Linguagem dos cachorros: descubra o que cada posição significa

Postado por PETZ, em Atualizado em Jul 16, 2019

Bem-Estar
Linguagem dos cachorros: descubra o que cada posição significa
Tempo de leitura: 4 minutos

Você já ouviu falar que os cães são animais sociais? Em biologia, são chamadas dessa forma todas as espécies capazes de interagir e de se comunicar entre si. Para isso, elas utilizam diferentes tipos de linguagem dos cachorros.

No caso da linguagem corporal canina, cada vez mais estudos comprovam que ela é bem mais complexa do que imaginávamos. E, incluem não apenas os latidos, como também posições e até mesmo movimentos de sobrancelha!

A seguir, vamos conhecer mais sobre a linguagem corporal dos cães, posições e como interpretar os sinais de seu amigo!

Como interpretar a linguagem dos cachorros?

Antes de falar sobre o significado de cada posição, é importante destacar que a linguagem canina envolve uma série de fatores que devem ser analisados em conjunto.

Por exemplo, é comum associar o balançar do rabo de cachorro com alegria. No entanto, dependendo da posição do corpo e da intensidade do movimento, ele também pode representar agitação ou curiosidade.

Conhecer bem o seu pet, ajuda a interpretar o significado das reações dos cachorros melhor forma possível.

6 posições caninas e seus significados

Ainda que não possa ser analisada de forma isolada, a comunicação visual canina por meio das posições é uma importante ferramenta para nos passar uma mensagem.

“Esta habilidade é inata na espécie canina, e a sua correta interpretação pode nos auxiliar a melhorar a interação com os cães. A buscar melhores técnicas de adestramento, diminuir a agressividade a até os casos de rejeição de pets por mau-comportamento”, diz à médica-veterinária da Petz, Dra. Mari Sui Sato.

Abaixo, explicamos o possível significado de algumas posições como os cachorros se comunicam:

Linguagem dos cachorros: Corpo rígido

  • Tradução: “Opa, tem alguma coisa acontecendo aqui! Melhor ficar alerta.”
  • Variações: Pode ocorrer com o corpo reto ou levemente inclinado para frente. Neste último caso, é sinal que de que o pet interpretou a novidade como ameaça.
  • Como agir: Para evitar latidos ou agressividade, ao perceber que o pet está nessa posição, procure tranquilizá-lo chamando a atenção dele para outra coisa, como brinquedos ou petiscos.

Comunicação canina: corpo curvado com rabo entre as pernas

  • Tradução: “Estou com medo.”
  • Variações: Além de se encolher, o pet também pode se afastar e se esconder em um abrigo, como em sua caminha ou embaixo do sofá.
  • Como agir: O primeiro passo é identificar a causa do medo para agir diretamente sobre ele. Por exemplo, acostumando o pet a barulhos altos. Vale lembrar que o corpo encolhido também pode ser sinal de dor. Em caso de suspeita, consulte um veterinário!

O que o peludo quer dizer? patas dianteiras reclinadas (sem rosnados ou latidos)

  • Tradução: “Vamos brincar? Eu estou pronto!”
  • Variações: Quando feito de forma espontânea para alguém ou para outro cachorro, é um cumprimento ou convite para brincar. Já quando você está com um brinquedo e ele faz isso, olhando fixamente para as suas mãos, a mensagem é: “vamos logo com isso!”
  • Como agir: Aceite o convite e brinque com o seu amigo! Ou, se o convite foi feito para outro cachorro, observe como este reage. Caso demonstre medo ou agressividade, é melhor afastar-se com seu filho de quatro patas para evitar brigas.

Entenda seu cão: patas dianteiras reclinadas (com rosnados ou latidos)

  • Tradução: “Estou muito nervoso, melhor você se afastar. Ou vai encarar?”
  • Variações: Independentemente da posição das patas, se o pet está latindo ou rosnando, é sinal de que está irritado e prestes a atacar.
  • Como agir: Em geral, latidos e rosnados são as últimas vias utilizadas pelos cães antes de um ataque. Portanto, se seu amigo está agindo assim, procure identificar a causa da agressividade. Se o comportamento persistir, procure um adestrador.

Linguagem dos cachorros: deitado e olhando ao seu redor

  • Tradução: “Por favor, me deixe quietinho por um momento”.
  • Variações: Se quando você for mexer com o pet, ele se deitar, é porque prefere ficar sossegado naquele momento. Isso vale para quando ele deita no chão ou mesmo na própria caminha.
  • Como agir: Respeite o espaço e a vontade de seu companheiro! Dessa forma, você evita que ele fique estressado, ansioso ou agressivo.

Linguagem dos cães: coceiras sem a presença de dermatites ou parasitas

  • Tradução: “Estou ansioso. Vou me coçar para desestressar.”
  • Variações: Pode ocorrer quando o pet está sozinho ou mesmo durante uma interação com outros cachorros ou pessoas.
  • Como agir: Tente identificar a causa da ansiedade. Em geral, para os cães que se coçam sem motivo com frequência, invista no enriquecimento ambiental para estimular comportamentos naturais e entreter o pet.

linguagem-dos-cachorros

“Fazer a observação do cachorro e respeitar a manifestação comportamental dele garante a integridade física e, por que não dizer, psicológica deste indivíduo”, finaliza a Dra. Mari.

Lembrando que, em caso de suspeita de dor ou de problemas de saúde, um veterinário deverá ser consultado. Procure a clínica Petz mais próxima a você!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *