mastigar não é o forte dos gatos. 

7. Língua

Quem convive com um bichano provavelmente já percebeu que sua língua é áspera e grossa, não é mesmo? Essa estrutura parecida com pequenos espinhos se chama papillae. Ela auxilia na remoção de pelos e impurezas, nos clássicos banho de gato. 

8. Pelo

O pelo do gato possui outras funções além de ser extremamente fofinho! Claro, ele ajuda os pets a controlarem sua temperatura, especialmente nos dias mais frios. Entretanto, no caso dos bichanos, há ainda outro papel. Ao encontrar um inimigo, os felinos inflam seus pelos, ficando com uma aparência mais intimidadora! 

gato deitado na grama

9. Costas

Já percebeu que seu bichano possui a agilidade e a flexibilidade de um verdadeiro atleta? A resposta está nas costas e na coluna do gato. Sua estrutura possui uma musculatura forte e flexível, que permite que o peludo dê saltos e piruetas sem grande dificuldade. Além disso, as costas maleáveis auxiliam o gato na hora das quedas. Com uma anatomia assim, é fácil ter sete vidas! 

11. Ombros (ou quase)

Você já percebeu que seu bichano não tem ombros? Os felinos, de uma maneira geral, não possuem clavícula. No lugar, há uma cartilagem delicada que conecta todos os músculos. 

Essa particularidade da anatomia do gato traz uma grande vantagem. Sem ombros, eles são mais flexíveis. Assim, podem dar passos mais largos, além se contorcer caso seja preciso entrar em um local apertado ou atravessar uma cerca! 

12. Músculos

Uma das partes mais interessantes da anatomia do gato são os músculos. Sua estrutura diferente faz com que ele possa se contrair e expandir com muita facilidade. Como vantagem, os bichanos possuem grande capacidade de explosão de força. Com isso, pulam até sete vezes a sua própria altura sem muitas dificuldades! 

13. Membros

Os membros — ou perninhas — dos gatos possuem o desenho perfeito para seus saltos mirabolantes e rápidas corridas. Pode até não parecer, mas eles também possuem cotovelos e joelhos. 

Na parte da frente encontramos os cotovelos, que permitem que os gatos se movam para frente e para trás, mas nunca para os lados. Já nas patas de trás, temos os joelhos dos gatos. 

Essa parte, entretanto, é um pouco mais flexível. Se você já observou um gato tomar banho, perceber que ele pode torcer levemente suas patas traseiras para acessar os lugares mais difíceis! 

14. Patas

Observando de perto, você vai perceber que os bichanos andam quase na ponta do pé. Basta procurar seu polegar, que está um pouco mais acima dos outros dedinhos, para perceber que as patas do gato são maiores do que você imagina! 

Suas patas possuem, ainda, “almofadinhas” chamadas de coxins, que abafam os sons. Dessa forma, nossos amigos são sempre silenciosos e podem pegar suas presas de surpresa! 

15. Unhas

As unhas dos gatos ficam escondidas e só saem na hora do ataque! Assim, evitam o barulho constante das unhas contra o chão. Alguns estudos indicam que as garras podem servir como forma de comunicação. 

Ao batê-las contra o chão, o bichano pode indicar para outros pets que ele está nas redondezas. As unhas crescem constantemente e, por isso, é importante que o peludo tenha onde arranhar, para afiá-las com frequência. 

16. Cauda

Não se deixe enganar, a cauda é uma parte importante da anatomia do gato doméstico! Estudos mostram que essa pequena parte possui cerca de 10% dos ossos de todo corpo! 

Assim, ela auxilia o gato a se equilibrar, dando a nossos amigos sua elegância tão conhecida! Além de ajudar na locomoção, a cauda ainda é uma forma de comunicação. A partir de seu movimento e posição, os bichanos podem transmitir diversas mensagens. Fique atento à cauda do gato se quiser melhorar a comunicação! 

gato deitado em calçada

Conhecendo 16 curiosidades sobre a anatomia do gato ficamos ainda mais apaixonados por nossos filhos de quatro patas, não é mesmo? E, se você quiser saber outras curiosidades e dicas de saúde e bem-estar, não deixe de conferir os conteúdos do blog da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *