Calopsita pode comer abacate? Descubra aqui!

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 10, 2021

Aves
Calopsita pode comer abacate? Descubra aqui!
Tempo de leitura: 2 minutos

Verdadeiro tesouro mexicano, o abacate é considerado atualmente um grande aliado à alimentação saudável. Extremamente nutritivo, o alimento é rico em gorduras benéficas. Mas será que elas também fazem bem para nossas amigas com asas? Calopsita pode comer abacate?

calopsita em cima da gaiola

Além de possuir um teor mais alto de proteínas em comparação a outras frutas, também conta com minerais e outros micronutrientes importantes, como as vitaminas A, B6, C e E. Porém, nem tudo que é bom para uma espécie funciona para outra. Descubra a seguir se calopsita pode comer abacate!

Pode dar abacate para calopsita?

Mas e aí: calopsita pode comer abacate? A resposta é definitivamente não. Isso porque, apesar de ser muito rico em nutrientes necessários ao bom funcionamento do organismo da ave, o abacate conta também com uma toxina fungicida chamada persina. 

Essa toxina é uma proteção natural da fruta contra a ação desses micro-organismos. O problema é que ela é bastante tóxica não apenas para a calopsita, mas para todas as aves e também para outros animais de estimação, como cães.

calopsita com asa aberta

Já para seres humanos, a quantidade de toxina presente no abacate não é suficiente para causar danos à nossa saúde. Ou seja, pode continuar comendo seu creme de abacate ou guacamole sem medo, mas não pode dar abacate para calopsita, combinado?

Sintomas de intoxicação nas calopsitas

Digamos que alguém deu abacate para calopsita acidentalmente. Os sintomas de intoxicação variam de acordo com a quantidade e com a substância tóxica ingerida. No caso do abacate, ele pode provocar vômito, diarreia, alteração da frequência respiratória, falta de coordenação motora, convulsão e até a morte do pet. 

Ao perceber que a calopsita ingeriu algo que não deveria, procure um centro de pronto-atendimento veterinário imediatamente. Vale destacar que quanto mais informações você tiver a respeito do problema, mais fácil será para o profissional definir um tratamento. 

  • Qual foi a substância ingerida?
  • Em que quantidade a substância foi ingerida?
  • Há quanto tempo ocorreu a ingestão?
  • Quais foram os sintomas apresentados até o momento?

Essas são algumas perguntas que você deve tentar responder. O tratamento é principalmente de suporte, de acordo com o estado de saúde do pet. De maneira geral, ele pode incluir soroterapia, uso de laxantes e até internação, em casos mais graves.

Conheça outras substâncias tóxicas para calopsitas

O abacate faz mal para calopsita, mas, além dele, diversos outros alimentos podem provocar intoxicação nas aves. Entre eles, podemos citar: alho, cebola, chocolate, álcool e alimentos com cafeína. 

Algumas frutas para calopsita permitidas ainda exigem cuidados em relação a suas sementes. Por conterem cianeto, as sementes de maçã e de peras devem ser sempre removidas. 

Alimentos de consumo humano, como biscoitos, bolacha água e sal, chips de batata e outros salgados gordurosos não são tóxicos para as aves. Porém, podem desencadear diversos problemas de saúde na calopsita, especialmente quando consumidos com frequência. 

um abacate aberto

Na dúvida, evite oferecê-los à calopsita. Em vez disso, dê preferência a petiscos desenvolvidos especialmente para elas ou aposte em alimentos naturais seguros, como maçã e melão.

Se quiser saber mais sobre a alimentação de seus pets, não deixe de conferir nossos outros conteúdos aqui, no blog da Petz! Temos diversos posts para que seus bichinhos fiquem sempre saudáveis!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *