Raças de cachorro: saiba como elas são definidas

Postado por PETZ, em Atualizado em Apr 26, 2019

Cães
Raças de cachorro: saiba como elas são definidas
Tempo de leitura: 8 minutos

Os tutores podem assegurar: cada cãozinho tem sua personalidade. Porém, algumas características são bastante comuns entre diferentes indivíduos. Por isso, eles são divididos em diferentes grupos. Saiba como são definidas as raças de cachorros!

Para dividir os tipos caninos por meio de padrões físicos e comportamentais, a FCI (Federação Cinológica Internacional), estipulou uma lista com 344 raças, divididas em 11 categorias de acordo com sua função e morfologia.

É como se cada raça pertencesse a um clubinho próprio! Que tal descobrir um pouco mais de cada um?

Grupo 1: pastores e boiadeiros, exceto os suíços

Como o nome sugere, concentra os cães que foram criados para ajudar no pastoreio. Contudo, existem duas diferenciações entre eles. Os pastores auxiliam na condução de rebanhos de ovelhas e cabras. Enquanto que o boiadeiros se encarregam de juntar o gado.

Origem

Embora tenham surgido em diferentes países e ocasiões, essas raças têm em comum o fato de terem sido desenvolvidas a partir de cruzamentos seletivos com o objetivo de atenuar o instinto natural de predador desses animais com o rebanho. Assim, eles passaram a juntar as ovelhas sem o ímpeto de atacá-las.

Características

Pastores e boiadeiros são inteligentes, ativos e adoram ter tarefas para cumprir. Não à toa, são muito usados pela polícia e por bombeiros. Também são carinhosos e se adaptam bem à família, sendo que, muitas vezes, a considera como parte de seu rebanho.

Raças mais conhecidas

Pastor alemão, Pastor de Shetland, Border Collie e Welsh Corgi Pembroke.

Grupo 2: pinscher e schnauzer, molossóides, cães de montanha e boiadeiros suíços

O grupo pode parecer desunido. Afinal, o que teria em comum um schnauzer e um doberman? A resposta é que ambos foram criados para a função de guarda e defesa!

Origem

Os cães deste grupo também foram desenvolvidos para ajudar no rebanho. No entanto, enquanto os pastores e boiadeiros eram usados para reunir os animais, essas raças serviam para proteger o rebanho de outros predadores. Além disso, também eram usados para trabalhos pesados, como puxar carroças.

Características

Aprendizes vorazes, estes cães trabalhadores são fortes, ativos e muito inteligentes. Por isso, embora se adaptem bem ao convívio familiar, precisam gastar bastante energia e seu instinto natural é de defesa.

Raças mais conhecidas

Doberman, Rottweiler, Boxer, Fila, São Bernardo, Schnauzer e Pinscher.

Grupo 3: terriers

Neste grupo de cachorros estão as pequenas e médias raças caçadoras de animais de toca, como coelhos, texugos e fuinhas. Isso mesmo, historicamente, o fofinho Yorkshire é, na verdade, um caçador eficiente e enérgico!

Origem

As raças foram criadas nas Ilhas Britânicas para caçar pragas agrícolas, como fuinhas, ratos e outros animais que se escondem em tocas. Inclusive, a palavra terrier vem justamente dessa característica. Proveniente do latim, a palavra significa terra.

Características

Cheios de energia, eles precisam de pulso firme no adestramento, sendo famosos por sua personalidade um pouco teimosa. Corajosos e cheios de vida, tendem a se tornar agressivos com outros cães se não adestrados desde cedo.

Raças mais conhecidas

Jack Russell Terrier, Boston Terrier, West Highland White Terrier (Westie) e Yorkshire Terrier.

Grupo 4: dachshunds

São os famosos “salsichas”!

Originalmente, são caçadores de tocas, como os terriers, dachshunds ou teckels. Eles foram colocados em uma categoria própria por conta de seu porte único, alongado e “rebaixado”.

Origem

Originários da Alemanha, esta raça de pequenos caçadores é bastante antiga. Alguns pesquisadores acreditam haver provas da existência deles em tumbas de faraós egípcios. Em português, seu nome corresponde a algo como “cão texugo”, o que indica o instinto de caçador de tocas desses animais.

Características

Super companheiros, eles adoram passar tempo com a família. Também gostam de atividades que desafiem sua inteligência e ajudem a gastar energia.

Apesar de serem caçadores, não foram criados para correr maratonas ou praticar saltos, mas precisam de músculos para sustentar sua coluna, que costuma ter problemas.

Principais raças

Dachshund ou Teckel.

Grupo 5: cães do tipo primitivo, nórdicos e spitz

São donos de uma vasta pelagem dupla, orelhas em formato triangular que ficam em pé, e rabo pontudo, geralmente, dobrado acima do dorso.

Origem

Originários de regiões frias, eles estão, com certeza, entre as raças de cachorro mais antigas, sendo geneticamente muito próximas aos lobos. Além disso, diferente da maior parte das raças, acredita-se que algumas raças do grupo primitivo, como o basenji, tenham surgido, praticamente, por seleção natural. Isto significa que não sofreram quase nenhuma intervenção genética feita por humanos.

Características

Como os lobos, os cães destas raças são muito sociáveis e não gostam de viver sozinhos. Apesar disso, são muito independentes, além de inteligentes e um pouco teimosos, necessitando de adestramento consistente.

Os estudos mostram que, devido à herança próxima dos lobos, eles também tendem a uivar mais!

Raças mais conhecidas

Akita Inu, Husky Siberiano, Malamute do Alaska e Spitz Alemão.

Grupo 6: cães rastreadores e sabujos

Os cachorros deste grupo são verdadeiros investigadores! Possuem um olfato preciso e curiosidade aguçada.

Alguns deles possuem longas orelhas caídas e grandes narinas que ajudam a manter o faro apurado por mais tempo, muitas vezes conseguindo rastrear presas que passaram há 4 dias por um lugar!

Origem

Criados para serem companheiros de caça, estes cães se dividem entre rastreadores, que são ótimos em perseguir presas que estão à vista, e os sabujos, que são farejadores.

Estudos genéticos indicam que eles são muito mais próximos uns dos outros do que de qualquer outra raça canina.

Características

Destemidos e persistentes, eles adoram desafios e precisam de bastante atividade física. Nesse sentido, uma boa ideia é aproveitar o talento especial deles para farejar objetos, com brincadeiras de esconder. Além disso, eles são latidores profissionais quando querem mostrar que acharam alguma coisa.

Raças mais conhecidas

Basset Hound, Beagle, Dálmata e Bloodhound.

Grupo 7: cães de aponte

São cães que auxiliam na caça com uma técnica inusitada. Eles ficam imóveis, com o corpo completamente esticado, e o focinho apontado para o local em que a presa se esconde principalmente as aves.

Origem

Há relatos de que este tipo de cão existe na Europa desde 1650. Assim como seus amigos do grupo 6, eles também surgiram para ajudar na caça. Porém, foram seletivamente desenvolvidos apenas para indicar a presa, não atacá-la.

Características

Amáveis e cheios de energia, os “apontadores” também precisam de muita atividade física. Possuem um excelente olfato, o que pode ser estimulado com brincadeiras de esconder. São inteligentes e adoram um desafio, sendo especialmente talentosos no aprendizado de comandos.

Raças mais conhecidas

Pointer Inglês, Setter Irlandês Ruivo e Weimaraner.

Grupo 8: cães levantadores, recolhedores de caça e cães d’água

Muito inteligentes e conhecidos por aprenderem comandos facilmente, são ótimos para atuar como cães-guia. Além disso, são companheiros muito leais.

Origem

Também foram criados para auxiliar na caça. No entanto, sua função era recolher a presa abatida. Não à toa, eles costumam ser nadadores exemplares, já que iam buscar a animais abatidos tanto em terra quanto em água. Por falar nisso, eles são dotados da chamada “boca macia”, que segura, mas não morde. Assim, não danificavam a caça ao recolhê-la.

Características

São muito sociáveis e de fácil treinamento, por isso, algumas raças estão entre as mais populares entre famílias. Embora tenham sido desenvolvidos para caça, eles possuem uma série de habilidades que fazem deles companheiros muito amáveis. Sem contar que são muito inteligentes e aprendem truques rapidamente.

Raças mais conhecidas

Labrador Retriever, Golden Retriever e Cocker Spaniel Inglês.

Grupo 9: cães de companhia

Os pets do grupo 9 fazem uma turma bem variada em sua aparência, mas possuem uma coisa em comum: são raças de cachorro de pequeno porte, com exceção do Poodle.

Origem

Separados em 11 sessões dentro do grupo por sua variedade, não é difícil imaginar que tenham origens diversas. Curiosamente, alguns cães da categoria foram criados para caçar ratos, como o Maltês. Outros, eram verdadeiros guardiões dos templos tibetanos, exemplo dos Lhasa Apso. No entanto, graças a seu tamanho e lealdade, hoje em dia, essas e outras raças são consideradas de companhia.

Características

Por terem sido selecionadas para o convívio com os humanos, as raças são amorosas e amam brincadeiras. Mas é preciso ter atenção no adestramento. Por serem pequenos, podem ficar muito mimados, precisando de treinamento e socialização desde cedo para não terem problemas comportamentais.

Raças mais conhecidas

Maltês, Shih-Tzu, Lhasa Apso, Bulldog Francês, Poodle, Chihuahua, Pug, entre outras.

Grupo 10: cães galgos ou lebréis

Neste grupo, encontra-se uma outra categoria de cães caçadores: os galgos. Conhecidos por sua velocidade extraordinária e aparência esguia, eles são distintos em sua capacidade de visão.

Origem

Estes cães foram originalmente criados para caçar animais muito rápidos, como as lebres. Apesar do cruzamento seletivo, algumas teorias sugerem que eles sejam descendentes de raças muito antigas. De acordo com achados arqueológicos datados de 4 mil anos a.C., os egípcios já descreviam cães com características semelhantes.

Características

Muito companheiros de seus donos, os galgos podem ser desconfiados com estranhos. Embora se adaptem bem a ambientes pequenos, precisam gastar bastante energia, especialmente com corridas. Do contrário, podem ficar estressados e entediados. Lembre-se que são grandes atletas!

Raças mais conhecidas

Galgo Afegão, Galgo Inglês (Greyhound) e Whippet.

Pode parecer mera curiosidade, mas, saber mais sobre os traços do seu cão pode ser muito útil para garantir cuidados necessários! E, então, a qual clubinho seu amigo pertence?

Aqui, no blog da Petz, você fica por dentro dessas e de outras informações incríveis sobre o mundo dos nossos companheiros de quatro patas. Acompanhe as publicações!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *