Compostagem doméstica: aprenda os benefícios desta prática

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 15, 2020

Curiosidades
Compostagem doméstica: aprenda os benefícios desta prática
Tempo de leitura: 6 minutos

A compostagem doméstica é uma excelente prática para quem ama jardinagem e se preocupa com o meio ambiente. Afinal, esse processo natural ajuda a decompor o lixo doméstico e ainda contribui para um ambiente mais saudável!

Apesar de possuir tantos benefícios, a compostagem doméstica não é tão conhecida. Por sorte, preparamos um guia com tudo o que você precisa saber para botar a mão na massa e começar sua própria prática! Se interessou? Continue lendo para aprender mais sobre o assunto!

O que é compostagem doméstica?

A compostagem doméstica é uma forma de aproveitar a decomposição natural do lixo orgânico. O processo, basicamente, envolve decompor itens como restos de frutas e sobras de alimentos, transformando-os em adubo em um ambiente controlado.

Contudo, a técnica transforma lixo em algo novo, a compostagem feita em casa também é chamada de “reciclagem de resíduos orgânicos”. E os benefícios não param por aí! Além de ser ótima para o meio ambiente, a composteira doméstica ainda gera adubo, o que pode ser excelente para os fãs de jardinagem.

O chorume deve ser controlado para não contaminar o meio ambiente. Entretanto, tem potencial para ser um potente fertilizante. Com o conhecimento certo e muito cuidado, é possível realizar compostagem doméstica de maneira fácil e prática.

Como a compostagem ajuda o meio ambiente?

Atualmente, há uma preocupação com o meio ambiente e as consequências da poluição. Cientistas e estudiosos alertam para os riscos gerados devido a uma má manutenção de nossos resíduos. Por isso, é importante buscar formas de contribuir com a saúde do nosso planeta.

A compostagem já é de grande ajuda para isso. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, em 2015 os lares brasileiros geraram 32 milhões de toneladas resíduos orgânicos. Apesar desse material se decompor facilmente, ele gera gás metano. Esse elemento contribui para a destruição da camada de ozônio e para o aumento da temperatura global, causando o chamado efeito estufa.

Além disso, o acúmulo de lixo gera o chorume, que pode contaminar o solo e os lençóis freáticos. O uso de composteira domestica pequena ou grande ajuda a diminuir o impacto do lixo orgânico. Se cada casa cuidar de seus próprios resíduos em um ambiente controlado, a liberação de elementos tóxicos se torna bem menor.

Apesar dos benefícios, essa prática é pouco difundida no Brasil. Segundo dados, apenas 1,5% do lixo doméstico do país é reciclado, contra 28% dos Estados Unidos e 68% da Índia. Por esse motivo, diversas entidades vêm divulgando os benefícios da compostagem doméstica e como realizá-la.

Como fazer compostagem doméstica

Para quem se interessou sobre compostagem doméstica, saiba que não é difícil adotar essa prática em sua própria casa. Com alguns itens simples e comuns, você também pode auxiliar o meio ambiente e se beneficiar dos frutos da compostagem.

Para isso, você vai contar com a ajuda de valiosas amigas do meio ambiente: as minhocas!

Composteira de minhocas

A compostagem doméstica com minhocas é o método mais popular atualmente. Com os itens corretos, é possível fazer compostagem até em apartamento!

Basicamente, a composteira de minhocas tem três compartimentos, que são como grandes caixas. Elas ficam organizadas uma sobre a outra e cada uma tem uma função.

Como organizar a compostagem?

1. A caixa superior será destinada a receber o lixo orgânico. Por isso, ela deve ter o fundo com pequenos furos, para permitir que as minhocas passeiem. No fundo, é preciso que hajam folhas e gravetos de forma que não atrapalhe a circulação de ar.

No entanto, acima dessa camada, você deve colocar uma camada de terra. Como a caixa ainda receberá mais resíduos, a terra não pode chegar até o topo. É recomendado deixar gravetos e folhas que podem ser misturados aos resíduos para facilitar a oxigenação e evitar mau cheiro.

2. A caixa intermediária será a casa das minhocas. Agentes importantes na decomposição, elas serão suas melhores amigas na compostagem doméstica. A tampa e a base também devem ter furos. No entanto, o fundo precisa de um filtro para impedir que a terra e as minhocas escapem para o outro pavimento. O ideal é uma rede fina e permeável.

Esse compartimento deve ser preenchido com terra e muitas minhocas, que transitarão para a caixa de cima para decompor os resíduos. Por isso, com o tempo, na caixa intermediária, será produzido o rico e valiosíssimo húmus de minhoca, um potente adubo para plantas.

3. A caixa de baixo será exclusiva para armazenar o chorume, líquido da decomposição dos resíduos orgânicos. Porém, a tampa também deve ter orifícios para que o chorume desça sem problemas, mas seu fundo precisa ser impermeável.

Mas, na base da última caixa é recomendado conter uma torneirinha, para retirar o chorume de tempos em tempos. Dessa forma, é possível preparar um excelente tônico, que pode ser utilizado para regar plantas. Seu jardim ficará mais saudável e vistoso com essa vitamina especial.

Lembrando que, fora os furos que você fizer, as caixas devem ser impermeáveis e opacas. As minhocas adoram o escurinho dentro da composteira, e isso acelera o processo de decomposição dos resíduos. Se você achou complicado fazer uma composteira doméstica, não se preocupe.

Composteira para comprar

É possível encontrar composteira doméstica e comprar em lojas físicas ou online. Por isso, o produto já é preparado para receber o lixo e, em alguns casos, vem até com minhocas para ajudar sua compostagem.

Contudo, você pode comprar o preço da composteira doméstica e escolher a que estiver mais em conta.

O que colocar na composteira

Entre os itens que podem ir na composteira, podemos destacar:

  • Legumes;
  • Verduras;
  • Frutas não cítricas;
  • Saquinhos de chá;
  • Casca de ovo;
  • Borra de café;
  • Folhas secas,
  • Restos de jardim.

No entanto, lembre-se que esse é um sistema pequeno, que não tem capacidade para lidar com a decomposição de todo o lixo comum. Outros resíduos, como carnes, alho, cebola e papel higiênico devem ficar longe de sua composteira.

As frutas cítricas, como o limão e a laranja, também precisam ser adicionados com moderação. A acidez em excesso pode prejudicar a saúde das minhocas.

Compostagem doméstica: uma atitude para o futuro

Apesar da compostagem doméstica possuir diversos benefícios e pontos positivos, ter uma composteira em apartamento ou casa é uma atitude consciente. Portanto, cuidar de nossos próprios resíduos demonstra uma preocupação com o nosso planeta e um comprometimento com o futuro.

Além do lixo comum, é importante lembrar de separar o lixo reciclável e procurar o sistema de coleta seletiva de sua região. Por isso, pequenas atitudes como essas podem fazer a diferença para as futuras gerações. Tem alguma sugestão de prática sustentável? Conte para nós da Petz nos comentários!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *