5 dicas de como falar com gatos

Postado por PETZ, em Atualizado em Jul 9, 2020

Dicas
5 dicas de como falar com gatos
Tempo de leitura: 5 minutos

Os bichanos possuem uma personalidade única e especial. Por isso, a comunicação pode ser um pouco diferente, levando muitos tutores a se perguntarem como falar com gatos

gato no colo da tutora

Apesar do jeitinho característico dos bigodudos, conversar com eles não é difícil. Seguindo algumas dicas, você poderá desenvolver uma relação mais forte e confiável com seu amigo. Se você está se perguntando como falar com gatos, continue lendo. Separamos cinco dicas para melhorar a comunicação! 

O primeiro passo sobre como falar com gatos: entenda os bichanos

Para melhorar a comunicação com os pets, o primeiro passo é saber como entendê-los. O Dr. Ítalo Teixeira, médico-veterinário da Petz, comenta que um olhar atento é capaz de perceber as mensagens que os bichanos passam. 

Os miados, a postura corporal e o movimento da cauda são os principais elementos utilizados na comunicação”, afirma. Conhecer esses sinais é muito importante quando falamos sobre como falar com gatos. Afinal, o objetivo é estabelecer uma melhor comunicação e, para isso, é fundamental compreender as respostas do bichanos. 

Miado 

O miado é, talvez, a forma de comunicação mais conhecida dos gatos. Mas você sabia que cada tipo de miado tem um significado diferente? Para aprender a falar com gatos, é importante aprender o que cada um quer dizer: 

  • Miado curto: uma pequena saudação, como um “oi” ou “olá”; 
  • Muitos miados curtos: sinal de alegria e felicidade;
  • Miado longo e baixo: um pedido, geralmente comida ou água, 
  • Miado longo e alto: uma chamada de atenção, geralmente quando o bichano está irritado. 

Postura corporal 

A posição do corpo do bichano também diz muito sobre seu humor. Fique atento a esses sinais para saber como falar a língua dos gatos. Assim, você entende a mensagem que o pet está tentando passar e conseguirá atendê-lo sem grandes dificuldades.

  • Deitado com a barriga para baixo: relaxado e descansando; 
  • Deitado com a barriga para cima: confiante e brincalhão;
  • Sentado: tranquilo e calmo; 
  • Sobre as quatro patas: atento e interessado,
  • Corpo arqueado: com medo e agressivo. 

Cauda

Por fim, para aprender como falar com um gato é fundamental saber observar a cauda do bichano. Ela dá dicas sobre o humor e o estado de saúde do pet. Nesse caso, você perceberá o que incomoda ou não o amigo peludo:

  • Rabo ereto: preocupado e ansioso; 
  • Rabo relaxado e com movimentos longos: tranquilo, 
  • Rabo relaxado e com movimentos curtos: animado. 

Agora que você aprendeu de maneira simples e direta, como entender o bichano, pode aprender como falar com os gatos de forma mais efetiva! Continue lendo para aprender cinco dicas infalíveis.

patinha de gato na mão de tutora

1. Fale em um tom adequado

Os bichanos podem até não entender português, mas eles conseguem perceber muita coisa pela entonação da voz. Por isso, é importante estar atento a esse quesito na hora de conversar com gato

Uma fala baixa e suave vai mostrar para ele que está tudo bem, deixando-o mais calmo e acessível. Sendo assim, esse tipo de conversa é ótimo para momentos de carinho e diversão. 

Entretanto, se o gato ouvir uma voz mais alta e agressiva, pode pensar que há algo errado! Dessa forma, vai ficar mais intimidado e assustado. Por isso, é importante estabelecer qual a mensagem que você pretende passar e adequar seu tom de voz à sua intenção. 

2. Utilize o reforço positivo

Muita gente acredita que os bichanos não respondem ao seus tutores. Porém, o Dr. Ítalo explica que isso não passa de um mito. “Os gatos podem, sim, atender a certas ordens e, inclusive, respondem ao próprio nome”, comenta. Porém, o especialista ressalta a importância do reforço positivo nesse processo. 

“Se não houver reforço, é difícil conseguir uma resposta do felino”, comenta. Para atingir o resultado esperado, faça o seguinte exercício: chame o peludo e, quando ele responder, agrade-o com carinho ou com um petisco. Em pouco tempo, você aprenderá como falar com seu gato e ele estará atendendo aos chamados naturalmente! 

3. Tenha palavras-chave

Ao estabelecer um processo de comunicação com o felino, é importante ter palavras-chave cujo significado ele compreenda bem. O “não” é um bom exemplo. Como todo pai ou mãe de pet sabe, muitas vezes precisamos falar não para os filhos de quatro patas. 

Porém, o Dr. Ítalo reforça a importância de falar esse termo de forma simples, clara e decidida. Se quando o pet faz algo errado ele ouve: “não”, “sai” e “passa”, ele ficará confuso sobre esses comandos. O especialista destaca, entretanto, que não é preciso gritar ou ter agressividade. Basta um não forte, claro e firme para o bichano entender a mensagem. 

4. Pense em sua postura corporal 

Outro ponto importante quando pensamos como falar com gatos é a postura corporal. Precisamos lembrar que somos bem maiores que os bichanos. Por isso, um movimento brusco ou uma postura ameaçadora podem intimidar o bichano. 

Para evitar problemas, o Dr. Ítalo explica que é recomendado falar na altura do pet. Dessa forma, ele não se sentirá ameaçado e estará mais aberto ao diálogo. Também fique atento ao fazer carinho no peludo. Aproxime a mão com calma, demonstrando que não há nenhum risco para o gatinho. 

5. Pisque para demonstrar carinho

Pode parecer curioso, mas uma das formas mais efetivas de demonstrar carinho por seu bichano é piscando. Estudos demonstram que quando um felino pisca para outro, ele está manifestando carinho e confiança. Isso porque os gatos, como sabemos, são predadores na natureza. 

Por isso, estão sempre muito atentos aos possíveis perigos e ataques. Assim, quando o peludo pisca ele está dizendo “confio em você e sei que não irá me atacar”. Como forma de carinho, você pode responder à confiança, piscando demoradamente para seu bichano. Ele certamente vai entender o recado e retribuir com mais afeto. 

As cinco dicas sobre como conversar com gatos se aplicam para pets de diferentes perfis e idades. Entretanto, vale destacar que ninguém conhece seu bichano melhor que o próprio tutor! 

cachorro recebendo carinho

Agora que você sabe como falar com gatos, acesse o blog da Petz e confira outras dicas a fim de melhorar o relacionamento com seu amigo de quatro patas!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *