Hamster doente? 5 sinais de que seu pet precisa de ajuda

Postado por PETZ, em Atualizado em Mar 23, 2020

Comportamento
Hamster doente? 5 sinais de que seu pet precisa de ajuda
Tempo de leitura: 4 minutos

Reconhecer um hamster doente pode ser uma tarefa complicada! Afinal, nossos amigos roedores são discretos e, muitas vezes, fugidios. Nem sempre é fácil saber se seu pequeno pet está com dor, com medo ou simplesmente em um dia de mau humor!

hamster na caminha

Porém, com um olhar atento e algumas dicas, qualquer tutor poderá identificar um hamster doente. Separamos 5 sinais que indicam que seu amigo precisa de ajuda!

1. Apatia

Hamsters são conhecidos por seu comportamento alegre. Com muita energia, esses roedores adoram praticar diferentes atividades, como correr em sua rodinha ou brincar com seu tutor. Assim, caso seu amigo demonstre apatia, pode ser um sinal de hamster doente. 

Observe bem o pequeno peludo e acompanhe sua rotina durante o dia. Falta de movimento, cansaço e desânimo são alertas para identificar hamster com doenças. Procure um veterinário o mais rápido possível para diagnosticar o que pode estar ocorrendo.

2. Perda de pelo

Outra característica do hamster é a aparência peludinha e encantadora. E entre os traços mais charmosos dos nossos amigos roedores, a bela pelagem certamente se destaca. Por isso, se você perceber que o pet está com perda de pelo, pode ser que ele esteja doente. 

Lembre-se que uma queda de pelos é normal nos roedores, especialmente com a idade. Entretanto, caso você esteja com um hamster doente, a perda será diferente. Observe se seu amigo está com manchas sem pelo no corpinho e busque ajuda de um especialista. 

3. Perda de apetite

Esses pets são conhecidos por serem comilões. Mesmo fofinhos, nossos amigos roedores costumam comer de maneira moderada. Entretanto, caso estejam comendo ainda menos que o normal, provavelmente estão precisando de ajuda. 

A boa alimentação é um dos fatores mais importantes para uma boa saúde. Além de ser um sintoma de diferentes doenças comuns em hamster, sem nutrição adequada seu pet não terá forças para se recuperar. Assim, se observar que o pet não está comendo, procure um veterinário. 

4. Problemas intestinais

As fezes sempre são um termômetro da saúde animal. Portanto, ao notar que seu amigo está com problemas intestinais, você pode estar lidando com um hamster doente. Fezes líquidas e muito frequentes podem ser sinal de diversas doenças. 

A melhor forma de perceber esses problemas é ficar de olho na hora de limpar a gaiola. Notou algo diferente? Não espere muito! Busque a ajuda de um veterinário para garantir a recuperação do seu roedor. 

5. Aparência suja e descuidada

Não se engane com a má fama. O hamster pode até ser um roedor, mas esse fofo pet é super higiênico! Geralmente, adora cuidar da organização da sua gaiola, colocando cada coisa em seu lugar. Além disso, cuidam muito bem do seu pelo, tomando banhos sozinhos com lambidas e esfregadas. 

Assim, se seu amigo peludinho está com uma aparência suja e descuidada, tome cuidado. O hamster só deixará de cuidar da higiene quando estiver com um problema de saúde, emocional ou físico. Procure um veterinário para tirar suas dúvidas. 

hamster

Cuidando da saúde do seu hamster

Conhecer os sinais de alerta é muito útil. Porém, quando falamos dos nossos melhores amigos, o melhor é prevenir. Se você quer evitar um hamster doente, saiba que não é difícil. 

Especialistas indicam que alguns cuidados com hamster, como, por exemplo, um ambiente adequado e uma rotina saudável, deixam os pequenos roedores com uma saúde de ferro! Acompanhe abaixo algumas dicas para cuidar do seu peludinho. 

Alimentação de qualidade

Os hamsters não costumam ser chatos com sua alimentação. Curiosos e divertidos, geralmente se contentam com diferentes itens, desde legumes a diversos tipos de sementes. 

Porém, veterinários avisam que esses produtos não contêm os nutrientes necessários para roedores. Se quiser garantir uma alimentação de qualidade, procure rações desenvolvidas por especialistas, com tudo que seu pequeno notável precisa para se desenvolver. 

Rotina saudável

De acordo com estudiosos, em seu habitat natural o roedor costuma percorrer grandes distâncias, mesmo com suas pequenas perninhas. Assim, também precisamos oferecer atividades para nossos amigos manterem uma boa saúde. 

Disponibilize uma rodinha de exercícios, tubos e extensões na gaiola. Outra ótima opção é a bola de hamster, que, além de ser uma atividade física, permite que o pet percorra a casa e se sinta mais próximo da família.

Limpe a gaiola com frequência

Já deu para perceber que os roedores odeiam sujeira, não é mesmo? E como eles não são capazes de limpar a própria a gaiola, cabe ao tutor os cuidados com o hamster

Por isso, evite uma casa suja, pois isso contribui para a proliferação de bactérias e fungos que podem contaminar seu pequeno roedor. Desse modo, ele fica muito estressado e pode desenvolver doenças de hamster. Para evitar problemas, lembre-se de limpar a gaiola pelo menos uma vez a cada dois dias. 

Essas dicas vão ajudar os hamsters com cuidados e alimentação, além de indicar quando é hora de buscar ajuda. Não se esqueça de levar seu pet regularmente a um veterinário para monitorar sua saúde. 

hamster na mão

Agora que você consegue identificar hamster doente, acesse o blog da Petz para ficar sabendo outras dicas e novidades sobre o mundo dos roedores. Confira!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *