Fox Paulistinha: um cãozinho companheiro e muito fofo

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 18, 2019

Raças
Fox Paulistinha: um cãozinho companheiro e muito fofo
Tempo de leitura: 4 minutos

Diferente de muitos cães reconhecidos, o Fox Paulistinha ganhou seu nome devido a nossa querida São Paulo

fox paulistinha

Se você quer ter um cãozinho fofo, carinhoso e muito divertido, então o Fox Paulistinha pode ser o pet perfeito para você!

Aqui você encontra desde a história até os cuidados necessários para manter esse pet feliz. Gostou? Então confira a seguir!

Tudo sobre a história do Fox Paulistinha

Para entender tudo sobre Fox Paulistinha ou também chamado Terrier brasileiro é importante começar pela sua história, que é um pouco mais complexa se comparada com a de outros cães; isso porque não se sabe ao certo qual sua origem certa.

Muitos dizem que o Fox Paulistinha surgiu aqui no Brasil, durante a colonização, onde vieram nos navios alguns exemplares de cães da raça Jack Russel Terrier e Fox Terrier. No entanto, não tinham como objetivo criar outra raça e sim eliminar os ratos contidos dentro dos navios, já que eles eram cães caçadores.

Contudo, outros afirmam que o pet surgiu na Europa, entre o século XIX e XX, quando estudantes brasileiros foram para uma universidade europeia e, ao retornarem, trouxeram alguns cães terrier.

Ao chegarem aqui, os pets se adaptaram bem e com o tempo cruzaram com os cães da raça Chihuahua e Pinscher — que já existiram há um tempo no país —, o que deu origem a nosso querido Fox Paulistinha.

Independentemente de seu surgimento, a raça obteve o reconhecimento pela federação Cinófila Internacional apenas em 2006. Porém, tal ação gerou orgulho e felicidade a população brasileira.

Mas, diferente de muitos outros cães, que se espalharam rapidamente por todo o mundo, o Fox Paulistinha, também conhecido como Terrier Brasileiro, ainda não conseguiu alcançar sua fama. Entretanto, existem alguns cães no Japão, Espanha, Estados Unidos, Portugal e África do Sul.

Características do Fox Paulistinha

fox paulistinha

A maioria dos cães dessa raça apresentam estrutura pequena, porém podem ser encontrados exemplares de médio porte. Em todos os casos encontra-se o formato triangular em sua cabeça, orelhas pequenas, olhos escuros e cauda geralmente longa.

Toda sua estrutura pode chegar a 38 centímetros nas fêmeas e 40 centímetros nos machos. Devido ao seu tamanho, este pet não é pesado, podendo alcançar no máximo 10 quilos.  

No entanto, uma das características do Fox Paulistinha, diferente dos outros cães com o mesmo tamanho, é a sua musculatura, que se mostra bem forte e resistente. Por ter o corpo quadrado, o pet adora fazer exercícios físicos e precisa de grandes quantidades para gastar sua energia.

No entanto, algumas vezes esquecem de seu tamanho e se tornam cães com espírito valente e protetor — por isso, tome cuidado ao passear caso não sejam treinados.

Já a pelagem dos pequenos é bem lisa e curta, tendo como cor principal o branco. Já o preto e o avermelhado aparecem na forma de manchas espalhadas por todo o corpo.

Você sabia que o nome do Fox Paulistinha foi dado devido a sua cor? Isso mesmo! Suas cores, branco, preto e marrom avermelhado, são as mesmas da bandeira de São Paulo e por isso a referência em seu nome.         

Temperamento do Fox Paulistinha

Mesmo apresentando características de um cão calmo, o Fox Paulistinha é muito agitado e adora realizar atividades e exercícios físicos.Além disso, o pet está constantemente em alerta, por isso ainda é muito utilizado como um cão de guarda.

Com seus tutores, o cãozinho costuma ser muito carinhoso e leal; já com estranhos sua personalidade é outra: torna-se um cão desconfiado e, como sempre, em alerta.

Mesmo com sua personalidade forte, esse pet é muito apegado ao seu tutor e não gosta de passar horas sozinho, principalmente sem nenhuma atividade para fazer durante esse momento.

Diferente de cães de pequeno porte, os Foxs Paulistinha preferem morar em casa grandes, isso devido à necessidade de gastarem grandes quantidades de energia diariamente.

Por fim, esse pet é extremamente inteligente e apresenta facilidade para aprender truques e outros comandos, como aqueles realizados em adestramentos.

Cuidados com o Fox Paulistinha   

fox paulistinha                         

Você sabe quantos anos vive um Fox Paulistinha? Se receber todos os cuidados básicos, esses cães podem chegar a viver aproximadamente 20 anos, sem apresentarem grandes problemas de saúde.

Como não é de se esperar, um dos principais cuidados é a atividade física exercida por ele, que deve ser realizada todos os dias e com níveis de resistência médio ou até mesmo alto — caso o pet já esteja acostumado com esse ritmo.

Também é importante adestrá-los o quanto antes, já que, por serem muito hiperativos, podem ter alguns problemas com o comportamento, tais como:

  • Latidos excessivos;
  • Arranhar móveis;
  • Escavar sofás;
  • Camas ou jardins,
  • Morder sapatos e outros.

Seus pelos não exigem muitos cuidados, apenas escovações a cada três dias e banhos mensais ou quinzenais, dependendo de algumas situações. Outros cuidados como escovar os dentes, cortar as unhas e limpar as orelhas também devem ser feitas com certa frequência para mantê-los sempre limpinhos.

No geral, a raça não apresenta riscos grandes de doenças ao decorrer da vida, porém há chances de terem alguns problemas de pele e alergias, principalmente em casos de parasitas no corpo.  

E aí? Gostou do nosso post sobre o Fox Paulistinha? Então continue ligado aqui no site da Petz para ficar sempre por dentro dos assuntos ligados aos pets!

 

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentários

GECILDA COIMBRA DE ANDRADE FERNANDES - 16/12/2018

Amei