Descubra se cadela castrada pode entrar no cio

Postado por PETZ, em Atualizado em Jun 25, 2020

Cachorros
Descubra se cadela castrada pode entrar no cio
Tempo de leitura: 3 minutos

Um dos métodos de esterilização mais comuns para as fêmeas, a ovariohisterectomia consiste na remoção de ovários e cornos uterinos. Irreversível, o procedimento contribui para evitar uma série de problemas de saúde, como: gravidez psicológica, piometra, assim como tumores uterinos ou nas mamas. Mas será que cadela castrada pode entrar no cio?

cachorra deitada olhando para cima

Alguns tutores ficam com a pulga atrás da orelha porque mesmo após a cirurgia alguns cachorros continuam sangrando. Por isso, continue lendo para saber se cadela castrada por entrar no cio. 

Não, cadelas castradas não deveriam entrar no cio

Para entender por que cadelas castradas não deveriam entrar no cio, vale a pena relembrar o que é o cio. Natural e necessário para a reprodução, o cio é, na verdade, uma das etapas do ciclo estral, fenômeno no qual, pela variação dos hormônios sexuais, o corpo da fêmea se prepara para a fecundação e ocorre a liberação do óvulo. 

Dentro do ciclo estral, o cio corresponde à etapa em que a cadela é receptiva ao macho para que ocorra a fecundação. Tanto o estro quanto as demais etapas do ciclo estral dependem das variações dos hormônios sexuais, com destaque para estrogênio e progesterona. 

Além de remover os órgãos sexuais, a cirurgia de castração impede maiores concentrações e variações dos hormônios sexuais. É por isso que fêmeas castradas não devem apresentar estes sintomas de cio:

  • Aumento do tamanho da vulva;
  • Receptividade ao macho;
  • Lambedura excessiva da vulva;
  • Presença de corrimento,
  • Alterações comportamentais.

Se, depois da cirurgia de castração, sua cadelinha apresentar parte desse conjunto de sintomas, procure um médico-veterinário. Pode ser que o procedimento não tenha sido feito de maneira adequada.

Minha cadela castrada continua com sangramento, o que pode ser?

Uma vez que você chegou até aqui, é provável que seu pet tenha passado pela cirurgia de castração e continue com alguns sintomas de cadela no cio, incluindo os sangramentos. Em geral, isso ocorre devido a um problema conhecido como a síndrome do ovário remanescente. 

Como o próprio nome sugere, trata-se de um quadro em que um fragmento do tecido ovariano permanece na cavidade abdominal. Com isso, as variações hormonais características do ciclo estral continuam ocorrendo, o que deixa a cadela sangrando e provoca outros sintomas que dão a entender que o pet pode entrar no cio.

cadela com a boca aberta

Além disso, com a síndrome do ovário remanescente também aumenta o risco do desenvolvimento de tumores e neoplasias em relação às cadelas cuja castração tenha sido bem sucedida. 

Outros quadros que podem levar a sintomas semelhantes ao cio em cadela castrada são: vaginites, neoplasias e problemas na bexiga. Portanto, procure um veterinário para um diagnóstico!

Quando ocorre a síndrome do ovário remanescente?

Ainda que não se trate de uma regra, a síndrome do ovário remanescente é mais comum em fêmeas cuja castração tenha sido realizada após o primeiro cio de cachorro. Isso porque, uma vez que a fêmea atinge completamente a maturidade sexual, o procedimento se torna um pouco mais complexo.

Sobre isso, é importante relembrar que, em geral, para cachorros filhotes, é recomendado fazer a castração pouco antes do primeiro cio, de acordo com as orientações do veterinário. 

Nesse sentido, o momento adequado depende principalmente do porte da cadela: para fêmeas de pequeno porte, o primeiro cio é esperado entre 6 e 12 meses; nas raças médias, entre 7 e 13 meses; e nas raças grandes, entre 16 e 24 meses.

Cadela no cio após a castração? Saiba o que fazer!

Agora que sabe que cadela castrada pode entrar no cio, se a cachorra apresentou sintomas tais após a castração, o primeiro passo é levá-la ao veterinário. O diagnóstico da síndrome do ovário remanescente é feito a partir de uma série de exames, incluindo: citologia vaginal, vaginoscopia, ultrassom e provas hormonais.

Uma vez descartadas outras possibilidade e confirmada a síndrome do ovário remanescente, o tratamento mais indicado costuma ser uma nova remoção cirúrgica, a laparotomia. 

Tal procedimento é feito para remover o tecido ovariano que ficou no organismo e que se torna mais visível durante estro e diestro. Por isso, é comum que as cirurgias sejam feitas nessas duas fases do ciclo estral.

cadela olhando para cima

Agora que sabe porque cadela castrada pode entrar no cio, confira o blog da Petz para outros assuntos sobre saúde e bem-estar animal!

Compartilhe:

#

Petz

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Petz

#

Aqui você encontra tudo e um pouco mais sobre o incrível mundo animal e fica por dentro dos cuidados essenciais com seu bichinho de estimação, seja para um cachorro, gato, passarinho, hamster, peixes e muitos outros — ou todos eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *