Aguarde...
Carregando...
Ordenar por
Carregando produtos...
Filtrar Produtos X
  • Marcas
  • Ver mais...

Insuficiência renal em cães

 

A insuficiência renal canina pode ter várias causas, sendo a mais comum delas a idade. Além disso, trata-se de uma doença ocasionada por lesões nos rins e exposição a substâncias tóxicas. Os sintomas são diversos e podem incluir diminuição na quantidade de urina, sangue na urina, vômitos, perda de peso e aumento do consumo de água.

 

Existem dois tipos de insuficiência renal, a aguda e a crônica. A aguda pode ser curada e caracteriza-se pela infecção por ingestão de pesticidas, herbicidas, antibióticos inadequados, dentre outros fatores. Por outro lado, a crônica irá se manifestar durante alguns momentos da vida do animal e apenas pode ser controlada, e não curada.

 

Em geral, a idade, infecções por meio de vírus, fungos e bactérias e outros parasitas, câncer, reação tóxica e traumas renais são as causas mais frequentes para ambos os tipos de insuficiência. O diagnóstico, por sua vez, é realizado por meio de exames de urina, hemograma completo e técnicas de imagem, como a radiografia.

leia mais...

Insuficiência renal canina: sintomas

Voltando para os sintomas, são apresentados sinais variados, que podem ser muito dolorosos para o cão. Alguns deles são confundidos com outras disfunções, por isso a importância de consultar um profissional para determinar se o pet está realmente com insuficiência ou qualquer outro tipo de doença, garantindo um tratamento mais seguro e saudável. Listamos alguns deles a seguir:

 

• Aumento ou diminuição demasiada de urina;

• Consumo exagerado de água;

• Mobilidade dificultada;

• Vômitos e diarreias;

• Sangue na urina;

• Falta de apetite;

• Depressão;

• Apatia;

• Moleza.

 

Dentre os sintomas diagnosticados por veterinários, exclusivamente, estão:

 

• Pressão alta;

• Desidratação;

• Úlceras na língua, gengiva e bochecha (interior);

• Diminuição da produção de células vermelhas do sangue;

• Anemia.

 

Outros sintomas podem ser diagnosticados pelo veterinário dependendo do tipo de insuficiência renal e do quadro clínico do pet.

 

Insuficiência renal em cães: alimentação e tratamento


Tudo começa com uma fluidoterapia, um tratamento que basicamente reidrata o pet. Geralmente, os fluidos intravenosos, ou seja, o soro, é injetado no corpo do animal e reposto em seu organismo. Com a primeira dose do fluido intravenoso já é possível observar sinais de hidratação normal e, por conseguinte, a produção de urina/micção. Esses fluidos são determinantes, pois contêm sódio, potássio e outros eletrólitos essenciais para a produção da urina.

 

Além da fluidoterapia, é recomendado ficar atento à alimentação do animal, pois, mesmo que ele esteja hidratado novamente, muito provavelmente seus rins ainda estão comprometidos e podem não aceitar determinados elementos/ingredientes/alimentos. A alimentação natural pode ser uma boa pedida, mas somente um profissional pode indicar o tipo de ração e a quantidade ideal para esse período de recuperação.

 

Alguns medicamentos também são indicados pelo médico veterinário, principalmente quando há presença de vômitos e diarreia. Pode haver necessidade de prescrição de antibióticos nos casos de infecções por bactérias e toxinas.

 

Em pequenos e raros casos (os mais graves), é solicitada uma diálise renal, ou seja, a substituição da função renal do animal. Mas lembre-se: apenas um especialista é capaz de diagnosticar e escolher o melhor tratamento para o cachorro.

 

Garanta a segurança e a saúde do seu pet: não administre nenhum produto sem a aprovação de um profissional.

fechar...