Cachorro antissocial: o que fazer quando o pet não gosta de visitas

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 5, 2020

Cães
Cachorro antissocial: o que fazer quando o pet não gosta de visitas
Tempo de leitura: 4 minutos

Para quem gosta de receber visitas, conviver com um cachorro antissocial pode ser um baita problema. Enquanto alguns pets se recolhem por medo, desaparecendo de vista, outros podem apresentar comportamentos agressivos, rosnando ou até mordendo as visitas.

cachorro deitado em tapete

Na hora do problema, algumas medidas ajudam a contornar a situação, de modo a torná-la menos constrangedoras. Porém, para resolver de vez a questão do cachorro antissocial, é preciso haver mudanças também no dia a dia. Nesse sentido, um dos primeiros passos é descobrir o que leva seu amigo a receber tão mal seus convidados!

Afinal, por que alguns cachorros são antissociais com as visitas?

Existem diferentes maneiras com que um cachorro pode receber mal as visitas. Entre elas, a mais desagradável é, sem dúvidas, quando o pet rosna ou morde seus convidados. Mas só quem já passou por isso sabe até que ponto o comportamento dos cães se torna constrangedor.

Pulos eufóricos que sujam a roupa das visitas, latidos à mesa e até a “cópula” com a perna das pessoas são alguns bons exemplos disso. Identificar quais são esses comportamentos é importante, pois eles nos ajudam a determinar a origem do problema. Dessa maneira, fica muito mais fácil resolvê-lo. 

Muitas vezes, atitudes que se tornam constrangedoras na frente das visitas são toleradas e até incentivadas no cotidiano do pet. Como exemplo, muitos tutores gostam de ser recebidos em casa com pulos de alegria ou têm o hábito (perigoso) de dar pedacinhos de comida ao cachorro quando estão à mesa.

Se o pet faz isso rotineiramente, por que haveria de mudar nos dias de visita? Lembre-se de que cães não têm esse discernimento. Para eles, o que é permitido hoje é permitido sempre. Nesses casos, se não quiser ficar sem graça toda vez que receber visitas, o jeito é mudar o adestramento no dia a dia. 

Outra situação, mais grave, é quando notamos o cachorro agressivo com as visitas, chegando até mesmo a mordê-las. Na maioria das vezes, isso ocorre quando o pet não foi devidamente socializado. 

Para resolver o problema, é recomendado buscar a ajuda de um veterinário e um adestrador que ajude o cachorro tímido a perder o medo de outras pessoas e animais. 

Como você age quando tem visitas influencia o comportamento canino!

Digamos que quando está sozinho ou com a família em casa, você passe boa parte do tempo dando atenção para o cachorro. Faça carinho quando ele passa, segure-o no colo, ofereça petiscos e brinque com ele descompromissadamente. Eis que chega uma visita na sua casa e, de repente, você não dá a menor bola para o seu amigo.

Nessas circunstâncias, as visitas se tornam um verdadeiro estorvo para os pets. É capaz de você notar o cachorro querendo atenção muito mais do que o normal na presença de visitas. Junte a isso o fato de muita gente ter vergonha de dar bronca na frente dos convidados e pronto! É o cenário perfeito para a malcriação canina. 

dalmata com tutora

O que fazer para acabar com a malcriação canina em dia de visitas?

Como já dissemos, muitos desses comportamentos indesejados em dia de visitas devem ser corrigidos sistematicamente no dia a dia. É o caso do cachorro bravo, com socialização inadequada, ou que pula nas pessoas quando elas chegam em casa. 

Ao se questionar “o que fazer quando meu cachorro quer atenção o tempo todo”, a dica é ignorar o pet quando chegar em casa. Dando atenção a ele somente quando ele se acalmar. Já para a agressividade, procure um especialista em comportamento canino.

Vai receber visitas em breve e não terá tempo de adestrar o pet a longo prazo? Existem algumas formas de manter a situação sob controle. Veja o que fazer quando o cachorro quer chamar atenção:

  1. Quando a visita chegar, peça para que ela só dê atenção ao seu amigo quando ele se acalmar. Se ele pular nela, peça para que ela se vire de costas;
  2. Uma vez que ele tenha se acalmado, não ignore completamente o pet! Ao invés disso, procure agir como de costume, brincando e fazendo carinho de vez em quando;
  3. Fique atento e se antecipe a possíveis comportamentos indesejados. Percebeu que o pet vai montar na perna de alguém? Seja firme ao dizer não e chame a atenção do cachorro para outra coisa mais interessante. Quanto antes você agir, mais fácil será para distrair o cachorro;
  4. Em tempo, tenha um brinquedo ou petisco sempre à mão para chamar a atenção do cão quando necessário,
  5. Deixe diferentes tipos de brinquedo disponíveis para o pet brincar. Mordedores, brinquedos recheáveis e até quebra-cabeças são boas opções para afastar o tédio. Assim, seu amigo ficará menos tentado a causar problemas.

Para terminar, saiba que as visitas também podem receber algumas orientações a fim de evitar transtornos. Especialmente quando se trata de visitas com crianças, peça para que se aproximem do pet com tranquilidade. Ensine-as o jeito certo de segurar e de fazer carinho no seu amigo e tenha sempre alguém supervisionando a interação.

cachorro deitado com olhar triste

Com adestramento e alguns cuidados, seu cachorro anti social pode, sim, vir a se tornar um grande anfitrião! Para mais dicas de cuidados, adestramento e curiosidades sobre cães e outras espécies, confira mais conteúdos aqui no blog da Petz.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *