Penas de aves: qual sua função?

Postado por PETZ, em 31/05/2019

Aves
Penas de aves: qual sua função?

As penas de aves estão entre os elementos mais bonitos da natureza. Afinal, não é à toa que encontramos penas estampadas em roupas, em tatuagens e, claro, utilizadas como adorno. Mas, além de belas, as penas são muito importante para os pássaros.

Isso porque, elas auxiliam nossas amigas a voar e a controlar sua temperatura e hidratação. Por isso, se você é um tutor de pássaros e está querendo aprender mais sobre as penas de aves, veio ao lugar certo!

Penas, uma marca registrada

Todo mundo já encontrou algumas penas de aves exóticas em algum momento. Seja em um parque, na rua, ou mesmo em um adereço. Tutores de aves, então, encontram penas a todo momento! Mas você sabia que as penas são exclusividade das nossas amigas voadoras?

Isso mesmo, os pássaros são os únicos do reino animal que possuem penas! Acredita-se que elas evoluíram das escamas dos répteis até chegar nessa estrutura tão particular. Hoje, as penas são parte dos elementos que caracterizam as aves e são essenciais para esses curiosos animais.

Funções das penas

Que elas são incríveis, ninguém discorda. Mas você sabe a real função das penas? Na verdade, as penas possuem diversas funções! Como recobrem todo o corpo dos pássaros, as penas são destinadas a diferentes atividades:

Camuflagem

Uma das principais funções das penas é a defesa. Você já ouviu uma maritaca e teve dificuldades ao encontrá-la em uma árvore? Isso é a camuflagem. As penas, muitas vezes, são desenvolvidas para confundir o predador e proteger o pássaro.

Voo

As penas compõem as asas das aves e ajudam o pássaro a se estabilizar durante o voo. Elas também servem como propulsoras e, cada vez que o animal bate as asas, ganha mais energia. São como as turbinas dos aviões para os voadores!

Isolante térmico

Essa é uma função que muitos tutores desconhecem. Já percebeu como as aves às vezes ficam fofinhas, como se estivessem estufando o peito? São as penas agindo como isolante térmico! Elas criam uma camada de ar entre a pele e o exterior, mantendo o pássaro quentinho durante os dias mais frios.

Viu só como a pena é mais importante do que parece? Por isso, conhecer mais sobre esta estrutura é uma boa dica para cuidar dos pássaros!

Tipos de pena

As penas vêm em todas as formas, cores e tamanho. E, claro, cada tipo de pena possui uma funcionalidade específica no bem estar das aves. Você já deve ter encontrado penas de todos os tamanhos, não é mesmo? Hoje, os estudiosos dividem as penas em seis tipos. São eles:

Penas de contorno

São as penas mais comuns, que revestem a maior parte do corpo dos pássaros. São longas, finas e compactas, formando uma estrutura bastante firme. Elas auxiliam no voo e também no controle de temperatura do pássaro.

Penas de voo

São as mais utilizadas enquanto as aves estão no ar. São mais longas e um pouco afinadas na ponta. Esse tipo de pena é exclusivo das asas e da cauda do animal. Elas devem funcionar muito bem, pois problemas nas penas das aves dessa estrutura podem prejudicar o voo do animal.

Baixas penas

Essas são penas bem pequenas e fofinhas, com uma aparência mais disforme. São, geralmente, as que mais caem das aves. Elas são úteis na hora de controlar a temperatura.

Semiplumas

Estão entre as plumas e as penas de contorno. Possuem uma estrutura mais definida, mas ainda são fofinhas. Preenchem o corpo do animal e auxiliam a controlar a temperatura.

Cerdas

São penas bem durinhas e pequenas. Estão localizadas próximas ao bico e ao olho, e funcionam como cílios para as aves.

Filopluma

São penas bem pequenas, com uma haste comprida e a ponta emplumada. Servem como sensores nervosos, comunicando o cérebro sobre as informações do mundo exterior.

Como cuidar das penas de aves

Como são tão importantes para nossas amigas voadoras, o tutor de aves precisa saber como cuidar para manter as penas sempre saudáveis e fortes. Por sorte, se você seguir alguns passos simples, poderá garantir a saúde das penas de suas aves. Os principais cuidados com as penas de aves são:

Boa alimentação

Assim como as outras partes do corpo das aves, as penas precisam de uma boa nutrição para se manterem fortes e saudáveis. Ofereça alimentos fabricados especificamente para a espécie de seu pássaro de estimação. Eles possuem os nutrientes necessários para o organismo e para as penas;

Entretenimento

A queda ou muda excessiva de penas pode ser um sinal de estresse. Por isso, ofereça sempre opções de entretenimento para sua amiga voadora. Tenha brinquedos, poleiros e outros itens para ela se divertir. Se for um animal coletivo, considere trazer mais um pássaro para casa, evitando o estresse.

Bom ambiente

Um dos pontos mais importantes para a criação de pássaros é o espaço. Aves precisam de um ambiente amplo para treinarem seus voos e brincarem com liberdade. Além disso, o local deve estar limpo e em uma área protegida das correntes de vento, muito prejudiciais para as aves. Verifique com um especialista se sua gaiola é a mais adequada para seu pássaro.

Siga as orientações e mantenha o bem estar de sua ave

Seguindo estas orientações, sua ave ficará saudável, contente e suas penas ficarão fortes, saudáveis e lindas! As penas não precisam de um cuidado especial: o organismo do animal é inteligente e, se estiver bem tratado, saberá cuidar das penas por conta própria.

Mas, se você precisar de um veterinário especializado em animais silvestres, verifique a disponibilidade dessa especialidade na Petz mais próxima a você e agende já uma consulta!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *