Aguarde...
Carregando...
Ordenar por
Carregando produtos...

Coprofagia

Coprofagia

De certo você já viu algum cachorro comer fezes de outros cachorros e, por vezes, as próprias fezes. Isso se chama Coprofagia, um hábito mais comum na vida animal do que você pode imaginar. Várias são as teorias e explicações desse tipo de ocasião, e prestar atenção em qual caso mais se encaixa em relação a seu pet é essencial para começar o tratamento adequado e, sobretudo, consultar um médico veterinário de confiança.

 

Coprofagia significado

Não há muita complexidade em definir a Coprofagia. A palavra vem do grego copro, que significa fezes, e fagia, que significa comer. Logo, é o hábito de comer fezes, e as explicações e tratamentos são diversas. Se seu cachorro faz isso, procure imediatamente um veterinário para que ele possa diagnosticar possíveis doenças decorrentes do hábito, como infestação de giárdias, coccídeos, áscaris e tricurídeos, além de mostrar qual é a melhor forma para tratá-lo.

leia mais...

Porque cachorro come fezes?

A Coprofagia pode acontecer, basicamente, por dois fatores: deficiência metabólica e razões comportamentais. Cães com baixos níveis proteicos, com fome, pancreatite crônica, verme e dietas muito ricas em carboidratos e fibras, podem praticar a Coprofagia. Além disso, razões comportamentais, como cadelas que pariram recentemente, comem fezes para manter o ambiente limpo para seus filhotes; e também por outros motivos, como ansiedade, estresse, tédio, depressão e falta de atenção, sobretudo em cães que passam o dia inteiro presos. Filhotes também podem comer fezes por pura curiosidade e diversão.

 

Coprofagia remédio

Existem alguns medicamentos que são colocados direto na comida do animal para que suas fezes fiquem com um gosto nada agradável, quebrando o hábito de comer seu próprio cocô. Mas, no geral, um dos mais eficientes tratamentos é a mudança de hábitos diários do cachorro e do próprio dono.

Manter o ambiente em que o pet vive livre das fezes é a melhor maneira de prevenir e tratar a coprofagia. Essa limpeza deve ocorrer assim que o cão defecar ou o mais rápido possível – mas isso deve ser feito sem que ele veja, pois pode ele pode pensar que a necessidade de defecar é algo errado e, assim, levá-lo a comer fezes para escondê-la antes que seu dono veja. 

Atitudes do próprio dono podem ser a solução. Assegurar que o pet tenha a atenção devida, esteja bem cuidado e alimentado também são fatores importantíssimos para acabar com os problemas de estresse, ansiedade, depressão e tédio. Quanto mais cedo começarem as mudanças de hábitos e o uso de remédios, maior será a eficácia do tratamento.

Vale lembrar que levar seu pet ao veterinário antes de usar qualquer medicamento é muito importante tanto para o sucesso do tratamento quanto para a saúde do animal, pois as consequências de medicar incorretamente seu pet podem ser piores que as da própria coprofagia.

fechar...

Coprofagia

De certo você já viu algum cachorro comer fezes de outros cachorros e, por vezes, as próprias fezes. Isso se chama Coprofagia, um hábito mais comum na vida animal do que você pode imaginar. Várias são as teorias e explicações desse tipo de ocasião, e prestar atenção em qual caso mais se encaixa em relação a seu pet é essencial para começar o tratamento adequado e, sobretudo, consultar um médico veterinário de confiança.

 

Coprofagia significado

Não há muita complexidade em definir a Coprofagia. A palavra vem do grego copro, que significa fezes, e fagia, que significa comer. Logo, é o hábito de comer fezes, e as explicações e tratamentos são diversas. Se seu cachorro faz isso, procure imediatamente um veterinário para que ele possa diagnosticar possíveis doenças decorrentes do hábito, como infestação de giárdias, coccídeos, áscaris e tricurídeos, além de mostrar qual é a melhor forma para tratá-lo.

leia mais...

Porque cachorro come fezes?

A Coprofagia pode acontecer, basicamente, por dois fatores: deficiência metabólica e razões comportamentais. Cães com baixos níveis proteicos, com fome, pancreatite crônica, verme e dietas muito ricas em carboidratos e fibras, podem praticar a Coprofagia. Além disso, razões comportamentais, como cadelas que pariram recentemente, comem fezes para manter o ambiente limpo para seus filhotes; e também por outros motivos, como ansiedade, estresse, tédio, depressão e falta de atenção, sobretudo em cães que passam o dia inteiro presos. Filhotes também podem comer fezes por pura curiosidade e diversão.

 

Coprofagia remédio

Existem alguns medicamentos que são colocados direto na comida do animal para que suas fezes fiquem com um gosto nada agradável, quebrando o hábito de comer seu próprio cocô. Mas, no geral, um dos mais eficientes tratamentos é a mudança de hábitos diários do cachorro e do próprio dono.

Manter o ambiente em que o pet vive livre das fezes é a melhor maneira de prevenir e tratar a coprofagia. Essa limpeza deve ocorrer assim que o cão defecar ou o mais rápido possível – mas isso deve ser feito sem que ele veja, pois pode ele pode pensar que a necessidade de defecar é algo errado e, assim, levá-lo a comer fezes para escondê-la antes que seu dono veja. 

Atitudes do próprio dono podem ser a solução. Assegurar que o pet tenha a atenção devida, esteja bem cuidado e alimentado também são fatores importantíssimos para acabar com os problemas de estresse, ansiedade, depressão e tédio. Quanto mais cedo começarem as mudanças de hábitos e o uso de remédios, maior será a eficácia do tratamento.

Vale lembrar que levar seu pet ao veterinário antes de usar qualquer medicamento é muito importante tanto para o sucesso do tratamento quanto para a saúde do animal, pois as consequências de medicar incorretamente seu pet podem ser piores que as da própria coprofagia.

fechar...