Terapia Assistida por Animais: conheça os peludos que curam!

Postado por PETZ, em 19/07/2021

Curiosidades
Terapia Assistida por Animais: conheça os peludos que curam!

Após um dia cansativo, nada melhor que chegarmos em casa e encontrarmos nossos pets nos esperando, não é mesmo? Alegres, cheios de energia e carinhosos, eles trazem muito amor às nossas vidas, mudando-as para melhor. Por isso, a Terapia Assistida por Animais pode ser muito importante para algumas pessoas.

cachorro com coleira

Não é de surpreender que especialistas utilizem o poder dos pets para curar. Por isso, a TAA (Terapia Assistida por Animais) é uma prática que está ganhando espaço na medicina contemporânea. Conheça mais sobre este método terapêutico e aprenda sobre os pets que curam!

Zooterapia: uma ciência abrangente

A boa relação entre homens e animais existe há milênios! Estudos indicam que, há 12 mil anos, os cachorros foram os primeiros animais a serem domesticados, tornando-se os melhores amigos do homem. De lá para cá, os bichinhos ganharam um papel essencial em nossas vidas, sendo impossível imaginar o mundo sem eles.

A Zooterapia é uma área muito antiga, que estuda os benefícios que o convívio com animais traz para a saúde. Hoje, é uma ciência reconhecida. Uma das principais atividades é a Terapia Assistida por Animais, ao lado da AAA, Atividade Assistida por Animais.

Terapia Assistida por Animais

A terapia com animais é um tratamento sensível, que precisa do acompanhamento de profissionais de saúde. Qualquer espécie de pet que passe por um preparo físico e não apresente risco para o paciente pode participar, desde que tenha sido treinado e educado para isso. 

Os pets utilizados na terapia assistida com animais são tão importantes para a melhora da saúde do paciente que recebem o título de “co-terapeutas”. Eles trabalham lado a lado com o profissional da saúde, ajudando nos tratamentos para diversas doenças e condições.

Benefícios da Terapia Assistida por Animais

O contato com o pet gera identificação por parte do paciente e, consequentemente, há uma melhora no quadro de saúde. Entre os pets mais utilizados, a terapia assistida por cães é a mais popular, mas outros bichinhos também podem participar da atividade, como gatos e coelhos.

Alguns estudos mostram que, após 15 minutos de convivência com animais, pacientes demonstram uma melhora significativa de saúde, como a diminuição da ansiedade, da pressão arterial, da alta frequência cardíaca, de triglicérides, do colesterol, do estresse e da depressão.

gatos de coleira

Agora, é mais fácil entender porque ficamos tão felizes ao ver nossos pets, não é mesmo? Se apenas 15 minutos com animais já promovem essa série de benefícios, imagine uma convivência diária.

De acordo com especialistas, em médio prazo, a terapia assistida por animais pode melhorar diversos aspectos essenciais para nós, humanos, como:

  • socialização;
  • comunicação;
  • memória;
  • concentração;
  • afetividade;
  • autoestima;
  • estabelecimento de vínculos;
  • prática de atividades físicas.

Impressionante, não é mesmo? Além disso, a Terapia Assistida por Animais praticamente não tem contraindicação, então muitos podem se beneficiar desse tratamento.

Qualquer pet pode participar de terapias assistidas por animais?

Apesar de serem muito inclusivas, não são todos os pets que podem participar das TAAs. Como vimos, os cachorros são muito utilizados em diversos casos. Gatos também são populares, especialmente para socialização de pessoas idosas em casas de repouso. 

Mesmo assim, é importante lembrar que todos os animais que participam das TAAs devem passar por um rígido controle de saúde. Entre os cuidados necessários, os pets precisam estar com a vacinação e a vermifugação em dia, não ingerir leite nem carne crua e obedecer comandos de controle.

Além disso, os pets não podem ter parasitas e devem tomar banho no dia em que for participar de uma sessão. As unhas devem estar aparadas, enquanto as visitas ao médico-veterinário são regulares para garantir a melhor saúde de todos envolvidos.

Outra curiosidade é que pets muito novos ou mais idosos não podem participar. Isso porque os mais jovens são energéticos e possuem unhas afiadas. Já os mais velhos se cansam com facilidade e podem ficar muito debilitados após uma visita.

Meu pet pode participar de terapias?

Se você se apaixonou pela terapia assistida por animais e gostaria de participar, saiba que seu filho de quatro patas pode ser um pet que cura! Porém, é importante ressaltar que os bichinhos terapeutas precisam passar por um treinamento prévio, além de inspeções regulares de saúde. 

Para isso, há ONGs que fazem o cadastro e toda a preparação do pet voluntário para ele levar alegria a outras pessoas! Se essa é uma área do seu interesse, e você acredita que o seu bichinho pode fazer parte do time de TAA, procure uma instituição!

pessoa com cachorro

Gostou de aprender mais sobre esse verdadeiro superpoder que os nossos peludos têm? Então, continue acompanhando o blog da Petz para conhecer cada vez mais o mundo dos bichinhos!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *