Barriga d’água em cachorro: saiba as possíveis causas

Postado por PETZ, em Atualizado em Oct 30, 2020

Bem-Estar
Barriga d’água em cachorro: saiba as possíveis causas
Tempo de leitura: 2 minutos

A barriga d’água em cachorro, na verdade, possui outro nome quando falamos em termos médicos: ascite. Essa condição, um tanto comum nos peludos, se caracteriza pelo acúmulo de líquido no abdômen.

cachorro deitado com dor de barriga

Apesar de frequentemente estar associada aos vermes, a barriga d’água em cachorro pode ter diferentes causas, e cabe ao tutor ficar atento aos sinais de perigo. Para saber como proteger seu pet, continue lendo. Conversamos com uma especialista que tirou todas as suas dúvidas sobre o tema!

O que é a barriga d’água em cachorro?

Quando falamos de barriga d’água em cachorro, na verdade, estamos falando sobre ascite, uma condição muito comum nos peludos. A Dra. Heloísa Souza, médica-veterinária da Petz, explica que esse quadro é caracterizado pelo acúmulo de líquidos no abdômen do pet.

Assim, podemos dizer que a barriga d’água, na verdade, é um sintoma, e não uma doença. Ou seja, alguma enfermidade está causando inchaço no pet. Cabe ao tutor ficar atento a esses sinais e buscar ajuda de um veterinário para descobrir a origem do problema. 

Causas da barriga d’água

Cachorro com barriga d’água pode ter diferentes causas. Conforme explica a Dra. Heloísa, várias enfermidades podem levar ao acúmulo de líquidos no abdômen do peludo, causando ao quadro conhecido como ascite. Os principais são:

  • Verminoses;
  • Problemas cardíacos;
  • Problemas hepáticos,
  • Hipoproteinemia (diminuição das proteínas no sangue).

Porém, nem sempre o inchaço na região está relacionado ao acúmulo de líquidos. A veterinária comenta que outras condições também podem causar deixar seu amigo com a barriga volumosa, como: 

  • Gases;
  • Tumores;
  • Problemas digestivos;
  • Infecções,
  • Problemas endocrinológicos.

Alguns dos quadros acima são considerados emergenciais e precisam de atendimento médico imediato. Por isso, se notar que seu peludo está com a barriga inchada, procure ajuda de um veterinário o mais rápido possível. 

Percebendo o problema

Por ser um sintoma muito genérico, pode ser difícil perceber que o abdômen do seu peludo está inchado. Afinal, como saber se seu amigo está barrigudinho por algum problema de saúde ou porque exagerou no almoço?

cachorro branco deitado

Assim, a Dra. Heloísa explica que alguns sinais podem indicar complicações de saúde, como as causas de ascite em cães. “A região abdominal fica mais arredondada, desde o final das costelas até a região pélvica”, comenta.

A veterinária também explica que o aumento de volume pode se dar de forma localizada ou generalizada, dependendo da causa. Ou seja, qualquer alteração drástica na aparência do seu peludo é um sinal de alerta. Assim, busque um profissional para o diagnóstico e tratamento para ascite em cães.

Barriga d’água em cachorro filhote

Muitas vezes percebemos que os cachorros filhotes estão com a barriguinha inchada. Apesar de, em alguns casos, este ser um sinal de alerta, a Dra. Heloísa lembra que a anatomia dos pequenos é diferente.

“Filhotes têm a parede abdominal mais fina, com menos musculatura. Por isso, quando eles estão com gases ou outras alterações, a barriga pode ficar inchada, sem necessariamente ser um problema grave”, afirma a veterinária.

cachorro deitado com dor

Entretanto, isso não significa que devemos ignorar um cachorro com barriga inchada. Se perceber que este é um quadro persistente ou que está associado a outros sintomas, procure ajuda de um profissional.

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *