Cachorro roncando: o que pode ser e quando se preocupar

Postado por PETZ, em Atualizado em Nov 4, 2020

Cachorros
Cachorro roncando: o que pode ser e quando se preocupar
Tempo de leitura: 4 minutos

A situação divertida no início, mas um cachorro roncando pode acabar atrapalhando a noite de sono dos tutores. Não só por causa do barulho, mas principalmente pela preocupação com a saúde do amigo de quatro patas quando este demonstra dificuldade para respirar.

cachorro filhote dormindo

Resultado do estreitamento das vias respiratórias, que dificulta a passagem de ar, cachorro roncando nem sempre está associado a problemas de saúde. Mas é bom ficar atento: dependendo da frequência e da intensidade, ele pode ser sinal de alergias, presença de corpos estranhos e até de neoplasias.

Cães braquicefálicos, os campeões do ronco

Facilmente reconhecidos por seu focinho achatado, os cães braquicefálicos estão entre os que mais roncam durante a noite. Isso ocorre pois, devido à anatomia, as raças com a característica já possuem vias aéreas mais estreitas, provocando o ruído.

De acordo com a Dra. Juliana Sanz, médica-veterinária da Petz, entre as raças de cães que mais roncam estão: Pug, Buldogue inglês, Buldogue francês, Boston Terrier, Chow-Chow, Mastiff inglês, Boxer, Shih-Tzu, Pequinês, entre outras.

O estreitamento das vias aéreas nasais nos cães braquicefálicos é causada por três alterações anatômicas principais: estenose nasal (estreitamento das narinas com cartilagem flexível), prolongamento do palato mole e eversão de sáculos laríngeos.

É importante destacar que apesar de característico, o ronco de cães de raças braquicefálicas também deve ser investigado. Dependendo do grau das alterações, elas prejudicam a qualidade de vida do cachorro. Nesse sentido, quanto mais curto é o focinho, maiores são as chances de o pet ter mais dificuldade para respirar. 

Atualmente, diversos defensores da causa animal alertam para os malefícios de cruzamentos seletivos a fim de obter filhotes com os focinhos cada vez mais achatados. Faça a sua parte e evite criadores que estimulam a prática nociva. 

Outras causas possíveis para o ronco de cachorro

Além de alterações anatômicas muito comuns em cães braquicefálicos, outros fatores podem levar ao estreitamento das vias aéreas, provocando o ronco. Isso pode atingir todos os cães, independentemente da raça. Entre os motivos do porque cachorro ronca, podemos citar:

  • Corpos estranhos: em geral, ao aspirar algum material que não deveriam, os cães espirram para expulsá-lo. Quando não conseguem e o material fica preso nas vias nasais, ele pode provocar uma infecção, aumentando a obstrução;
  • Alergias: da mesma maneira que corpos estranhos, a hipersensibilidade a alguma substância, como o pólen das flores, também pode levar a uma reação do organismo, com produção de secreção e estreitamento das vias aéreas;
  • Tumores nasais: mais frequentes em determinadas raças, como Pastor alemão, os tumores benignos ou malignos na cavidade nasal também deixam o cachorro roncando muito;
  • Gripes e resfriados: os sintomas da gripe canina são muito semelhantes aos da gripe em seres humanos, com secreção de muco e congestionamento das vias nasais que, por sua vez, levam ao estreitamento e ao ronco,
  • Obesidade: além de sobrecarregar órgãos como fígado e coração, e estruturas como as articulações, o excesso de peso ainda dificulta a respiração dos cães, provocando o ronco de cachorro.

Essas são só algumas das causas para cachorro roncando. Conforme explica a Dra. Juliana, outros diversos fatores podem estar associadas a ele, como disfunções da glândula tireoide. Além de cachorro roncando ao respirar, fique atento também a outros sintomas, como secreções, fraqueza, falta de apetite, etc.

cachorro bocejando

O que fazer para diminuir o ronco do cachorro?

“Sempre podemos fazer algo para amenizar o ronco”, diz a veterinária. “Se a causa for um palato mole muito alongado, por exemplo, existe cirurgia para a correção”, continua.

“Quando a causa for a obesidade, é necessário fazer o controle nutricional do pet com a ajuda do médico-veterinário. Tudo vai depender da causa para cachorro roncando”. Em caso de ronco frequente e intenso, procure um veterinário com urgência. 

Além disso, algumas medidas simples adotadas no dia a dia também podem ajudar a facilitar a respiração e, consequententemente, melhorar o bem-estar do cachorro que ronca, como: 

  • Mantenha o ambiente e os acessórios usados pelo pet, como caminha e cobertores, sempre limpos. Ácaros e poeira contribuem para as alergias que podem causar a obstrução das vias aéreas;
  • Na hora da limpeza, evite o uso de produtos com cheiro muito forte. Eles também podem irritar as narinas, provocando o estreitamento;
  • Certifique-se de manter o cachorro sempre em local fresquinho e arejado;
  • Ofereça uma alimentação equilibrada, de acordo com as orientações do veterinário;
  • Estimule o cachorro a fazer atividade física. Além dos passeios na guia, você pode propor brincadeiras como esconde-esconde ou pega-pega, 
  • Leve o cachorro para um check-up no veterinário pelo menos uma vez por ano. Fazer um acompanhamento do estado de saúde do pet é a melhor maneira de identificar alterações ainda em estágios iniciais. 

Em alguns casos, a posição adotada pelo pet ao dormir também pode acabar obstruindo as vias aéreas. Nesses casos, os roncos tendem a ser menos frequentes. O uso de um travesseirinho para cães que ajude a manter a cabeça do cachorro elevada pode amenizar os roncos. 

cachorro dormindo no colo de tutora

Gostou de saber as possíveis causas de cachorro roncando e como ajudar a melhorar a respiração do cão? Aqui no blog da Petz, você encontra outros conteúdos que melhoram a qualidade de vida do peludo. Confira!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *