Mau cheiro de cachorro é normal?

Postado por PETZ, em 12/07/2020

Banho e Tosa
Mau cheiro de cachorro é normal?

“Hmmm, esta casa está com um cheiro de cachorro molhado!”. Justa ou injustamente, quase todo mundo já ouviu ou usou essa expressão alguma vez. De fato, por mais que sejam adoráveis, os cães podem apresentar um cheirinho desagradável de vez em quando. 

cachorro sentado em almofada

Embora o banho seja importante para afastar o mau cheiro, nem sempre ele resolve o problema, uma vez que um odor mais forte também pode ser sinal de problemas de saúde. 

Abaixo, respondemos a algumas das principais dúvidas sobre cheiro de cachorro. Assim, fica mais fácil deixar o amigo sempre cheiroso e, o que é mais importante, mais saudável!

O que causa mau cheiro no cachorro?

Não existe uma causa única para o mau cheiro de cachorro. Ele pode ser causado por fatores que vão desde cuidados de higiene inadequados até problemas de saúde. Vale destacar que, em alguns casos, os dois elementos podem inclusive caminhar juntos. 

Por exemplo, a falta de banho e o excesso de sujeira na pele e nos pelos favorecem a proliferação de micro-organismos. Além disso, a falta de secagem contribui para o surgimento de doenças fúngicas.

Entre as causas não patológicas de cachorro com cheiro forte estão: frequência inadequada de banhos e de escovação, uso de xampus e de condicionadores inapropriados, secagem incorreta dos pelos e exposição a ambientes mau cheirosos, como uma caminha que não é limpa há muito tempo. 

Já entre as causas patológicas mais comuns, podemos citar: otites (inflamação dos ouvidos), piodermites, problemas hormonais, miíase, entre outras. Ou seja, existem muitas razões para cachorro com cheiro forte na pele.

Existem cães mais “fedidinhos” do que outros?

Com os cuidados adequados, todos os pets podem e devem ficar limpinhos e cheirosos. No entanto, existem, sim, algumas raças mais propensas a apresentar odores fortes. 

Este é o caso das raças Cocker Spaniel e Basset Hound, por exemplo, cuja pele tem a tendência para uma maior produção de sebo em relação a outras raças, o que pode levar ao mau cheiro.

Mas isso não significa que não é possível mantê-los cheirosinhos. Hoje em dia, você encontra xampus e condicionadores específicos, que ajudam a regular a produção de sebo. Além disso, uma frequência adequada de banhos também ajuda a eliminar os odores fortes.

O que pode ser quando a orelha do cachorro está com um cheiro ruim?

Com exceção dos coxins (almofadinhas das patas), o cheiro forte localizado em qualquer parte do corpo do pet deve sempre ser investigado por um veterinário. Ele costuma indicar problemas! No caso das orelhas, uma das causas mais frequentes para o odor mau cheiroso na região é a otite.

Caracterizada por uma inflamação do ouvido, a doença é causada pela proliferação de fungos ou bactérias no local, provocando coceira, dores no local, excesso de cerúmen e odor característico. 

Embora seja mais comum em cães de orelhas compridas e caídas, pode acometer todas as raças, sendo que uma das causas mais comuns da proliferação de micro-organismos é a secagem inadequada da região. Portanto, seque bem as orelhas do amigo após o banho e fique de olho para que ele não se molhe ao beber água.

cachorro deitado

Por que cachorro tem chulé?

As almofadinhas presentes nas patas dos cachorros desempenham diversas funções no organismo deles, entre elas a regulagem da temperatura corporal. Além de proteger a região do frio em excesso e de queimaduras, os coxins são ricos em glândulas de suor. 

“Dependendo do equilíbrio de temperatura corporal, a região entre os coxins pode ficar úmida, gerando aumento na proliferação de micro-organismos e, consequentemente, o odor fica mais perceptível”, esclarece a Dra. Tuany Fialho, médica-veterinária da Petz. 

Para controlar o mau cheiro de cachorro, assim como para garantir a higiene, procure limpar a região diariamente, em especial depois dos passeios. Atualmente, é possível encontrar até mesmo hidratantes de coxins que ajudam na remoção da pele morta.

Por que alguns pets têm mau hálito e o que fazer para resolver o problema?

Não, o mau hálito não é algo “normal” e inofensivo para os cães. Na verdade, embora um leve cheirinho seja esperado, um odor muito forte e persistente — o famoso cheiro de peixe — é sinal de que a saúde bucal do amigo pode estar prejudicada.

Nesse caso, é recomendado procurar um médico-veterinário, de preferência especialista em odontologia. Além de indicar um tratamento, ele pode receitar um remédio para tirar mau cheiro de cachorro.

O mau hálito canino geralmente está associado à formação da placa bacteriana. Além de afetar a região da boca, provocando gengivite e, em casos mais graves, a perda dos dentes, as bactérias do tártaro também podem cair na corrente sanguínea, afetando outros órgãos, como pulmão e coração. 

Portanto, nada de descuidar da saúde bucal do amigo de quatro patas. Para aumentar o intervalo entre uma limpeza e outra, é recomendado escovar os dentes do seu amigo diariamente.

Como diminuir o cheiro de cachorro no dia a dia?

Cuidar da saúde e da higiene do cachorro são as principais maneiras de evitar que ele exale um cheiro forte. A seguir, separamos algumas dicas de como tirar cheiro de cachorro e deixar o amigo cheirosinho:

  • Em geral, para tirar cheiro de cachorro, recomenda-se dar banho uma vez por semana no verão e a cada 15 dias no inverno. No entanto, a frequência ideal pode variar de acordo com fatores como raça, estado de saúde e estilo de vida do pet. Então, converse com um especialista para defini-la adequadamente;
  • Nos banhos, utilize somente produtos específicos para cachorros. O uso de xampus e condicionadores para humanos podem alterar o pH da pele dos cães. Isso pode levar à proliferação de micro-organismos e ao mau-cheiro;
  • Escove os pelos do seu amigo com frequência. A remoção de sujeiras, pelos e pele morta ajuda a tirar odor de cachorro e evitar alergias causadas por ácaros;
  • Após o banho, seque bem os pelos e a pele do cachorro, com atenção especial à região das orelhas, mais propensa a doenças fúngicas,
  • Além de garantir mais qualidade de vida, atuando de maneira preventiva, check-ups regulares no veterinário ajudam a identificar alterações, como as hormonais, que podem contribuir para o mau cheiro.

cachorro com vergonha

Por fim, é muito importante lembrar de que os cachorros têm um cheirinho natural que deve ser respeitado. Então, evite o uso excessivo de produtos, como perfumes para cães. E agora que sabe mais sobre cheiro de cachorro, confira o blog da Petz para ter acesso a outros conteúdos sobre bem-estar e saúde animal!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *