Como cuidar de orquídeas: o que fazer para elas florescerem

Postado por PETZ, em Atualizado em May 20, 2019

Plantas
Como cuidar de orquídeas: o que fazer para elas florescerem
Tempo de leitura: 4 minutos

Ganhar orquídeas de presente é sempre muito encantador. Afinal, é difícil resistir à beleza e às cores dessas flores únicas, capazes de decorar e de perfumar a casa. Mas, você sabia que, diferente do que muitos pensam, quando sabemos como cuidar de orquídeas, elas não são apenas um presente “descartável”, e podem durar por muitos anos?

Embora permaneçam floridas por, em média, entre 60 a 90 dias, orquídeas bem cuidadas costumam viver por bastante tempo. E, em determinadas épocas do ano, voltam a dar flores. Para te ajudar nessa missão, confira a seguir um guia de como cultivar orquídeas.

Como cuidar de orquídeas: uma família com muitas espécies

Um fato interessante sobre as orquídeas é que elas não são todas iguais. Na verdade, estão catalogadas mais de 50 mil espécies de orquídea no mundo todo, com 3500 delas encontradas no Brasil. Enquanto algumas encantam por suas flores, outras chamam atenção por motivos tão diversos quanto o uso culinário, como ocorre com a Vanilla, que dá origem à fava de baunilha.

No caso das orquídeas ornamentais, conhecer um pouco sobre as diferentes espécies é interessante. Pois, além de adaptar os cuidados com cada uma, ao fazer isso você também fica sabendo a época do ano em que a sua orquídea deve florescer. Por isso, ao adquirir uma orquídea, vale pesquisar ou conversar com um especialista. 

Cuidados com as orquídeas: acabe com as dúvidas

Ainda que os cuidados com orquídeas variem de uma espécie para a outra, todas elas são muito delicadas, exigindo atenção redobrada no que diz respeito a regas, exposição solar, drenagem e adubação. Confira abaixo algumas das principais dúvidas em relação aos cuidados com as orquídeas.

Qual é o melhor lugar para colocar uma orquídea?

Em geral, orquídeas gostam muito de claridade, mas não suportam a exposição direta ao sol. Sendo assim, recomenda-se colocar a orquídea próxima a alguma janela. Isso, claro, desde que ela não fique voltada para o sol entre 10h e 16h. Além disso, orquídeas também gostam de ambientes arejados. No entanto, é preciso ficar atento a locais com correntes de vento que possam derrubá-las.

Existe um vaso mais recomendado para orquídeas?

Assim como ocorre com outras plantas, as raízes das orquídeas dependem de um substrato úmido e arejado, onde possam respirar. Por isso, os vasos mais recomendados para elas são aqueles mais porosos, como os de barro com furos nas laterais, ou os xaxins de palmeiras, que permitem uma drenagem mais eficiente.

Como e quando devo regar a minha orquídea?

A rega da orquídea é bastante inusitada, já que é mais fácil matá-la pelo excesso que pela falta de água. Principalmente para quem está mantendo a orquídea em um vaso sem drenagem, uma dica é colocar nela 3 pedras de gelo uma vez por semana.

Acredite, apesar de estranha, a técnica funciona! Já para quem a mantém em um vaso de barro ou xaxim, outra dica é mergulhá-lo em uma bacia com água e retirá-lo em seguida.

Vale lembrar que o uso de pratinhos não é recomendado, visto que o acúmulo de água neles favorece o apodrecimento da raiz.

É possível estimular o florescimento?

Além de manter as condições adequadas de luminosidade, ventilação e hidratação, é preciso garantir um substrato rico em nutrientes para que as orquídeas possam florescer.

Para isso, aposte no uso de adubos com nitrogênio, fósforo, potássio e micronutrientes (adubos NPK) ao menos uma vez por mês. Atualmente, existem, inclusive, adubos desenvolvidos especialmente para orquídeas, seja para a floração ou para a manutenção da planta.

Como saber se minha orquídea está saudável?

Uma orquídea florida é um bom indicativo de que a planta está saudável. Já nos períodos em que as flores não dão o ar da graça, fique atento aos seguintes sinais:

  • Folhas amareladas sinalizam excesso de água ou falta de nutrientes, ao passo que folhas muito escuras são indícios de baixa luminosidade;
  • Folhas enrugadas e bulbos encolhidos indicam falta de água. Nesse caso, procure reforçar as regas;
  • Cochonilhas são relativamente frequentes nas orquídeas. Ao notar a presença delas, utilize uma escovinha embebida em água e sabão de coco nas partes atacadas. Inseticidas próprios para plantas também são recomendados.

Agora que você já sabe como cuidar de orquídeas, é certeza que elas poderão durar muito mais tempo na sua casa! Além disso, não perca as principais novidades de jardinagem no site ou nas lojas da Petz.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *