Alimentação das aves: tire suas dúvidas

Postado por PETZ, em Atualizado em Jan 3, 2019

Aves
Alimentação das aves: tire suas dúvidas
Tempo de leitura: 4 minutos

Já ouviu falar que alguém “come feito um passarinho”? Bastante popular, a expressão costuma ser usada para descrever alguém que come um pouquinho de cada coisa, sempre em pequenas quantidades. Mas, você já se perguntou se isso, de fato, corresponde à alimentação das aves?

Como de costume, a sabedoria popular tem lá seu fundo de verdade. Donas de um metabolismo muito rápido, as aves necessitam de constantes reposições de energia. Além disso, a alta capacidade de adaptação delas contribuiu para que muitas aves sejam capazes de se alimentar de quase tudo: frutas, legumes, sementes, minhocas e até pequenos insetos! Embora, claro, cada espécie tenha suas necessidades específicas.

Por conta do cardápio variado e a classificação das aves, não é de estranhar que tanta gente tenha dúvidas quanto à alimentação das aves criadas em casa. Aqui nós esclarecemos algumas delas!

 

Dieta das aves: Quais são os nutrientes necessários para as aves?

O fato de, na natureza, muitas aves se alimentarem de diferentes tipos de alimento não é mera coincidência. Isso ocorre porque, assim como a gente, elas também dependem de diversos nutrientes que, na natureza, só são obtidos em diferentes tipos de alimento.

Como exemplo, enquanto uma minhoca pode servir principalmente como fonte de proteína, a semente de girassol contribui bastante para as doses diárias de lipídios. Mas, isso não quer dizer que um mesmo alimento não tenha mais de um nutriente. Na verdade, cada alimento é composto tanto por macro quanto por micronutrientes.

Parte do grupo de macronutrientes, proteínas, lipídios e carboidratos servem como fontes de energia, utilizadas em todas as funções vitais do organismo, como respiração, circulação, renovação celular, entre outras. Já os micronutrientes também são essenciais, mas são necessários em quantidades bem menores, como é o caso das vitaminas e dos sais minerais.

Nesse sentido, vale reforçar que cada ave precisa de diferentes quantidades de cada nutriente para se manter saudável, ou seja, a dieta das aves são distintas. Isso, não só por conta da espécie, mas também de acordo com o ambiente e com o estado de saúde de cada indivíduo, como veremos a seguir.

 

Alimentação balanceada: ave na natureza vs ave doméstica

Um dos problemas de “se inspirar” na alimentação das aves na natureza na hora de escolher os alimentos para as aves domésticas é que, mesmo que sejam da mesma espécie, as duas têm necessidades bem distintas.

Para entender, basta pensar em como uma ave com bastante espaço para voar, e que precisa buscar seus próprios alimentos para se alimentar, gasta muito mais energia que uma ave que passa o dia todo na gaiola e tem comida à disposição o dia todo. Ou seja, a mesma quantidade de lipídios pode ser boa para uma, mas contribuir para a obesidade da outra.

Falando nisso, você já deve ter ouvido dizer que o mix de sementes é um ótimo alimento para as aves, não é mesmo?

No entanto, embora espécies granívoras, como os canários, realmente comam muitas sementes, em cativeiro, esse tipo de alimentação se torna muito gorduroso e pobre em nutrientes. Ainda mais porque as aves têm o hábito de selecionar e de comer somente os seus grãos preferidos, geralmente os mais ricos em gordura e menos nutritivos. O resultado é que elas acabam desenvolvendo obesidade e deficiências vitamínicas.

 

Como garantir uma dieta balanceada para a sua ave

A boa notícia é que montar um cardápio adequado para a sua ave doméstica é mais fácil do que parece. Isso porque, hoje em dia, é possível encontrar rações desenvolvidas especialmente para cada espécie, respeitando as necessidades específicas de cada uma delas. Além de levarem em conta o gasto de energia dos pássaros domésticos.

Por serem alimentos extrusados, isto é, que contêm a mesma quantidade de nutrientes em cada uma de suas partículas, essas rações também impedem que a ave selecione seus ingredientes favoritos, o que contribui para uma nutrição completa.

“Então, eu nunca vou poder dar semente, frutas ou legumes para a minha ave?”, você pode estar se perguntando.A resposta é sim, poderá! No entanto, esses alimentos deverão ser dados como petiscos, sempre com moderação.

Além disso, aves em fase de muda de pena, reprodução, filhotes ou com alguma deficiência podem precisar de suplementação. Converse com um veterinário especializado em animais silvestres!

Lembrando que antes de qualquer mudança na dieta do pet, o melhor é levá-lo antes para um check-up a fim de receber mais orientações. Para isso, conte com os veterinários da Petz!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *