Saiba os tratamentos e como evitar verme em gatos

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 5, 2020

Dicas
Saiba os tratamentos e como evitar verme em gatos
Tempo de leitura: 4 minutos

Bichanos são conhecidos por sua higiene e cuidado. Entretanto, os vermes em gatos podem ser contraídos inclusive pelos pets mais asseados. Isso porque os parasitas provêm de diferentes locais e, muitas vezes, estão dentro de nossa própria casa! 

gato laranja deitado no chão

Porém, não se preocupe. Com os cuidados corretos, você pode aprender como tratar um pet doente e, principalmente, evitar complicações. Continue lendo para saber mais sobre vermes em gatos. 

O que são vermes?

Você provavelmente já ouviu falar de vermes em gatos, não é mesmo? Mas será que realmente sabe o que é esse problema? O Dr. Ítalo Oliveira, médico-veterinário da Petz, explica que os vermes são animais que pertencem a um tipo de classificação específica, com certas características. 

Seus traços incluem corpo achatado e ausência de membros. Um fato peculiar sobre esses animais é que eles podem viver em diferentes ambientes, como terra, água ou até mesmo dentro de outro organismo! 

É o caso dos vermes em gatos, que trazem complicações para a saúde de nossos amigos. Diversas espécies podem atacar os bigodudos, e a melhor forma de combatê-las é conhecendo mais sobre o assunto.

Tipos de vermes em gatos

Os vermes são um tipo especial de parasitas. Entretanto, há alguns que atacam os bichanos com mais frequência, principalmente devido ao ambiente. O Dr. Ítalo explicou um pouco mais sobre os principais tipos de vermes em gatos

Tênia

Há diversas espécies de tênias e algumas delas podem infectar os felinos. Uma das mais comuns é a Dipylidium caninum, que, apesar de ser conhecida como tênia canina, também pode atacar os gatos

A contaminação se dá através da ingestão de uma pulga infectada. Como os gatos adoram se lamber, engolir uma pulga acidentalmente é comum. As tênias então se alojam nas paredes do intestino e ali começam a crescer, alimentando-se dos nutrientes ingeridos pelo pet. 

Lombriga

Também conhecidas como vermes planos, as lombrigas também representam um grupo de diferentes espécies, a mais comum é a Toxocara cati. A contaminação, na maioria das vezes, ocorre entre a mãe e o filho, ainda no útero. 

Entretanto, os bichanos também podem contrair a doença ao entrar em contato com  larvas. Isso pode ocorrer ao morder um rato ou outro animal contaminado, ou ao dividir a caixinha de areia com um pet doente. As lombrigas se alojam no intestino e ali passam a se reproduzir, contaminando outros órgãos do bichano.

gato preto e branco parado

Ancilóstomo

O ancilóstomo, conhecido cientificamente pelo nome Ancylostoma spp, é o causador do ancilostomose. Essa doença é mais comum em cães, mas também pode atacar os bichanos. 

A contaminação pode ocorrer ainda dentro do útero. Outras formas incluem conviver com um pet contaminado e passear em locais públicos. O ancilóstomo se aloja no intestino e passa a se alimentar do sangue do felino, causando diferentes complicações em seu organismo. 

A lista acima contém os principais vermes em gatos. Entretanto, outras espécies também podem atacar os pets. Caso tenha dúvida se o peludo está contaminado, consulte sempre um veterinário. 

Sintomas de vermes em gatos

Como podemos ver, há algumas espécies diferentes desse parasita. Entretanto, o Dr. Ítalo explica que muitos deles causam sintomas semelhantes. Isso porque sua atuação não é muito diferente, já que se alojam no intestino e ali passam a prejudicar a saúde do bichano. Assim, fique de olho se perceber um desses sintomas de verme em gatos:

  • Diarreia; 
  • Perda de peso; 
  • Pelo seco ou áspero; 
  • Vômito; 
  • Sangue nas fezes; 
  • Abdômen inchado,
  • Letargia.

Os sintomas de verme em gato filhote e adulto podem aparecer em um bichano, independentemente do tipo de contaminação. O Dr. Ítalo explica ainda que algumas espécies são visíveis nas fezes ou mesmo em vômitos. Entretanto, para um diagnóstico preciso, o melhor é buscar o auxílio de um especialista. 

Diagnóstico e tratamento

Ao receber um pet com suspeita de vermes em seu consultório, o veterinário vai realizar alguns testes para o diagnóstico. O principal deles é o exame de fezes, mas analisar os sintomas do bichano também pode auxiliar. 

O tratamento envolve o uso de vermífugos e remédio para vermes em gatos, que deverão ser administrados de acordo com a orientação do especialista. O Dr. Ítalo explica que há dois tipos: os comprimidos e as pipetas. Cabe ao veterinário escolher o melhor, dependendo de cada caso. 

Caso se pergunte como tratar vermes em gatos, saiba que é importante lembrar que a higiene é essencial durante o tratamento de parasitas. Como as larvas podem viver nas superfícies por muito tempo, muitos pets se contaminam novamente. Por isso, limpe bem não só a caixinha de areia, como todo o espaço onde o bichano vive. 

Como evitar a doença

A melhor forma de combater vermes em gatos, entretanto, é evitar a doença. Este é um ponto muito importante, pois, como o Dr. Ítalo recorda, algumas espécies de parasitas podem até mesmo contaminar humanos. Por sorte, evitar os vermes não é um processo complexo. 

Com um bom processo de higiene, dieta saudável e acompanhamento veterinário, o filho de quatro patas estará livre de perigo. No caso dos felinos, devemos lembrar que o acesso à rua é a principal causa de diversas doenças, inclusive vermes em gatos. 

Por esse motivo, evite deixar que seu amigo saia de casa e lhe ofereça todas as atividades que ele necessita, criando um estímulo ambiental, e proporcionando-lhe brinquedos interativos. 

gato em fundo preto

Agora que você sabe mais sobre vermes em gatos, confira o blog da Petz e tenha acesso a muitos outros conteúdos de saúde e bem-estar pet!  

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *