Aguarde...
Carregando...
Ordenar por
Carregando produtos...
Filtrar Produtos X

Atopia Canina

Atopia canina

 

A atopia canina, ou dermatite canina, é uma doença crônica do tipo incurável. Apesar disso, se tratada de maneira adequada, é possível amenizar seus sintomas e garantir ao cachorro uma vida saudável, segura e feliz com seus donos. Hoje, três em cada 10 cães de centros urbanos apresentam a atopia, sendo os fatores como contato com ácaros, fumaça, poeira e falta de banho determinantes para a complicação e perpetuação da doença.

A atopia é comum, mas muito desconhecida. O cachorro com a dermatite caracteriza-se pela predisposição a perda de água, o que deixa sua pele mais ressecada. Isso facilita a proliferação de ácaros e outras bactérias em seu organismo, agredindo seriamente a saúde do pet.

leia mais...

Dermatite em cães: sintomas da atopia canina

Geralmente, a doença se manifesta nos pets até os 3 anos de idade, acarretando lesões em todo o seu corpo. As regiões mais afetadas pela dermatite são as patas, axilas, virilhas, flexuras e orelhas, mas isso não quer dizer que outras áreas não possam ser acometidas.

Entre os sintomas mais comuns podemos citar coceiras frequentes, pele rachada (ressecamento), pulgas e carrapatos, irritações e hiperpigmentação, ou seja, regiões da pele mais “escuras” do que o normal. Além disso, o cão também pode apresentar quedas de pelo e cheiro forte na pele.

 

Alguns fatores ajudam a agravar os sintomas, são eles:

• Poeira;

• Ácaros;

• Fumaça de cigarro;

• Pulgas, carrapatos, formigas, pernilongos e contato com outros insetos;

• Falta de banho ou banhos inadequados (com produtos fora da validade etc.);

• Infecções bacterianas e fúngicas.

 

Dermatite alérgica em cães: como tratar


Como citado anteriormente, esse tipo de dermatite canina não tem cura, apenas tratamento para melhorar os sintomas e dar mais qualidade de vida ao pet. Há muitos tratamentos indicados, e cada um deles depende da situação do animal, ou seja, do estado clínico em que se encontra, pois alguns estágios da doença são mais graves e outros mais amenos.

 

A poeira e os ácaros são os maiores inimigos da atopia canina. Sendo assim, é fundamental garantir que o ambiente em que o animal vive esteja sempre limpo. Uma das formas de ser contaminado pela doença é por meio do contato com pulgas e carrapatos infectados, por isso, uma boa pedida é higienizar o local com sarnicida e medicamentos tópicos, dentre outros produtos de prevenção para tais proliferações.

 

Há também remédios específicos para a disfunção, amenizando os sintomas em longo prazo. Esses, no entanto, devem ser orientados por um veterinário dermatologista. Principalmente para essa doença crônica, é extremamente importante garantir um tratamento profissional, pois seus sintomas são delicados e as maneiras de tratar a dermatite podem variam de cachorro para cachorro.

 

A Petz não recomenda nenhum tipo de tratamento sem orientação veterinária. Garanta a saúde e a segurança do seu pet, qualquer que seja a doença, consultando um profissional.

fechar...